Como é o curso de Desenvolvimento Mobile? Descubra!

Tailane Paulino
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto: Christina @ wocintechchat do Unsplash

Como é o curso de Desenvolvimento Mobile, afinal? Todo mundo que pensou em seguir carreira nessa área já deve ter feito essa pergunta, que é super válida e importante.

Até porque, saber as principais características de uma graduação é uma forma de se preparar para os desafios que ela impõe, bem como de analisar com cuidado se ela é realmente a melhor opção.

Pensando em ajudar você a aprender como funciona esse curso, o Hora da Facul preparou um material completo sobre o assunto. Nele, você vai poder ver também como é a grade curricular e como se tornar um desenvolvedor mobile. Confere aí!

Como é o curso de Desenvolvimento Mobile?

Todo vestibulando precisa conhecer bem a graduação que deseja fazer. Isso é necessário para que se possa avaliar quais das opções, se houver mais do que uma, é a melhor e ainda ficar preparado para os desafios que cada uma traz.

Caso você esteja pensando em entrar no curso de Desenvolvimento Mobile, saiba que ele é do tipo tecnólogo e tem uma duração de dois anos. Os alunos precisam cumprir uma carga de estudo de 2.160 horas, que são divididas em quatro semestres.

Como deu para perceber, ele dura menos tempo que um bacharelado. Mas essa graduação também é válida como educação de nível superior. Esse modelo de curso prepara os estudantes para ingressar no mercado de trabalho assim que formados.

No Brasil, o curso tecnólogo de Desenvolvimento Mobile pode ser oferecido na modalidade presencial ou na 100% EAD (Educação à Distância). Essa, inclusive, é a que mais cresce por conta da flexibilidade e outras vantagens.

Nessa modalidade o aluno precisará ir até o prédio ou pólo da faculdade pouquíssimas vezes. Esses encontros serão pré-determinados pela própria instituição e podem ser semanais, mensais ou até semestrais.

Durante o curso, o graduando aprenderá todo o processo de como desenvolver aplicativos que funcionem em dispositivos móveis, como celulares e tablets. No final do curso, é necessário apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que serve para comprovar que o estudante está preparado para atuar profissionalmente.

Como é a grade curricular?

Mesmo tendo curta duração, a grade curricular do curso de Desenvolvimento Mobile é bem ampla e engloba disciplinas que preparam o estudante para o dia a dia da profissão. Algumas delas são:

  • Interface e usabilidade
  • Arquitetura e organização de computadores
  • Desenvolvimento Mobile
  • Linguagem de programação
  • Projeto de software
  • Lógica computacional
  • Projetos integrados de I a IV
  • Segurança e auditoria de sistemas
  • Análise e modelagem de sistemas
  • Projetos de desenvolvimento de games

Um detalhe importante é que a grade de disciplinas de um curso não é fixa, viu? Isso quer dizer que ela pode variar entre instituições e algumas matérias podem até serem apresentadas com outro nome.

Por isso, sempre faça uma checagem na faculdade que você escolheu para descobrir como é estruturado o curso. Isso pode até ser uma ótima maneira de verificar um dos requisitos de qualidade do mesmo.

O que faz um profissional dessa área?

A estrutura e a grade curricular do curso de Desenvolvimento Mobile serve, como já foi mencionado, para preparar o estudante para ser capaz de fazer aplicativos voltados apenas para aparelhos móveis.

Porém, dentro disso existem muitas tarefas, como a criação e o desenvolvimento dos projetos, a administração de todas as informações e até mesmo a implantação dos mecanismos de segurança necessários para proteger os usuários.

Sabe a interface pela qual um usuário interage com o aplicativo? É papel desse profissional não apenas pensar nela mas em toda a configuração necessária para que ela funcione da maneira correta.

Um desenvolvedor mobile também faz a otimização dos recursos disponíveis e aperfeiçoa a cultura digital. Ele pode ainda ficar responsável por acompanhar o desempenho de aplicativos já existentes e propor melhorias para os mesmos.

Como é o mercado de trabalho para Desenvolvimento Mobile?

O mercado de trabalho para a área de tecnologia cresce a passos largos em todo o mundo. Graças ao crescente uso de aparelhos móveis, o segmento de Desenvolvimento Mobile entra nessa lista.

Para você ter uma noção de como é esse mercado, em apenas um ano o número de contratações em regime de CLT no Brasil aumentou em mais de 60%. Por esse motivo há uma grande necessidade de profissionais capacitados para ingressar nos novos postos de trabalho.

“Mas onde esse profissional pode trabalhar?” A resposta para essa pergunta é, em muitos lugares. Atualmente, empresas de marketing digital, bancos e demais instituições financeiras e indústrias, necessitam desenvolver aplicativos para se adequar ao mercado.

Outro local que costuma empregar desenvolvedores mobile são as startups. Isso são empresas emergentes, que normalmente trabalham criando aplicativos para lojas ou sob demanda.

Como são os salários?

Outro atrativo dessa profissão é, com certeza, os salários. Como é uma área aquecida e que precisa de mão de obra especializada, a remuneração tende a ser alta. Até mesmo para os recém-formados.

Mas é preciso ter em mente que os salários não são iguais em todo o país. Eles variam de acordo com a região, tamanho da empresa e até pelo nível de experiência profissional. De maneira geral, a remuneração por tempo de experiência costuma ser de:

  • R$3.989,96 a R$4.855,41 para nível júnior (até quatro anos)
  • R$4.262,07 a R$5.127,53 para nível pleno (até seis anos) e
  • R$4.809,31 a R$5.599,55 para nível sênior (mais de seis anos)

Como se tornar um desenvolvedor mobile?

Depois de descobrir como é o curso de Desenvolvimento Mobile, você ficou interessado em seguir essa carreira? Então saiba que o primeiro passo é ingressar em uma boa faculdade que oferece essa graduação.

Esse ainda é um curso novo no Brasil. Contudo, algumas instituições nacionais já o oferecem na modalidade EAD, com as mensalidades a um preço justo e uma ótima qualidade de ensino. As principais são:

  • Anhanguera
  • Pitágoras
  • Unopar

Escolheu a melhor instituição? O próximo passo é se inscrever no curso e escolher um dos métodos de ingresso, que são bem variados. O vestibulando pode optar por ingressar na faculdade escolhida utilizando a pontuação que alcançou no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou pelo vestibular, que pode ser tradicional ou online.

Após ser aprovado, é preciso se dedicar bastante aos estudos. Seguindo esse passo a passo, será possível não apenas criar uma carreira, mas se tornar um profissional de sucesso nesse segmento.

Quer saber mais sobre essa área? Então aproveita e confere outros artigos que nós do Hora da Facul preparamos para você sobre o curso de Desenvolvimento Mobile e descubra tudo sobre ele!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.