O que é o CST em Gestão de Produto?

Vanessa Zampronho
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de energepic.com no Pexels

O profissional em Gestão de Produto tem conhecimento de todo o processo de produção, das ideias iniciais ao produto final.

Quando compramos um produto, pensamos em satisfazer uma determinada necessidade. E pode ser qualquer uma: eletrodomésticos, utensílios de dia a dia, ferramentas, higiene pessoal… a lista é enorme. Mas, por trás do produto final, tem o trabalho do profissional em Gestão de Produto.

É ele quem gerencia todo o processo produtivo. Assim, não é somente ficar no escritório o dia todo. Ele precisa saber das necessidades do consumidor, o que a empresa pode oferecer, como o item pode ser produzido e como chegará ao mercado.

Já sabe como se dar bem na redação do Enem?

 

Faça o teste e descubra se você está preparado

O processo é longo, não é rápido, e precisa de pessoas capacitadas para entender todos os procedimentos. Há técnicas que agilizam e tornam tudo mais eficaz, otimizando o trabalho dos desenvolvedores. Isso também torna o produto mais eficiente.

O que é Gestão de Produto

Para se chegar ao produto final, há a necessidade de se planejar muito bem o que se vai fazer. A Gestão do Produto traz técnicas que ajudam nesse processo, de maneira que ele saia a contento.

Tudo começa na concepção inicial. Ela pode vir naqueles ‘estalos’, quando alguém tem uma ideia de um produto inovador. Nesse caso, quando é algo novo, essas ideias surgem geralmente quando há uma necessidade específica. E não precisa ser um produto necessariamente complexo para ser útil.

Sabia que sua nota do Enem pode virar desconto na mensalidade?

Calcule aqui!

Objetos simples, como ferramentas e utensílios domésticos, hoje soam banais. Entretanto, quando surgiram, foram verdadeiras inovações. O profissional em Gestão do Produto está atento a essas novidades. Ele mesmo pode ter essas ideias, e criar uma linha básica de desenvolvimento.

Ele é responsável por acompanhar o processo, desde os desenhos iniciais, passando pelas reuniões com a equipe, avaliação da necessidade, até a construção do protótipo. Mas não acaba aí. Um produto só é considerado viável se ele passar por um teste com alguns consumidores. São eles quem vão avaliar se o produto realmente atende aquilo a que se propõe.

O acompanhamento do novo produto

O especialista em Gestão de Produto não termina seu trabalho quando aquele produto está nas prateleiras à venda. É no dia a dia que ele acompanha como ele realmente se comporta. Com o uso massivo daquilo que fabricou, o profissional tem o retorno da usabilidade do produto, da durabilidade, se há alguma melhoria a ser feita, por exemplo.

Você sabe como a redação é importante para sua nota do Enem?

Descubra aqui se você está preparado!

É, inclusive, o retorno do consumidor um grande balizador para o especialista em Gestão do Produto. O uso dele no mundo real traz informações que os testes e protótipos não conseguem mostrar. Não é à toa que, eventualmente, um produto já conhecido venha com uma embalagem nova, uma nova composição, ou um redesenho.

É a Gestão de Produto que auxilia a empresa na melhoria contínua de seus produtos, e pode trazer ideias para elaborar novos. Uma vez que uma nova ideia aparece, o processo para se chegar ao produto final é o mesmo.

O curso de Gestão de Produto

O curso é oferecido como Superior de formação Tecnológica. Ele pode ter de dois a três anos de duração, e traz disciplinas que tratam de todo o processo de produção. Aulas de design fazem parte, mas não precisa saber desenhar para ir bem no curso. Técnicas e softwares ajudam os alunos a colocar no papel o que antes estava no mundo das ideias.

Você está preparado para a redação do Enem?

Ela é essencial para você garantir sua vaga na faculdade

Aulas de Administração também entram no curso para que o profissional consiga gerenciar a equipe de desenvolvimento de novos produtos. Há técnicas específicas que facilitam muito o trabalho. O aluno também conhece certificações como ITIL, Cobit e Agile Thinking, para ficar em algumas. O profissional pode fazer cursos específicos para obter tais certificações, e desenvolver um bom trabalho à frente das empresas.

Conhecer os processos produtivos, como equipamentos e materiais, fazem parte dos estudos. O profissional em Gestão de Produtos precisa saber tanto o maquinário que desenvolve as novidades quanto os que produzem. Tendo esse conhecimento ajuda na concepção do produto e nas suas melhorias.

Gestão de Produtos Digitais

Uma atenção especial merece ser dada ao mundo virtual. Com o uso cada vez maior da internet, produtos digitais se tornam mais e mais importantes. Aplicativos de transporte, de geolocalização, por exemplo, só se tornaram possíveis com o uso dos celulares e do acesso à internet.

Você está preparado para a redação do ENEM?

 

Faça o teste e confira várias dicas

Assim, o profissional em Gestão de Produtos tem na grade curricular disciplinas que abordam o mundo virtual de forma mais intensa. Ele vai conhecer exemplos de grandes inovações tecnológicas e digitais, que podem inspirá-lo a criar novas tecnologias e serviços.

É também no mundo digital que o aluno tem contato com conceitos de Marketing. Nos dias de hoje, saber divulgar seus produtos – físicos ou virtuais – na internet faz toda a diferença. E não somente divulgar, mas também ter o contato mais próximo com o consumidor. Ele consegue enviar suas reclamações e sugestões de forma direta, e o retorno por parte da empresa precisa ser rápido.

Mercado de trabalho

O campo de trabalho para quem estuda Gestão de Produtos está se tornando mais amplo, e há falta de profissionais qualificados. As empresas perceberam que é importante ter especialistas que saibam gerenciar todo o processo. Assim, o curso vale para quem não tem experiência profissional e para quem já atua na área.

Quer garantir a melhor preparação para o Enem 2021?

Afinal, o curso traz novidades e está sempre atualizado com as novas tecnologias para desenvolvimento de produto. O mundo virtual também precisa de especialistas em Gestão de Produtos, especialmente nas startups. Esse termo novo se refere a empresas novas, que desenvolvem ou aprimoram serviços específicos. Exemplos de startups são aqueles aplicativos de transporte, que hoje se tornaram grandes empresas.

Os formados em design de produto ou gráfico também se beneficiam do curso de Gestão de Produto. Eles ampliam seus horizontes de trabalho e podem se tornar gerentes dentro das empresas onde trabalham.

Os especialistas podem trabalhar como consultores independentes, que aconselham empresas a desenvolverem melhor seus processos produtivos. Eles visitam as organizações, analisam como elas funcionam e elaboram um relatório que mostra onde e como elas podem se tornar mais eficazes. Enfim, o mundo do profissional de Gestão de Produto está só começando e expandindo. Aproveite a onda! Se preferir, saiba mais sobre as profissões procuradas pela geração Z.

Já pensou em fazer sua faculdade dos sonhos à distância?

Tire todas as dúvidas e saiba mais sobre a modalidade EAD

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.