Qual o preço do curso de Desenvolvimento Web?

Maria Vitória
Colaborador do Hora Da Facul

Foto: Christina Morillo em Pexels

Para se tornar um desenvolvedor web diferenciado, é preciso ingressar em uma universidade capaz de torná-lo um profissional capacitado para o mercado de trabalho.

Por isso, no artigo de hoje iremos compartilhar com você tudo o que é preciso saber sobre o curso de Desenvolvimento Web, assim como preço e outras particularidades que irão ajudá-lo a iniciar os estudos da melhor forma possível. Confira!

O conceito de Desenvolvimento Web

Primeiramente, Desenvolvimento Web é a área da tecnologia voltada à construção de sites, aplicativos, softwares, bancos de dados e quaisquer outras ferramentas que, de certa forma, constroem a internet como a conhecemos atualmente.

Assim, os profissionais destas áreas são os programadores, ou desenvolvedores web, como são conhecidos.

Ou seja, são pessoas capacitadas para compreender, manusear e utilizar linguagens de programação para construir sistemas complexos voltados ao serviço do usuário.

Além disso, dentro da carreira de desenvolvedor web, existem diversas especialidades, como, por exemplo, front e back-end, infraestrutura de sistemas, especialização em banco de dados, entre outros.

Qual a função de um desenvolvedor?

Antes de tudo, uma das funções mais importantes de um desenvolvedor é a construção e manutenção de sites e aplicativos.

Entretanto, existem outras responsabilidades que este profissional possui no dia a dia e que são cruciais para que ele continue crescendo profissionalmente. Algumas dessas atividades são:

  • Atender: aqui o profissional acompanhará todo o processo, ao realizar o atendimento ao cliente, entenderá o que ele deseja e também descobrirá qual é a melhor solução;
  • Planejar: projetando o melhor caminho para entregar o que foi pedido e atender às necessidades.
  • Construir: mesmo atuando no front-end, back-end ou na infraestrutura como devops, além de depender de outros especialistas para complementar, é hora de construir sua parte;
  • Testar: antes mesmo de entregar o piloto para que o cliente faça avaliações, importante testar. Ficou realmente usual? Todas as funcionalidades estão acontecendo conforme o previsto? O que ficou pronto está de acordo com a proposta? Somente depois disso, o site, software ou aplicativo é apresentado para o cliente;
  • Manter e atualizar: de acordo com o vínculo em relação ao trabalho, o desenvolvedor também será responsável por manter o site ou programa funcionando e realizar alterações quando necessário.

Diferentes tipos de desenvolvedores web

Basicamente, existem três tipos de desenvolvedor web atualmente no mercado.

1. Front-end

O nome se refere à parte “da frente” da programação, ou seja, a interface na qual o web developer trabalha.  Então, o desenvolvedor que trabalha com front-end está interessado na experiência do usuário.

Por isso, ele quer saber qual é o melhor caminho que o usuário pode seguir dentro do site e checa se o layout atende às necessidades. Desta forma, conhecimentos de SEO ajudam este profissional, que é uma espécie de intermédio entre o web designer e o desenvolvedor em back-end.

Aqui, para quem está interessado em se especializar nessa área, são importantes conhecimentos em lógica de programação, JavaScript, CSS, Bootstrap e HTML.

Sendo assim, algumas responsabilidades do desenvolvedor front-end são:

  • assegurar o funcionamento do client-side, ou lado cliente, de sites, blogs, e-commerces e aplicações web;
  • coletar feedbacks das experiências dos usuários;
  • identificar e atender às necessidades do usuário;
  • atuar em parceria com o web designer e o desenvolvedor back-end para assegurar que os usuários terão a melhor experiência com layout e funcionalidades das aplicações;
  • fazer manutenção e alterações para garantir a usabilidade.

2. Back-end

Outra possibilidade é se especializar em back-end. Aqui, o profissional poderá trabalhar na “parte de trás” da aplicação, ou seja, na programação do sistema que se comunica com o banco de dados.

Assim, nessa especialidade, o desenvolvedor trabalha traduzindo o que o front-end propõe para o servidor por meio de códigos ou pelo desenvolvimento de aplicações web. 

Além disso, quem trabalha com back-end precisa gostar muito de códigos e linguagens de programação, pois é o foco da função. Por isso, um desenvolvedor do back-end precisa:

  • saber configurar e ler bancos de dados, analisar informações, erros, entre outros dados gerados pelo site ou aplicação;
  • conhecer as linguagens de programação, como Python, PHP, JavaScript e Ruby;
  • dominar sistemas operacionais que são específicos para servidores como o Linux;
  • usar técnicas para garantir a segurança da informação.

