Qual é o preço do curso de Cibersegurança?

Paulo Amaral
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Tima/Pexels/CC

Você está à procura de um bom curso superior de Cibersegurança, mas teme que o preço seja fora do seu orçamento? Então esse post é o que você procurava.

Concluir a graduação em um dos mercados que mais crescem no Brasil atualmente não pesa tanto assim no bolso. E se paga sozinho no futuro.

O profissional que obtém diploma em curso superior de Cibersegurança está entre os mais procurados nos sites de emprego especializados. A oportunidade de conseguir estágios também é ampla, e a remuneração, desde a mais básica até o nível sênior, é bastante interessante.

Por conta desses, e de outros fatores que citaremos a seguir, você verá que o preço cobrado pelas faculdades.

O que é Cibersegurança?

Antes de falar o preço do curso, é importante saber o que é Cibersegurança. Resumidamente, é a proteção das estruturas tecnológicas. Ou seja, de redes, software, hardware, servidores, sistemas eletrônicos e outras ferramentas que fazem parte do infinito universo dos computadores.

Esse segmento, na verdade, está incorporado à Segurança da Informação. Aborda tanto questões teóricas quanto práticas, que é a aplicação dessas leis para manuseio de software e hardware.

Qual a duração do curso de Cibersegurança?

Responderemos, agora, sobre a duração do curso de Cibersegurança. Porém, não deixe de ler o post até o fim. Há mais pontos interessantes a quem entrou aqui buscando saber apenas a respeito da duração.

Aos interessados em se matricular na Academia Tech, podemos adiantar que o curso de Cibersegurança tem a duração de cinco semestres – ou dois anos e meio.

Destaques do curso de Cibersegurança

Agora que você já sabe efetivamente o que é Cibersegurança e qual a duração do curso, vamos adiantar alguns dos principais destaques do que é ministrado nesse curso. Mas, não mostraremos tudo ainda, afinal, queremos deixá-lo com aquele gostinho de “quero mais”, né?

Um dos diferenciais do curso de Cibersegurança (que você encontrará na Anhanguera) é que o mesmo foi preparado por profissionais que atuam no campo de trabalho.

Desta forma, a ideia é que o profissional formado em Cibersegurança saia do curso pronto para garantir a segurança dos dados da empresa. É obrigação dele evitar que o sigilo da carteira de clientes seja violado.

Amplo campo de atuação

Agora, pinçaremos de forma simples e rápida alguns pontos do amplo campo de atuação. Essa área dependerá da preferência de cada estudante da Cibersegurança.

O profissional poderá, por exemplo, focar em segurança de rede para proteger uma empresa ou órgão governamental contra intrusos e malwares.

Porém, se a área que mais agradar ao estudante for a ligada a aplicativos, é possível buscar um espaço em locais que foquem na proteção ao software.

Vale lembrar que, se um software é comprometido, todos os dados do cliente podem cair em mãos erradas.

Não menos importante é o campo voltado para a educação do usuário final. Esse ponto aborda o fator mais imprevisível da Cibersegurança: as pessoas. Uma boa educação voltada para a área da Cibersegurança pode evitar, por exemplo, que alguém desavisado espalhe vírus por e-mails ou pendrives. São lições fundamentais, principalmente em um mundo no qual os crimes virtuais vêm crescendo assustadoramente.

Enfim, o preço do curso de Cibersegurança

Chegou a hora que você que clicou nesse post tanto esperava: o preço do curso de Cibersegurança.

Como dissemos mais acima, há algumas boas opções de faculdades, todas reconhecidas pelo MEC, que oferecem a graduação.

Uma das mais conceituadas faculdades de Cibersegurança é a Anhanguera. Fundada em 1994, a instituição, que em 2014 passou a fazer parte da Kroton Educacional, maior grupo do segmento no Brasil. A instituição conta com 15 mil profissionais em seu quadro de funcionários, incluindo especialistas, mestres e doutores. Se for sua opção, o curso parte de R$ 169,90.

Outra opção é a Unopar. A partir de R$ 159,90 por mês, o aluno da Unopar é preparado em competências relevantes. E pode suprir a demanda por capacitação gerencial, técnica e estratégia na área de segurança cibernética e proteção de dados empresariais.

Outra  opção para se escolher o curso de  Cibersegurança é a Impacta. Localizada na Barra Funda, na capital paulista, a faculdade tem média 3,5 segundo a avaliação do MEC.

O curso de Cibersegurança tem a mesma duração das demais, de dois anos e meio. A mensalidade é um pouco mais cara do que as que mostramos antes, saindo a partir de R$ 471,92 (matutino).

Fora de São Paulo

Fechando nossa lista está a PUC-PR. Ela é mais extensa que as quatro primeiras sugestões e, também, mais cara que as demais.

O aluno que optar pela PUC, localizada em Curitiba, terá de estar preparado para um curso de quatro anos, no turno da noite, presencial, e com alto custo.

As mensalidades partem de R$ 1.418, e são reajustadas anualmente, conforme a legislação vigente.

Segundo o descritivo do curso, os alunos que optarem pela PUC-PR terão acesso a algumas disciplinas dos cursos de Ciências da Computação.

A ideia de cursar Cibersegurança na PUC-PR é ajudar o estudante a desenvolver temas de seu interesse. Além de instruí-lo para ficar por dentro da área de segurança e privacidade aplicada a diferentes contextos.

E aí? Gostou das sugestões? E fique tranquilo, pois a conversa não para por aqui. Informe-se também sobre o curso de DevOps e as oportunidades de mais essa área da tecnologia.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.