Análise e Desenvolvimento de Sistemas: áreas de atuação

Paulo Amaral
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Sora Shimazaki/Pexels/CC

Se você já decidiu qual profissão seguir e pretende cursar uma faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS, para os mais chegados), está no lugar certo.

O A Hora da Facul elencou nesse post tudo o que você precisa saber sobre as áreas de atuação disponíveis para quem se for graduado na área.

Grade curricular do curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O curso é dividido em quatro pilares.

O profissional que procura por uma faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, como a Anhanguera, terá durante o curso a seguinte grade:

  • Fundamentos, focando em matemática e toda parte de lógica e algoritmos;
  • Técnico, com linguagens e decomposição de problemas;
  • Ferramentas de programação e suas linguagens;
  • Cultura, que foca em práticas ágeis.

Portanto, quem pensa em procurar uma faculdade para cursar Análise e Desenvolvimento de Sistemas e tem a Anhanguera como uma das opções, aqui vai uma boa notícia.

Sendo assim, o curso pode ser feito tanto de forma presencial, no campus da universidade, quanto online. A grade curricular é bem similar, mas tem algumas poucas diferenças.

No entanto, para você poder fazer a melhor opção, listaremos abaixo as disciplinas que serão encontradas nas três formas de estudo: presencial, semipresencial e EAD.

Presencial

  • Algoritmos e Programação Estruturada
  • Análise de Desenvolvimento Orientada a Objetos
  • Análise e Modelagem de Sistemas
  • Arquitetura e Organização de Computadores
  • Atividades Complementares
  • Computação em Nuvem
  • Desenvolvimento Mobile
  • Ed – Cultura Digital
  • Ed – Design Thinking
  • Ed – Marketing Digital
  • Ed – Mindset Ágil
  • Ed – Projeto de Vida
  • Engenharia de Software
  • Interface e Usabilidade
  • Linguagem de Programação Estruturada
  • Linguagem Orientada a Objetos
  • Lógica Computacional
  • Modelagem de Dados
  • Optativa I
  • Optativa Ii
  • Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados
  • Programação Para Web
  • Projeto De Software
  • Projeto Integrado I
  • Projeto Integrado Ii
  • Projeto Integrado Iii
  • Projeto Integrado Iv
  • Projeto Integrado V – Desenvolvimento de Sistemas
  • Redes de Computadores
  • Segurança e Auditoria de Sistemas
  • Sistemas Distribuídos
  • Sistemas Operacionais
  • Sociedade Brasileira e Cidadania

Semipresencial/EAD

  • Algoritmos e Programação Estruturada
  • Análise e Modelagem de Sistemas
  • Análise Orientada a Objetos
  • Arquitetura e Organização de Computadores
  • Atividade Complementar
  • Computação em Nuvem
  • Desenvolvimento Mobile
  • Ed – Cultura Digital
  • Ed – Design Thinking
  • Ed – Marketing Digital
  • Ed – Mindset Ágil
  • Educação a Distância
  • Engenharia de Software
  • Interface e Usabilidade
  • Linguagem de Programação
  • Linguagem Orientada a Objetos
  • Lógica Computacional
  • Modelagem de Dados
  • Optativa 1
  • Optativa 2
  • Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados
  • Programação Web
  • Projeto de Software
  • Projeto Integrado I
  • Projeto Integrado Ii
  • Projeto Integrado Iii
  • Projeto Integrado Iv
  • Redes e Sistemas Distribuídos
  • Segurança e Auditoria de Sistemas
  • Sistemas Operacionais
  • Sociedade Brasileira e Cidadania

As áreas de atuação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Agora que você já sabe efetivamente quais os principais pilares do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, chegamos à parte importante.

O profissional formado na área estará capacitado para atuar em diferentes tipos de empresas. Sendo assim, ele poderá fazer isso com o desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação, administração de banco de dados, desenvolvimento de softwares e aplicativos, e desenvolvimento de linguagens de programação. Além disso, estará apto a ministrar treinamentos, consultorias e assessoria na área.

