5 mitos sobre Engenharia Civil

Ana Paula Schuster
Colaborador do Hora Da Facul

O que não faltam são mitos sobre Engenharia Civil. Afinal, é um dos cursos mais buscados e uma das profissões mais antigas do mundo. Logo a seguir, você conhecerá os principais deles, bem como alguns fatos curiosos sobre essa graduação.

1 – O engenheiro civil só constrói prédios

Com certeza, essa é uma das maiores ilusões sobre esse curso superior. Sem dúvida, faz parte do trabalho de um engenheiro civil erguer edifícios sim, no entanto, vai muito mais além e há outras funções, por exemplo:

  • Ele pode cuidar de projetos de rodovias;
  • Canais de abastecimento de água e saneamento básico;
  • Analisar o solo;
  • Gerir resíduos;
  • Construir pontes, bem como viadutos e muito mais.

2 – Engenharia Civil só tem números

A matemática é considerada a matéria base das Engenharias, geralmente. Mas, há outras disciplinas que compõem a grade curricular da Civil. Por exemplo, filosofia, gestão, desenho, administração, direito e redação técnica.

O aluno precisa ser ótimo em física?

Essa é uma dúvida comum que atinge diversos estudantes interessados nesta graduação. Pois, saiba que não é obrigatório dominar muito bem nem matemática e nem física. No entanto, é essencial se preparar para os exercícios que envolvem essas matérias.

Durante o curso, o aluno vê e aprende muito sobre:

  • Diferentes tipos de cálculos;
  • Álgebra linear;
  • Geometria analítica;
  • Química geral;
  • Eletricidade;
  • Termodinâmica;
  • Estatística.

São todos esses conceitos que dão a base para o engenheiro civil atuar. Além disso, é uma profissão que requer muita criatividade, de modo a imaginar os problemas e criar soluções para eles, usando as ferramentas dadas pela matemática e a física.

Mesmo que você não tenha muita afinidade com tais disciplinas, é possível superar esse obstáculo. Ainda mais se essa é a sua carreira dos sonhos.

Não são poucos os estudantes de engenharia que não gostam dessas matérias, mas com esforço e dedicação, você pode se dar bem nelas. E quem sabe, começar a gostar ao entender mais sobre as mesmas.

O conhecimento adquirido acontece gradualmente, de período em período, de matéria em matéria.

3 – Engenheiro não precisa estudar português

Um dos maiores mitos da Engenharia Civil, sem dúvida. Já que muitos pensam que esse curso aborda apenas disciplinas da área de exatas.

O português é a língua materna do país. Além disso, quem não tem um currículo muito bem escrito, com erros gramaticais e de ortografia, não é bem-visto no mercado.

Um detalhe prático da importância dessa disciplina nesta graduação é que o engenheiro faz muitos relatórios. Então, a ausência de uma vírgula ou uma pontuação mal colocada, pode interferir na interpretação de todo o texto.

4 – Engenharia é uma profissão masculina

O mercado é marcado por uma presença masculina em maior número. No entanto, isso muda a cada dia que passa.

Hoje em dia, 25% das mulheres optam por uma graduação em Engenharia. Aliás, conforme o Confea, o sexo feminino tem conquistado cada vez mais espaço na Civil.

Ainda há um longo caminho até a balança estar equilibrada e ambos os gêneros estarem em igualdade. Entretanto, em comparação com o passado, grandes passos já foram dados.

5 – Mitos sobre Engenharia Civil: o capitalismo selvagem

Essa é uma inverdade bem comum quando se trata da área de construção civil. Porque há corporações, em parte do ramo imobiliário, que recorrem a estratégias agressivas em seus negócios.

Vale mencionar, porém, que esse grupo faz parte de uma minoria, portanto, não deve ser generalizado. Por outro lado, há regras na atuação da construção civil em todos os lugares.

De modo geral, as obras são realizadas por empresas que visam a prática de um bom capitalismo.

3 fatos curiosos sobre a Engenharia Civil que você precisa conhecer

Cada curso conta com um diferencial, algo que chama a atenção e faz aquele aluno se interessar por determinada profissão.

Quando se fala nesta graduação específica, o que atrai o interesse é, sem dúvida, a junção entre arte e ciência. Aliás, esse é o ponto forte desta carreira.

Veja a seguir, algumas curiosidades sobre essa Engenharia que com certeza, vão chamar a sua atenção, caso esteja em dúvida sobre esse curso.

1 – Arquitetura x Engenharia Civil

Até alguns anos atrás, não havia diferença entre essas duas profissões. Assim, era muito comum um engenheiro ser chamado arquiteto e vice-versa.

É inegável que elas são parecidas e até mesmo complementares em muitos aspectos, no entanto, depois de um tempo, esses dois setores foram separados de vez.

Ambos, inclusive, pertenciam ao CREA (órgão responsável por reger os engenheiros hoje). Mas, no ano de 2011, surgiu uma nova definição, onde a arquitetura conseguiu a sua própria instituição, o CAU.

Mesmo que essas duas áreas sigam caminhos diferentes, os mesmos continuam se cruzando e ambos os profissionais costumam atuar em conjunto.

2 – O dia do engenheiro civil

Pode até parecer uma das lendas sobre Engenharia Civil, mas é verdade: este engenheiro tem um dia próprio.

Oficialmente, em 11 de dezembro se celebra o dia deste profissional. Assim, não confunda com 10 de abril, onde se comemora o da Engenharia.

A data no último mês do ano tem um motivo. Porque foi quando essa profissão foi oficializada no Brasil, no ano de 1993, por meio da Lei n.º 23.569. Deste momento em diante, todo engenheiro civil foi reconhecido no país.

3 – As áreas de atuação da Engenharia Civil

Sabe-se que esse curso tem um mercado bastante amplo que se divide em várias áreas como:

  • Telecomunicação;
  • Computação;
  • Elétrica;
  • Mecânica e de Produção, bem como muitas outras.

O que não faltam são opções para quem quer ser engenheiro. Além disso, após formado, o profissional que escolher a área Civil, pode se especializar em outras vertentes. Por exemplo, pode focar em sustentabilidade, saneamento, transporte, geotecnia.

Independente do que decidir realizar, é essencial se graduar em uma faculdade de qualidade, com ensino diferenciado.

Por ser uma profissão que está sempre em alta, acaba sendo um setor bem concorrido. Por isso, desde já, requer muita dedicação nos estudos e um ótimo suporte acadêmico.

Apenas assim, você estará preparado para lidar com todos os desafios na área que, aliás, você confere quais são neste artigo no Hora da Facul.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 1 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.