Conheça os principais tipos de financiamento estudantil

Ana Paula Schuster
Colaborador do Hora Da Facul

Neste artigo você verá quais são os principais tipos de financiamento estudantil, afinal fazer uma graduação é o sonho de muitos. No entanto, nem todos possuem condições financeiras para investir em um curso.

A boa notícia é que há vários modos de ingressar em uma faculdade através de financiamentos. Então, para potencializar a sua vida profissional com um ensino superior, acompanhe este post até o fim e escolha a opção ideal para você.

O que é um financiamento estudantil?

No Brasil, o número de faculdades particulares chega a ser quase 8 vezes maior do que as públicas, de acordo com dados de 2018 do Inep e mais:

  • São 2.238 instituições privadas;
  • Contra 299 dos estados.

Com esse aumento significativo de redes de ensino superior particulares, cresceu também o modo de ingressar nelas, ou seja, os tipos de financiamento estudantil.

Nesse esquema, uma instituição financeira paga as mensalidades do curso do aluno. Dessa forma, essa é a opção encontrada por muitos que não possuem dinheiro o suficiente para bancar uma graduação.

Com essa forma de empréstimo, o estudante tem um prazo maior para pagar de volta o investimento feito.

Quais os tipos de financiamento?

No Brasil, o que não faltam são diferentes tipos de financiamento estudantil. Por exemplo, há aqueles em que você faz um pagamento a cada três meses ou só começa a quitar o empréstimo após formado.

Existem opções em instituições públicas e privadas e até mesmo, patrocinadas pela própria faculdade. Então, para saber mais detalhes e ver qual é a melhor para você, continue lendo a seguir.

1 – FIES é um dos tipos de financiamento estudantil

O Fundo de Financiamento Estudantil é um dos mais conhecidos por ser um programa do próprio MEC. Com a Caixa e o Banco do Brasil, ele oferece linhas de créditos com condições especiais para os alunos.

Com o decorrer do curso, o banco paga as mensalidades do estudante na faculdade. Assim, após a formatura, o aluno precisa acertar esse empréstimo com a instituição financeira.

Esse é um dos tipos de financiamento estudantil mais interessantes, já que o universitário:

  • Só paga após formado;
  • As parcelas possuem um longo período para quitação;
  • Juros são menores se comparado a um empréstimo normal.

Hoje em dia, com o Novo FIES, mais linhas de crédito são oferecidas seguindo alguns critérios, confira.

FIES 1

Para todos os estudantes brasileiros com renda familiar de até 3 salários mínimos, sem taxas de juros.

FIES 2

Opção exclusiva para pessoas do centro-oeste, nordeste e norte, com renda de 3 a 5 salários mínimos e juros de 3% ao ano.

P-FIES

Para alunos de todo o Brasil, com renda de 3 a 5 salários, bem como taxas de 6,5% ao ano.

Como participar do programa?

Você precisa ter feito o Enem a partir de 2010 e ter tido uma pontuação mínima de 450 pontos.

As vagas vão conforme a ordem decrescente das notas do Exame Nacional. Portanto, é preciso se esforçar bastante e ir bem nas provas, de modo a conseguir um dos tipos de financiamento estudantil mais acessíveis.

2 – Financiamentos com bancos

Aqui todo o processo é feito direto com o banco e o ponto positivo é que não depende da nota do Enem. No entanto, a maioria deles requer vínculo com a instituição e análise de crédito.

Caso o seu score seja baixo ou o seu nome esteja no Serasa, há algumas opções, compare a seguir.

Santander Universidades

Esse é um dos tipos de financiamento estudantil privados, mas que não é para graduações e sim para pós e MBAs, bem como outras facilidades. Então, se esse é o seu caso ou de alguém próximo a você que tem interesse, busque saber mais.

Crédito Universitário Bradesco

Esta linha de crédito é para correntistas e dá a oportunidade do aluno financiar 100% do semestre do curso em até 12 vezes.

BB Crédito Consignado

Ele é parceiro do FIES e tem outros tipos de financiamento estudantil exclusivos para aqueles que trabalham em empresas vinculadas ao banco.

3 – Créditos Estudantis

Também é como um empréstimo, onde você tem mais tempo para quitar as parcelas, que, aliás, podem ser reduzidas.

Esse método também possui vários tipos de financiamento estudantil, um deles é o de pagar após o fim do curso. Dessa forma, esse é o mais vantajoso, pois o profissional já estará formado e entrando no mercado de trabalho.

Com isso, pode quitar a dívida sem maiores problemas. Além disso, os empréstimos podem ser integrais ou parciais, com variação no prazo e no valor.

4 – Bolsas de estudos e descontos

Você já viu aqui alguns tipos de financiamento estudantil, bem como empréstimos privados, mas há ainda outra opção.

O Prouni, por exemplo, dá bolsas de estudos integrais e parciais a alunos. Então, para ingressar no programa, é preciso atender a alguns critérios sobre renda e escolaridade como:

  • Ter realizado o ensino médio em escola pública;
  • Ou ,ainda como bolsista em instituições particulares;
  • Participado do Enem mais recente.

Aqui também os estudantes são classificados conforme o desempenho nas provas. Por outro lado, algumas faculdades dão bolsas e descontos interessantes. Dessa maneira, vale a pena saber mais a respeito e ver o que cada uma pode te oferecer.

5 – Empréstimos personalizados

Caso você não consiga nenhuma das alternativas acima, é possível realizar um empréstimo pessoal para pagar as mensalidades.

O benefício desta opção é que as instituições financeiras de crédito não possuem vínculo com os bancos, ou seja, você não precisa ser um correntista para obter o financiamento.

Vale destacar, no entanto, dois pontos: em primeiro lugar, eles fazem avaliação de crédito. Em segundo lugar, a taxa de juros pode ser mais alta. Então, pense bem antes de assinar qualquer contrato.

Invista em uma profissão de sucesso

Agora você conhece os tipos de financiamento estudantil, portanto, é hora de decidir sobre o seu futuro.

Com algumas dessas opções, é possível iniciar a sua faculdade o mais rápido possível e começar a investir na sua futura carreira profissional.

Lembre-se de buscar uma universidade de qualidade, que ofereça além de bolsas e descontos, uma boa infraestrutura, bons professores e apoio do início ao fim do curso. Assim, saiba mais sobre as marcas do grupo Kroton.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.