3. DevOps

O terceiro tipo de desenvolvedor web é o DevOps. Uma espécie de especialização do back-end na qual o profissional é responsável pela infraestrutura.

Nessa especialização, o web developer, como também é conhecido o desenvolvedor web, pega a aplicação desenvolvida e garante que ela funcione no ambiente de produção. Entretanto, o trabalho do DevOps não é tão simples assim, pois ele acompanha todo o processo, estando presente no:

  • planejamento: ajuda na decisão da linguagem, infraestrutura, funções e metodologias a serem usadas;
  • desenvolvimento: usa as ferramentas e linguagens definidas;
  • automação: agiliza processos, detecta e previne problemas;
  • testes: para garantir o pleno funcionamento das aplicações;
  • monitoramento: coleta dados e otimiza processos, atendendo às demandas do cliente e de seus usuários.

O que você precisa saber sobre o curso de Desenvolvimento Web?

Em primeiro lugar, o curso de Desenvolvimento Web existe em duas modalidades. Estas são a graduação e o tecnólogo. Assim, a graduação tende a durar até quatro anos, em média, a depender da instituição de ensino escolhida.

Enquanto isso, os cursos tecnólogos são de menor duração. Porém, são os mais procurados nesta área por proporcionarem os conhecimentos necessários para a inserção mais qualificada e rápida no mercado de trabalho. 

Como funciona a graduação em Desenvolvimento Web?

De antemão, a graduação em Desenvolvimento Web tem o objetivo de qualificar profissionais preparados para os desafios do setor de tecnologia.  Assim, os alunos recém-formados no curso devem conquistar habilidades para manter o bom funcionamento dos sistemas de computação e informática.

E, ainda, é possível adquirir amplo conhecimento sobre criação de interfaces e aplicação, entendendo como realizar avaliações, vistorias, perícias, laudos e parecer técnico de setores Dev Web.

Como funciona o tecnólogo em Desenvolvimento Web?

Antes de tudo, o curso tecnólogo em Desenvolvimento Web aborda conhecimentos de Ciências Exatas e da Terra, formando profissionais aptos para o mercado de trabalho.

Nesta modalidade, a carga horária total das atividades curriculares ao final da formação é de 2160 horas, divididas em um total de 4 semestres. Assim, este é um dos cursos ideais para quem deseja se formar em Desenvolvimento Web. Isso porque o curso oferece capacitação profissional para que os formados conquistem as competências e habilidades digitais necessárias para manter o pleno funcionamento das plataformas e aplicativos. 

Desse modo, estas competências e habilidades se tornam extremamente necessárias para comunicação e negócios hoje em dia. Por isso, durante o curso tecnólogo, são explorados conhecimentos sobre criação de interfaces e aplicações. Além disso, procedimentos para realização de avaliações, perícias, confecção de laudos e pareceres técnicos para os setores de Desenvolvimento Web.

Deste modo, o profissional tem muito mais autonomia na realização de tarefas, como:

  • idealização, desenvolvimento, implantação e manutenção de sistemas computacionais de informação na Web;
  • utilização de metodologias, ferramentas e tecnologias da Engenharia de Software, linguagem de programação e sistemas gerenciadores de banco de dados;
  • compreensão dos modelos de negócio para a escolha da mais adequada para redes focada na Web, garantindo segurança da informação;
  • coordenação de equipes de produção de softwares.

A seguir, você poderá conhecer quais serão as disciplinas que encontrará no curso de Desenvolvimento Web. Confira!

Disciplinas do curso de Desenvolvimento Web

Desde já, saiba que, neste curso, você poderá encontrar as disciplinas exatas para uma excelente preparação para o mercado de trabalho e atuação como desenvolvedor web.

Sendo assim, o que você irá aprender quando ingressar no curso será:

  • Algoritmos E Programação Estruturada;
  • Análise E Modelagem De Sistemas;
  • Análise Orientada A Objetos;
  • Arquitetura E Organização De Computadores;
  • Atividade Complementar;
  • Desenvolvimento De Sistemas E-Commerce;
  • Desenvolvimento Em Javascript;
  • Desenvolvimento Responsivo;
  • Ed – Cultura Digital;
  • Ed – Design Thinking;
  • Ed – Marketing Digital;
  • Ed – Mindset Ágil;
  • Educação A Distância;
  • Engenharia De Software;
  • Interface E Usabilidade;
  • Linguagem De Programação;
  • Linguagem Orientada A Objetos;
  • Lógica Computacional;
  • Modelagem Banco De Dados;
  • Optativa;
  • Programação E Desenvolvimento De Banco De Dados;
  • Programação Web;
  • Projeto De Software;
  • Projeto Integrado I; II, III, IV;
  • Redes E Sistemas Distribuídos;
  • Segurança E Auditoria De Sistemas;
  • Sociedade Brasileira E Cidadania;
  • Tecnologias Web Service.

