Análise e Desenvolvimento de Sistemas: grade curricular

Natalia Tojal
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de Field Engineer no Pexels

Para escolher uma faculdade que realmente tem a ver, é preciso entender o que será ensinado, quais são os caminhos possíveis de especialização. Por isso, hoje vamos falar tudo sobre a grade curricular de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, para ajudar quem pensa em fazer esse curso. 

Pilares de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Assim como qualquer curso, o de Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui diversas disciplinas mais técnicas, outras mais baseadas em fundamentos e algumas voltadas à cultura. Vamos falar um pouco sobre cada um dos 4 possíveis pilares. 

Podemos dividir as disciplinas em 4 pilares essenciais: fundamentos, técnico, ferramentas e cultura. 

  • Fundamentos: as disciplinas de fundamentos focam, principalmente, em toda a parte de matemática, lógica e algoritmos.  
  • Técnico: as disciplinas com teor técnico abrangem linguagens e decomposição de problemas. 
  • Ferramentas: em ferramentas, as disciplinas são voltadas para linguagens de programação.  
  • Cultura: já o pilar de cultura foca em disciplinas mais práticas, que envolvem a profissão no geral. 

Além dessas disciplinas, há os projetos integrados, onde os alunos desenvolvem tudo o que aprenderam em aula, criando seu próprio projeto. 

Grande curricular de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Vamos ver algumas disciplinas que podem ser encontradas nesse curso em específico. Lembrando que outros cursos de tecnologia podem ter disciplinas iguais, por seguirem a mesma área. 

  • Algoritmos e Programação Estruturada
  • Análise de Desenvolvimento Orientada a Objetos
  • Análise e Modelagem de Sistemas
  • Arquitetura e Organização de Computadores
  • Computação em Nuvem
  • Desenvolvimento Mobile
  • Cultura Digital
  • Design Thinking
  • Marketing Digital
  • Mindset Ágil
  • Projeto de Vida
  • Engenharia de Software
  • Interface e Usabilidade
  • Linguagem de Programação Estruturada
  • Linguagem Orientada a Objetos
  • Lógica Computacional
  • Modelagem de Dados
  • Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados
  • Programação para Web
  • Projeto de Software
  • Projeto Integrado
  • Redes de Computadores
  • Segurança e Auditoria de Sistemas
  • Sistemas Distribuídos
  • Sistemas Operacionais
  • Sociedade Brasileira e Cidadania

Vamos falar de algumas das disciplinas mais comuns em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que encontramos em diversas Universidades. Portanto, agora é hora de abordar mais a fundo sobre o que é estudado, para entender exatamente o que irá aprender. 

Algoritmos e Programação Estruturada

Nessa disciplina, o aluno aprende o conceito e características de algoritmos, como resolver problemas através deles. Além disso, também aborda a questão da programação estruturada e as estruturas de controles de fluxo.

Arquitetura e Organização de Computadores

Como o nome mesmo diz, essa disciplina trabalha tanto a arquitetura quanto a organização de computadores. Mas não é na questão externa e sim interna, tudo o que vai impactar nas ações do programador. 

Computação em Nuvem

Nessa disciplina, é abordado tudo sobre serviços de computação que envolvem a internet e a nuvem. Desde servidores, armazenamento, até banco de dados e rede. As soluções ensinadas são sempre para oferecer inovações rápidas, flexíveis e econômicas. 

Desenvolvimento Mobile

Na matéria de Desenvolvimento Mobile, os alunos aprendem sobre como criar softwares mobiles, focando na funcionalidade, praticidade e custo-benefício. 

Entenda mais sobre essa área neste artigo: Desenvolvimento Mobile: conceito e mercado de trabalho.

Design Thinking

Apesar do nome, essa disciplina não é uma matéria de design, da forma que conhecemos em Design Gráfico. Na verdade, é um design de ideias para resolver problemas e propor soluções. Por isso, complementa a grade curricular, mesmo não sendo focada no curso propriamente dito. 

Por exemplo, o Design Thinking pode ser útil na hora de desenvolver um aplicativo para uma empresa, que solucione as suas necessidades pendentes. 

Engenharia de Software

Como o nome já indica, essa disciplina aborda tudo o que envolve a criação e desenvolvimento de softwares (aplicativos, jogos, ferramentas, etc).  Por isso, é excelente para quem quer trabalhar com back-end, por exemplo. 

Interface e Usabilidade

Nessa matéria, o foco é a interface de sistemas e suas usabilidades. Aborda como trabalhar para que as interfaces sejam interativas, intuitivas e com uma boa navegação. 

Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados

Em Banco de Dados, o aluno aprenderá sobre como desenvolver e programar um banco de dados do zero. É uma matéria bastante útil também para quem deseja seguir carreira em desenvolvimento back-end, por exemplo. 

Para complementar seus estudos sobre back-end, leia o artigo: Tudo sobre Desenvolvimento Back-end.

Redes de Computadores

Nessa matéria, o aluno aprende a compreender todas as redes de computadores, conceitos básicos, arquitetura, protocolos e aplicações. 

Agora que falamos de algumas das principais matérias que você pode encontrar na grade curricular de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, vamos falar um pouco sobre faculdades. 

Opções de universidades

Há diversas Universidades que ministram esse curso e, dependendo da região, a grade curricular pode alterar. Nem todas essas disciplinas faladas anteriormente estão presentes em todos os cursos. 

Mas podemos citar algumas Universidades que possuem uma grade mais completa e diversificada no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, como: Anhanguera, Pitágoras, Unopar, entre outras. 

A escolha final depende muito da localização e do fácil acesso à Universidade, mas a qualidade da grade é extremamente importante. Por isso, estude bem quando for tomar sua decisão.

Conclusão sobre a grade curricular de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Como disse anteriormente, a grade curricular é um fator extremamente importante para decidir em qual Universidade estudar. É preciso sempre procurar a mais completa, que ainda traz outras disciplinas que não são focadas no tema principal, mas que complementam a área, formando um profissional completo.

Agora que você conheceu um pouco da grade curricular de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, é a hora de decidir se esse curso é para você e qual é a melhor Universidade para estudar.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.