Análise e Desenvolvimento de Sistemas: entenda a área

Lucas Fonseca e Silva
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Photo by Christina Morillo from Pexels

Você sabe o que faz um profissional de Análise e Desenvolvimento de Sistemas? Um dos cursos recém chegados ao Brasil, a Análise e Desenvolvimento de Sistemas  é uma graduação voltada à computação e à tecnologia que tem sido bastante procurada nas faculdades brasileiras. 

Neste post, além de falarmos sobre o curso em geral, preparamos um conteúdo completo para você que pretende seguir carreira na área. 

Portanto, caso se interesse por esse ramo, continue a leitura e entenda tudo o que você precisa saber sobre o curso e o mercado de trabalho da Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Veja a seguir!

O que é Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

A Análise e Desenvolvimento de Sistemas está ligada aos cursos de Sistemas da Informação, pois diz respeito ao estudo que abrange o desenvolvimento entre softwares, hardwares e o usuário. A sua finalidade é garantir a otimização do processamento de informações.

Sendo assim, entende-se que a ideia principal é facilitar o fluxo de informação, sem perder a segurança dos sistemas digitais.

O que faz um analista de sistemas?

Um analista de sistemas é um profissional capacitado a projetar e executar sistemas computacionais de informação. Seu objetivo é auxiliar a organização, o desenvolvimento e a manutenção das redes de computadores, aplicativos e outros.

Isto é, o profissional que atua na Análise e Desenvolvimento de Sistema tem a função de encontrar as melhores soluções para o desenvolvimento de sistemas operacionais, como a implementação de softwares. Sendo assim, essas soluções são aplicadas a partir do levantamento de informações-base sobre o funcionamento dos sistemas.

Como funciona o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é do tipo Tecnólogo e tem duração média de dois anos e meio. Mesmo assim, a formação é de nível superior e está disponível tanto na modalidade presencial quanto no formato EAD. 

A graduação pretende preparar os estudantes diretamente para o mercado de trabalho. Dessa forma, junto às matérias teóricas, o aluno realiza atividades práticas, que são comumente exigidas nas diferentes áreas de atuação para os Analistas de Sistemas. 

Entre as principais matérias tratadas no curso, destacam-se:

  • Auditoria de Sistemas;
  • Análise Orientada a Objetos;
  • Desenvolvimento de Softwares;
  • Estrutura de Dados;
  • Programação;
  • Planejamento de Sistemas;
  • Segurança da Informação;
  • Estrutura de Dados;
  • Tecnologia e Internet;
  • Entre outras.

Ademais, apesar da grande carga teórica envolvida, o foco do curso de Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas é a capacitação de profissionais na prática.

Pós-graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Assim como os cursos do tipo Tecnólogo, os cursos de pós-graduação são uma excelente opção para profissionais que desejam se especializar como analistas de sistemas. 

Nesse caso, é possível que qualquer profissional das áreas relacionadas à Tecnologia da Informação (TI) escolha se pós-graduar em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Essa especialização profissional pode ser uma boa alternativa para quem já está inserido no mercado de trabalho e pretende agregar mais conhecimento à função, destacando-se competitivamente.

Qual o melhor curso para Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

Antes de tudo, pesquise mais sobre o curso em diferentes instituições de ensino e verifique se a faculdade escolhida é uma das reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). 

Além disso, é importante que você esteja bem ligado à grade curricular adotada por cada uma das faculdades, pois esse fator pode ser um diferencial para sua formação superior.

Por outro lado, se você já tem uma graduação completa na área de Tecnologia da Informação, é viável pensar em uma pós-graduação como uma forma de se especializar na área.

E lembre-se: seu é você mesmo quem constrói seu conhecimento! Por isso, aproveite a base teórica e prática adquirida durante o curso para buscar seu desenvolvimento profissional como analista de sistemas. 

Por fim, faça acontecer! Aproveite as oportunidades do mercado de trabalho e mantenha-se atualizado às tendências da tecnologia e da informação. As vantagens do curso são inúmeras quando pensamos nas constantes transformações do mercado de trabalho no meio digital.

Como é o mercado de trabalho para analistas de sistemas?

O mercado de trabalho para Análise e Desenvolvimento de Sistemas é amplo e oferece boas oportunidades para os profissionais do ramo. No entanto, ainda faltam profissionais qualificados para atender às necessidades das empresas, além da alta rotatividade.

Além disso, o mercado está em constante transformação, pois acompanha as tendências e os avanços tecnológicos. Sendo assim, é essencial que o analista de sistemas esteja sempre atualizado.

É possível que um profissional dessa área atue como:

  • Prestador de serviços autônomo;
  • Suporte técnico especializado para empresas;
  • Desenvolvedor de sistemas;
  • Analista de sistemas.

Quais são as principais áreas de atuação?

Os analistas de sistemas podem trabalhar tanto no setor privado quanto no setor público. E, entre as principais áreas de atuação dos profissionais de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, temos:

  • Empresas de tecnologia;
  • Setor industrial;
  • Empresas de comunicação;
  • Empresas públicas;
  • Comércio;
  • Startups;
  • Ensino e Pesquisa.

Por outro lado, não são somente as áreas citadas acima que buscam por profissionais especializados em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Com a inserção da tecnologia em diversos âmbitos da economia, outros setores também contratam constantemente a prestação de serviços técnicos nesse ramo.

Quanto ganha um analista de sistemas?

De acordo com o site Salário, um analista de sistemas ganha, em média, R$ 5.730,95. Além disso, considera-se que o salário inicial gira em torno de R$ 5.230,58, enquanto o teto salarial pode chegar a R$ 12.655,21, tendo em vista uma jornada de trabalho de 41 horas semanais.

Vale ressaltar que a remuneração varia conforme o nível de experiência profissional e região de atuação.

Qual é o futuro da profissão?

Assim como em outras profissões que se relacionam à área de tecnologia e informação, o ramo da Análise e Desenvolvimento de Sistemas tende a expandir-se junto aos avanços e descobertas tecnológicas. 

Somado a isso, a maior inserção do mercado de trabalho no meio digital traz consigo uma necessidade de aprimoramento das redes de relacionamento, bem como da segurança dos sistemas operacionais e do fluxo de informação. 

Gostou do conteúdo? Deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários abaixo. E, para ficar por dentro de outros conteúdos relacionados à área, continue acompanhando as publicações do portal!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.