Cibersegurança x Segurança da Informação: qual a diferença?

Paulo Amaral
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Dan Nelson/Pixabay

Você sabe qual a diferença entre Cibersegurança e Segurança da Informação?

Antes de mais nada, vamos deixar claro que “sim”, ambos os assuntos possuem muitas similaridades. Mas, ao mesmo tempo, “não são exatamente iguais”.

Cibersegurança é um campo extremamente amplo e atual, inserido em um mercado de trabalho que não para de crescer.

A Segurança da Informação, da mesma forma, também está inserida em um contexto moderno e essencial para um mundo cada vez mais conectado, como o que estamos vivendo.

Isso significa dizer, em termos mais simples, que a Cibersegurança pode ser encarada como uma parte da Segurança da Informação, mas com suas próprias tecnicalidades.

Principais diferenças

Vamos, então, efetivamente começar a elencar as diferenças entre Cibersegurança e Segurança da Informação.

Já pensou em fazer sua faculdade dos sonhos à distância?

Tire todas as dúvidas e saiba mais sobre a modalidade EAD

 

Conforme a definição traçada pelos profissionais de segurança do ISACA (Information Systens Audit and Control Association), na mais recente edição do bSecure Conference, a Cibersegurança envolve tudo o que se refere à “proteção dos ativos de informação por meio do tratamento de ameaças que põem em risco a informação que é processada, armazenada e transportada pelos sistemas de informação que estão interligados”.

A Cibersegurança, então, é aplicada a uma parte da Segurança da Informação, focada especialmente na proteção do ambiente digital. É por meio da Cibersegurança que é possível cuidar das ameaças às informações transportadas por meios cibernéticos.

A Segurança da Informação, por sua vez, é, como já dissemos, um campo mais amplo. E, exatamente por isso, engloba o conceito de Cibersegurança.

A Segurança da Informação, portanto, cuida especialmente da redução de riscos no transporte de dados por qualquer meio, seja digital ou não.

Isso significa dizer que a Segurança da Informação, ao contrário da Cibersegurança, cuida das informações que são armazenadas, processadas ou transmitidas no formato eletrônico, de forma verbal ou através de mensagens escritas, ou impressas.

Dependendo da forma como uma informação específica é processada, armazenada ou transmitida, uma forma de Segurança da Informação mais precisa é ajustada adequadamente para a sua proteção.

Pode-se dizer ainda que a Cibersegurança é voltada para proteger hardware, software, infraestrutura e redes. Enquanto a Segurança da Informação é inserida quando há o gerenciamento de pessoas, segurança física e cumprimento ou conscientização em relação a determinadas informações. É a proteção a um ambiente físico, garantindo a segurança das instalações.

A Segurança da Informação, portanto, tem como base normas, técnicas, estruturas organizacionais ferramentas e um amplo leque que engloba as várias faces da informação.

Cibersegurança + Segurança da Informação: mundo ideal

Se você pensa em optar por seguir carreira em Cibersegurança ou Segurança da Informação, saiba que é praticamente impossível separar os dois mundos.

Até por conta disso, o curso disponível nas Faculdades Anhanguera foi preparado para deixar os alunos 100% prontos para os cenários em ambos os campos.

Quem escolher a Anhanguera terá, durante os cinco semestres do curso de graduação (dois anos e meio), acesso aos melhores conteúdos. De forma 100% online e com professores do mais alto nível, que ensinarão, na prática, como agir para tomar a melhor decisão em ambos os campos.

A Segurança da Informação, como dissemos, está ligada mais ao lado físico, da efetiva proteção aos dados confidenciais de uma empresa, por exemplo. A Cibersegurança, por sua vez, é necessária para mitigar as ameaças internas e, para executar isso, depende da segurança física para minimizar a probabilidade de um invasor ter acesso ao que não deve.

O mundo ideal, portanto, é combinar os conhecimentos de Segurança da Informação com Cibersegurança. É isso que você encontrará nos cursos da Anhanguera.

O que você vai aprender na faculdade de Cibersegurança

A grade curricular que você vai encontrar ao optar pela Anhanguera na faculdade de Cibersegurança, é bastante extensa e, principalmente, focada na prática profissional.

Desta forma, o aluno enfrentará situações reais enquanto ao longo do curso. E, quando formado, sairá pronto para buscar uma vaga no mercado de trabalho.

Ademais, as matérias envolvem tanto a introdução aos temas, quanto os fundamentos relacionados à segurança cibernética propriamente dita.

As disciplinas que fazem parte do curso integrante da Academia Tech são os seguintes:

  • Administração de Sistemas Operacionais;
  • Algoritmos e Programação Estruturada;
  • Arquitetura de Redes;
  • Arquitetura de Segurança;
  • Computação em Nuvem;
  • Criptografia;
  • Gerenciamento de Redes;
  • Governança Corporativa;
  • Governança de Segurança;
  • Linguagem de Programação;
  • Lógica Computacional;
  • Privacidade e Proteção de Dados;
  • Perícia Forense em Segurança da Informação;
  • Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados;
  • Programação para Redes;
  • Redes de Computadores;
  • Segurança em Engenharia de Software;
  • Sistemas Distribuídos;
  • Sistemas Operacionais.

O perfil de quem procura faculdade de Cibersegurança

Cibersegurança ou Segurança da Informação, o caminho e o perfil de quem está em busca de graduação nesse assunto é praticamente o mesmo.

Primeiro, além de gostar do assunto, o aluno interessado em entrar em uma faculdade de Cibersegurança também deve prestar atenção a alguns requisitos básicos, como, por exemplo, suas características e perfil de trabalho.

Desse modo, o perfil de quem busca essa posição no mercado de trabalho, costuma abranger pelo menos quatro características.

  • Proatividade
  • Respeito e atenção com as normas
  • Rapidez para solucionar problemas complexos
  • Capacidade para identificar vulnerabilidades nos sistemas

Duração do curso

Apesar da extensa lista de matérias, o curso, na verdade, é bastante rápido. Dessa forma, o aluno que optar pela Anhanguera poderá se formar em cinco semestres.

Isso significa dizer que, em dois anos e meio, você poderá sair pronto para um mercado cada vez mais atraente, dentro e fora do Brasil.

Também, as mensalidades para quem está procurando se tornar um tecnólogo, termo técnico para quem se forma em uma faculdade de Cibersegurança, estão bastante acessíveis, cabendo assim, no seu orçamento. Vale dar uma conferida clicando nesse link.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre Cibersegurança e Segurança da Informação, só falta dar o próximo passo e esperar o início das aulas.

Mas, a conversa não para por aqui. Informe-se também sobre o curso de DevOps e as oportunidades de mais essa área da tecnologia.

Até mais!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 3 / 5. Contagem: 2

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.