O preço do curso de Desenvolvimento Web

Agora que você chegou até aqui, nós do Hora da Facul gostaríamos de te apresentar três opções diferentes de cursos e preços para iniciar seus estudos como um desenvolvedor web.

Sendo assim, nossa primeira indicação é da Faculdade Anhanguera, com o curso de Desenvolvimento Web que possui uma mensalidade a partir de R$ 149,90 mensais. Nesta opção, a duração do curso é de 2 anos (4 semestres).

Além disso,  a graduação oferece amplo conhecimento a respeito das diretrizes para a criação de interfaces próprias à aplicação, considerando necessidades, usabilidade, ergonomia e público-alvo.  E ainda, na faculdade, você aprenderá a realizar avaliações, vistorias, perícias, laudos e parecer técnico referente à Dev Web. 

Na Anhanguera, o curso de Desenvolvimento Web está disponível na modalidade EAD, no formato 100% online.  Por isso, ao obter o diploma, você será capaz de utilizar todas as metodologias e ferramentas adequadas para o bom desenvolvimento das aplicações. 

A segunda indicação é do curso Desenvolvimento Web – Tecnólogo, da Pitágoras, que, assim como a Anhanguera, oferece conhecimento e capacitação profissional na modalidade EAD e mensalidade a partir de R$ 149,90 por mês.

Por fim, a terceira opção é da graduação em Desenvolvimento  Web da Unopar. Assim como as demais, esta faculdade oferece um preço acessível para ingresso dos estudantes a partir de R$ 149,90.

Como você pôde ver, são três opções distintas de universidade com preços baixos e alta qualidade de ensino.

Outro ponto interessante, além dos preços dos cursos, é a forma de ingresso em todas elas. Assim, basta apenas optar por:

  • sua nota do Enem;
  • prestar vestibular online;
  • realizar vestibular agendado;
  • fazer uma transferência externa.

Ao invés de uma, existem quatro opções para iniciar os estudos e sair na frente. Deste modo, escolha qual delas se encaixa na sua realidade atual e comece a estudar hoje mesmo.

Os projetos mais comuns que desenvolvedores fazem depois de se formar

Agora, depois de ter conhecido como funciona o curso de Desenvolvimento Web, é hora de ficar por dentro de como é o dia a dia deste profissional. Sendo assim, é importante que você se atente aos projetos que poderá fazer após realizar a sua formação acadêmica. Então, dentre as possibilidades estão:

  • bibliotecas digitais;
  • blogs;
  • hot sites;
  • internet banking;
  • plataformas de estudos online;
  • plataformas de streaming (música, vídeos);
  • plataformas de vídeos;
  • portais financeiros;
  • sites de jogos;
  • sites institucionais;
  • sites internos de empresa;
  • sites jornalísticos;
  • sites pessoais;
  • web TVs;
  • webchats.

A seguir, iremos compartilhar quanto ganha o profissional da área para que você esteja por dentro de tudo o que poderá conquistar após finalizar os seus estudos.

Quanto ganha um desenvolvedor web?

Por ser uma profissão muito requisitada no mercado, segundo o site GlassDoor, o salário de um desenvolvedor web é de R$ 2.561,00Entretanto, seus ganhos podem sofrer variações dependendo da sua função, cargo e regime de contratação. 

Por isso, de acordo com dados do CAGED, o profissional ganha em média R$ 3.253,66 e o teto salarial é de R$ 7.951,05.  E, ainda, a cidade que mais oferece oportunidades em Desenvolvimento Web é São Paulo (SP). 

Porém, Porto Alegre (RS) é a capital com maior piso salarial: R$ 5.659,46. Já no Rio Grande do Sul, também está a maior média salarial do país, de R$ 4.628,45.

Média salarial em cada área de atuação de um desenvolvedor web

Em primeiro lugar, as atuações mais comuns de um desenvolvedor web são no: front-end; back-end e full-stack. Por isso, trouxemos para você a média salarial de cada uma dessas áreas para que você possa se familiarizar com seus futuros ganhos, caso pretenda seguir carreira em algum desses segmentos.

Front-End

De antemão, este profissional é responsável por dar vida à interface, com o objetivo de proporcionar boas experiências aos usuários. Assim, seu salário médio é de R$ 4.091,60.

Back-End

No back-end, o desenvolvedor precisa garantir que o sistema responda corretamente às ações do usuário por meio da comunicação com banco de dados. Sendo assim, seu salário é de R$ 4.070,00.

Full-Stack

Enfim, aqui o profissional é multidisciplinar, dominando tanto o back-end quanto o front-end. A média salarial é de R$ 3.060,00.