Desenvolvimento de softwares

Quem optar por essa área encontrará, provavelmente, um segmento carente de bons profissionais, ou seja, com potencial enorme de se destacar após uma boa formação.

Portanto, o aluno interessado precisa entender o que se passa na mente dos usuários e, com códigos e linguagens de programação, desenvolver um programa intuitivo e eficiente.

Dessa forma, o desenvolvedor de softwares pode se especializar em sistemas operacionais para celulares, caixas automáticos, internets e muito mais.

Banco de Dados

A área segmentada que diz respeito a Banco de Dados trabalha em conjunto com os softwares criados. No entanto, eles precisam “conversar” para identificar atualizações, bugs, manutenções e melhorias.

Portanto, um dos segmentos que faz parte do setor é aprender a garantir a segurança do Banco de Dados.

Produção de software

Bem parecido com o desenvolvimento de softwares, mas não é. O setor de produção de software é aquele que necessita da presença 100% focada do analista nas etapas de documentação, arquitetura, desenvolvimento, testes e evolução.

Administração de redes

Instalações, definição de parâmetros e configurações dos sistemas informatizados fazem parte da Administração de redes, uma das áreas que fazem parte da Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Além disso, o profissional também é o responsável por garantir a segurança das informações que por ventura fizerem parte de determinada rede.

Negócios

É desejável que o profissional que optar por uma carreira em Análise e Desenvolvimento de Sistemas tenha tino para negócios, visto que não é incomum sua presença em reuniões com clientes.

Dessa forma, esse é um dos diferenciais mais valorizados em quem busca por um bom profissional de TI, e quem estiver capacitado para tal função certamente será bem valorizado.

Infraestrutura de TI

O responsável pela infraestrutura de TI, terá que conhecer a fundo parques computacionais, estruturas de rede, comunicações entre hardware e software, enfim, de tudo um pouco.

Assim sendo, ele é o principal responsável por atender as demandas das empresas na área de tecnologia e, claro, de apresentar soluções rápidas e seguras.

Especializações em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O curso ministrado nas Faculdades Anhanguera também dá aos alunos a chance de se aprofundar no universo de Análise e Desenvolvimento de Sistemas por meio de quatro especializações: DevOps, Mobile, Web e Back-end.

DevOps

Essa área específica da Análise e Desenvolvimento de Sistemas é voltada para a integração dos times de Tecnologia da Informação (TI) com a equipe de negócios das empresas.

Portanto, a ideia dessa junção é garantir a assertividade e a qualidade nas entregas, e essa área cresceu quase 91% entre 2018 e 2020, segundo os dados mais recentes compilados pelo Google Trends.

A princípio, o curso de DevOps é oferecido em poucas faculdades, sendo que algumas oferecem como curso técnico, graduação ou pós-graduação.

Diante disso, o mercado de trabalho voltado para o profissional que trabalha com DevOps é promissor. Entretanto, a área de tecnologia está avançando a cada dia e tem um papel fundamental para as empresas. Agora, elas não veem os profissionais de TI como gasto, mas sim como investimento.

Mobile

Outra área que está em franca ascensão no universo Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Por conseguinte, ela tem como foco principal o mercado de reparos para aplicativos de celulares, tabletas, TVs e dispositivos móveis.

Além disso, os games também estão inseridos nesse contexto, e o profissional especializado em mobile viu a competição interna do segmento crescer 12% somente em 2018, tamanha a procura pela área.

Back-end

O profissional especializado em Back-end tem sob sua responsabilidade fornecer e implementar todas as regras, de negócio, a banco de dados, escalabilidade e lógicas de segurança.

Em visto disso, não à toa, foi um dos cargos do segmento de TI mais procurados em um dos principais sites de emprego do Brasil, o Catho.

Web

Assim como os três segmentos anteriores, essa área viu a procura por profissionais da área aumentar exponencialmente desde 2019.

Todavia, apenas nesse ano em questão, o profissional responsável pela construção, teste, implementação e manutenção de sites e aplicações da internet, viu a oferta de vagas aumentar em cerca de 10 mil posições no país.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.