Curso de Fisioterapia: qual a duração?

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul

O curso de Fisioterapia é uma ótima opção para quem gosta de trabalhar com pessoas, já que é uma carreira importante para manter uma boa qualidade de vida para a população. A graduação vai preparar os estudantes com uma ampla visão das práticas fisioterápicas. Agora, se você quer trabalhar na área, é importante conhecer a formação de perto. Um bom começo é saber qual é a duração do curso de fisioterapia, que costuma durar de 4 a 5 anos em grande parte das instituições.

O mercado de trabalho está aquecido atualmente e conta com uma ampla variedade de possibilidades para a carreira. O futuro fisioterapeuta pode trabalhar, por exemplo, com a reabilitação motora e alívio das dores para diferentes idades. Atualmente, essa especialidade é muito procurada por atletas e também por idosos. O fisioterapeuta pode trabalhar ainda em estúdios de pilates, SPAS, clínicas de estética, clubes esportivos e academias.

A maior parte do curso costuma apresentar matérias nas áreas de Ciências Biológicas e da Saúde. Além disso, existem aulas específicas como, por exemplo, Fisioterapia esportiva, pediátrica, geriátrica, para disfunções pneumológicas, cardiovasculares, entre outras. Um ponto importante antes decidir a sua faculdade é pesquisar se a instituição tem bons laboratórios, com bons equipamentos para preparar o aluno de forma teórica e prática para o mercado de trabalho.

O que se aprende no curso de Fisioterapia?

Além de saber a duração e a carga horária do curso, é importante que os futuros fisioterapeutas pesquisem também sobre as disciplinas oferecidas e a dinâmica das aulas. É importante lembrar que o foco da graduação está em aprender tudo a respeito dos movimentos e funções do corpo humano. Além disso, o aluno deve estar preparado para entender sobre distúrbios do corpo causados por alguma alteração genética, traumas ou doenças. Tudo isso vai influenciar diretamente no futuro trabalho.

O curso é capaz de formar profissionais que desempenhem uma visão crítica, humana e ética sobre os temas abordados, além de um amplo conhecimento científico e habilidades técnicas. Por isso, é possível dizer que, depois de finalizar o curso de Fisioterapia, o profissional deve estar preparado para colaborar com diferentes áreas de atenção à saúde, contribuindo direta e ativamente para o bem-estar da sociedade.

Além da base em Ciências Biológicas e da Saúde, o curso oferece conhecimento nas áreas de Ciências Sociais e Humanas, contribuindo para uma formação mais ampla. Outro ponto importante além das aulas teóricas são as vivências em laboratórios, que vão preparar os estudantes de maneira mais prática, proporcionando um contato direto com atividades que ele vai desempenhar no mercado de trabalho.

Quais são as principais matérias do curso de Fisioterapia?

As matérias podem variar de acordo com a instituição, mas algumas delas costumam aparecer em todas as grades horárias. Trouxemos algumas das disciplinas mais comuns e, além disso, falamos um pouquinho melhor sobre algumas das principais e mais importantes matérias do curso de fisioterapia para você conhecer:

  • Ética e Deontologia
  • Formação Integral em Saúde
  • Genética
  • Homem, Cultura e Sociedade
  • Metodologia Científica
  • Primeiros Socorros
  • Psicologia Aplicada à Saúde
  • Saúde Coletiva
  • Ciências Moleculares e Celulares
  • Imunologia
  • Fisiologia do Exercício
  • Patologia Geral
  • Prevenção de Lesões Musculoesqueléticas
  • Farmacologia Básica
  • Nutrição e Saúde
  • Ergonomia
  • Cinesioterapia
  • Fisioterapia na Saúde do Idoso

Anatomia do aparelho locomotor

Aprender sobre o corpo humano é um ponto essencial para todas as matérias na área da saúde e com a fisioterapia não seria diferente, já que esse profissional atual diretamente com o corpo dos pacientes. Por fim, o foco dessa disciplina na área de fisioterapia é conhecer mais a fundo o aparelho locomotor, já que o profissional vai trabalhar, principalmente, com a movimentação do corpo humano.

Fisiologia do Exercício

Essa é outra disciplina muito importante no curso de fisioterapia para os futuros fisioterapeutas, principalmente para aqueles que querem trabalhar na área de fisioterapia esportiva. Aqui os estudantes aprendem sobre como o organismo responde aos estímulos da prática física, um conhecimento importante para aplicar em diferentes áreas de atenção à saúde. O objetivo é evitar lesões, aperfeiçoar a técnica e desenvolver o condicionamento.

Genética

Podemos dizer que a genética é mais uma das disciplinas essenciais para o curso de fisioterapia. Logo, para toda a área de saúde. É estudante a genética que os profissionais poderão entender a razão para diversos problemas do organismo humano. A predisposição genética pode afetar diretamente a locomoção e movimentação dos pacientes, o que influencia diretamente no trabalho do fisioterapeuta em diferentes áreas.

Fisioterapia em UTIs

Essa matéria costuma ser bastante esperada pelos estudantes, principalmente por aqueles que querem trabalhar em hospitais. A disciplina prepara os alunos para atender pessoas com locomoção limitada pelo tratamento intensivo. O objetivo é contribuir com a manutenção de movimentos e também evitar problemas relacionados a falta de movimentação.

O que mais saber sobre o curso de Fisioterapia?

Agora que você já sabe a duração do curso de fisioterapia, as principais disciplinas ofertadas e um pouco do que o aluno vai aprender durante a graduação, fica mais fácil decidir se a carreira em fisioterapia é para você. Existem algumas habilidades importantes para esse profissional. Como, por exemplo, gostar de trabalhar em equipe. Desenvolver uma boa comunicação, para lidar tanto com a equipe, os pacientes e os familiares. Além de estar sempre de olho em inovações tecnológicas na área da saúde.

Por fim, entre as principais especializações que o fisioterapeuta pode buscar para se desenvolver no mercado de trabalho estão: Geriatria e Gerontologia. Fisioterapia do Trabalho, Fisioterapia Esportiva, Fisioterapia Respiratória, Fisioterapia em Neurologia. Além disso, outras possibilidades incluem a Fisioterapia Dermatofuncional, Fisioterapia Oncofuncional, Saúde da Mulher e Fisioterapia Aquática.

É importante que, durante o curso de fisioterapia, o aluno desenvolva um gosto pelos estudos para se manter sempre atualizado. Além de criatividade para resolver problemas e interesse pelo corpo humano. Outra habilidade importante a ser desenvolvida é a inteligência emocional. Isso porque o fisioterapeuta terá que lidar diretamente com pacientes em situação delicada. Depois de entender melhor sobre o curso, é importante pesquisar bem sobre o mercado de trabalho. E aí é só escolher que especialização na fisioterapia mais combina com você.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.