Habilidades necessárias que todo profissional da área deve ter

A princípio, de nada adianta tentar ser bom em todas as áreas de Dev Web. É preciso, acima de tudo, dominar cada linguagem ou ferramenta que você optar por estudar. 

Então, listamos a seguir algumas habilidades que todo desenvolvedor web deve ter para se destacar profissionalmente:

Hardware e Software

A princípio, a principal ferramenta de trabalho do desenvolvedor é o computador. Então, é importante que você entenda como ele funciona (tanto o sistema operacional quanto as peças que compõem o equipamento).  Para isso, conheça as aplicações convencionais dos sistemas operacionais e como suas rotinas são processadas.

Além disso, com relação ao hardware, aprenda sobre a montagem e o funcionamento de computadores, mas não fique apenas na teoria. Monte, desmonte computadores e troque peças.

Lógica de Programação

Desde já, a lógica de programação e algoritmos é como se você estivesse aprendendo as operações básicas da matemática. Mesmo que, depois, você escolha a linguagem de programação que vai aprender, com a lógica de programação e algoritmos, você consegue programar.

Assim, ao conquistar a habilidade seguinte, você já terá um grande diferencial e precisará aprender apenas algumas regras específicas da linguagem.

Linguagens de programação

De antemão, a linguagem de programação é o conjunto de regras que serão usadas para fazer programas, ou softwares, que podem ser para o próprio computador, como games, ou mesmo um app para celular.

Talvez você saiba que o computador é formado por sequências binárias enormes de 1 e 0. Então, com as linguagens de programação, o web developer pode usar uma comunicação mais simples, mais próxima da humana, baseada em regras que geram esse código.

Principais linguagens e tecnologias de programação para profissionais da área

Agora, vamos conferir as principais linguagens e tecnologias que todo desenvolvedor deve conhecer para se destacar profissionalmente. São essas:

JavaScript

O JavaScript é diferente do Java, pois é responsável pelo desenvolvimento de scripts para websites, ou seja, uma linguagem “client-side”, responsável principalmente pelo front-end.

PHP

Assim como o JavaScript está para o front-end, o PHP está para o back-end. É uma das linguagens mais populares para a programação do back-end de sites. Assim, com o PHP, o desenvolvedor consegue gerar conteúdo dinâmico para a web. Ou seja, permite o gerenciamento e a atualização das informações mesmo depois do código pronto e não depende necessariamente do web developer para isso.

E, ainda, diferente do JavaScript, que é executado no lado do cliente, o código de PHP Hypertext Processor é executado no lado do servidor. Assim sendo, uma das grandes vantagens desta linguagem é que ela já possui o HTML mesclado no código.  Além disso, outro ponto positivo é que é uma linguagem simples, porém, oferece recursos avançados para pessoas com maior aprofundamento em PHP.

Python

Finalmente, o Python é uma linguagem abrangente, que serve para programar aplicações para celulares, computadores e também para a web. É uma linguagem de programação muito popular, talvez por ser simples, intuitiva e fácil de usar.  Em outras palavras, nessa linguagem, quase não há o uso de caracteres especiais e é possível aplicar recursos usando poucas linhas de comando.

Onde atuar após se formar em Desenvolvimento Web?

Desde já, para atingir um bom cargo como desenvolvedor web no mercado de trabalho, é preciso se manter atualizado sobre a área de tecnologia. 

Sendo assim, o profissional que busca qualificação obtém diferencial na carreira, com maiores chances de ter um currículo diferenciado e, consequentemente, ser mais valorizado diante dos empregadores. Por isso, existem inúmeras oportunidades e setores para atuar como desenvolvedor web. 

Algumas organizações que abrem vagas e requisitam profissionais com qualificação para criar diferentes aplicações estão em:

  • empresas privadas;
  • agências de Marketing Digital;
  • startups;
  • instituições financeiras e bancos;
  • setor industrial.
  • desenvolvimento de softwares;
  • sistema de hospedagem;
  • rede;
  • banco de dados;
  • servidor;
  • segurança de dados;
  • UX;
  • segurança cibernética.

Definitivamente, a área de Desenvolvimento Web é o presente e o futuro, um campo de atuação muito mais abrangente do que outros setores do mercado. Isso porque a tecnologia está em constante evolução, fazendo, assim, a seleção de ótimos profissionais que possam trazer recursos de usabilidade e experiência cada vez mais em diferentes áreas da sociedade.

Portanto, estude com carinho todas as três opções de preço em relação ao curso de Desenvolvimento Web e comece a estudar tudo o que precisa o quanto antes.

Por último, não deixe de conferir também o nosso artigo: Desenvolvimento Web ou Desenvolvimento Mobile? Bons estudos!

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.