Como são os primeiros anos do curso de enfermagem?

Ana Cláudia Andrade Oliveira
Formada em Letras, Pedagogia, especialista em Neurociências e em produção de conteúdo Web.
1

Crédito: Foto de Joshua Mcknight no Pexels.

Você tem interesse no curso de enfermagem e quer saber um pouco mais sobre a vivência enquanto universitário? Neste artigo será destrinchado como são os primeiros anos do curso de enfermagem. Bem como o que esperar ao ingressar no ensino superior e, mais especificamente, sobre a grade do curso para se tornar enfermeiro.

A graduação em enfermagem possui duração de em média 5 anos e pode ser realizada em modalidade presencial ou EAD. Em síntese, consiste em um curso da área da saúde, assim como nutrição, fisioterapia e psicologia. 

Essencialmente, o curso tem como proposta a formação de profissionais aptos a trabalhar em diferentes âmbitos da saúde: em clínicas, hospitais ou fazendo atendimento a domicílio. Seja trabalhando como funcionário público ou em instituições particulares. 

Dessa forma, sendo uma graduação com uma amplitude de oportunidades, a concorrência e a busca pela formação em enfermagem é grande.

Uma vez no curso, não se deve esperar facilidade. Sem maiores dúvidas, a formação em enfermagem requer responsabilidade, esforço e comprometimento, visto que você estará aprendendo a cuidar da integridade física de um paciente.

Na sequência será mostrado alguns pontos sobre os períodos iniciais. Vem com a gente?

Graduação em enfermagem: primeiros anos

Os primeiros anos da graduação em enfermagem em muito se assemelham aos do curso de medicina. As disciplinas, ofertadas por semestres, são concentradas primordialmente mais na parte teórica.

Conforme o Guia da Carreira, os dois primeiros anos do curso possuem como principais disciplinas as de:

  • Introdução à Psicologia
  • Anatomia Humana
  • Bioquímica
  • Fisiologia
  • Imunologia
  • Citologia e Histologia
  • Farmacologia
  • Patologia
  • Anatomia Humana
  • Práticas de Enfermagem
  • Administração de Medicamentos
  • Imunologia.

São matérias que se propõem a ter um maior aprofundamento nos conceitos fundamentais relacionados à saúde. A graduação tem a responsabilidade de prover ao graduando os fundamentos e os conhecimentos básicos e aprofundados para sua formação ser completada com discernimento. 

Simultaneamente, há também as matérias práticas, onde os alunos são inseridos gradualmente no ambiente prático de instituições da saúde. Tendo assim matérias em laboratório e de trabalho em campo, para posteriormente colocar os conhecimentos adquiridos em prática nos estágios.

Na UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, são ofertadas em sua grade – como disciplinas essenciais – matérias relacionadas também ao social, como Antropologia Cultural e Introdução à Sociologia. Afinal, tendo a necessidade de trabalhar essencialmente com outros indivíduos, é necessário para o profissional enfermeiro compreender seu entorno e possuir habilidades de liderança e de compreensão com a comunidade.

De fato, o profissional graduado neste curso possui grande reconhecimento, tanto no âmbito da sociedade mesmo, que possui um grande apreço para com os agentes da saúde, quanto no próprio mercado de trabalho.

Habilidades que todo estudante de enfermagem deve desenvolver

Em relatos de estudantes e formandos do curso de enfermagem muitos dizem que, primeiro, o estudante precisa gostar de gente, de pessoas. Poiso trabalho se resume a isso: pessoas o tempo inteiro.

Ainda, quando não estiver com os pacientes, estará com a equipe profissional. Sendo assim, é essencial saber e aprender a se relacionar. Quanto melhor souber lidar e se relacionar com pessoas, melhor se sairá. Isso, mais uma vez, reforça a necessidade de um profissional consciente. 

Outras qualidades e habilidades que você irá desenvolver logo no início do curso são:

  • Liderança
  • Empatia
  • Comunicação
  • Estabilidade emocional
  • Preocupação em se atualizar e estudar.

De fato, é um curso prestigiado, com vantagens gigantescas em todos os âmbitos possíveis, desde o pessoal até o profissional. Se você se identifica com o perfil e com o curso, não há maiores dúvidas de que vale a pena.

A vivência de um estudante universitário

Ingressar em uma nova experiência nunca é fácil, e entrar em uma faculdade não é diferente. Existe um período para adaptação, para poder se acostumar com novas vivências e novas demandas. Para o estudante que recém saiu do ciclo de ensino básico, a instituição de ensino superior pode ser um desafio.

Mas, não necessariamente um desafio ruim ou impossível, pelo contrário, é um momento de descobertas e aventuras não exploradas anteriormente, de se encontrar.

Ademais, a faculdade se apresenta como um lugar onde o estudante tem sua liberdade, podendo muitas das vezes modificar e montar sua grade horária da forma de sua preferência.

Portanto, a possibilidade de escolher cursar matérias que você mais se identifique e interesse é uma oportunidade única. Podendo, assim, guiar sua formação para uma especialização que você mais goste.

A transição do ensino médio para a faculdade de enfermagem

Sem dúvidas, para aqueles que viveram toda sua vida no Ensino Fundamental e Médio com a exigência de um uniforme específico, a transição para o uso de roupas de sua própria escolha (para assistir às aulas teóricas, ao menos) é uma experiência divertida. 

Simultaneamente, muitas das vezes também há a realidade daqueles que precisam se mudar e sair de casa para conseguir cursar a graduação ofertada em algumas universidades que, frequentemente, podem ser distantes dos principais centros urbanos.

Irrefutavelmente, a experiência é única para cada indivíduo. E, aqueles que decidem por realizar a formação de forma à distância, se deparam com outros aprendizados e uma diferente realidade.

Da mesma maneira, a vida de um profissional formado em uma instituição pública pode tomar um caminho e um sentido diferente daquele formado em uma instituição particular. 

Deste modo, o importante é viver, conhecer e ter sua própria vida e experiência. O curso de enfermagem possui um direcionamento certeiro para aqueles que querem dedicar sua vida profissional aos cuidados do outro. 

Por isso, se essa é a sua escolha de carreira e possui o ímpeto de viver essa experimentação, os primeiros anos do curso de enfermagem sem dúvida serão inesquecíveis.

Ainda mais, para chegar bem preparado e garantir a sua vaga no curso de enfermagem, confira agora 10 dicas para se preparar para o vestibular de enfermagem. 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.