Os desafios do curso de Psicologia

Lucas Fonseca e Silva
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Image from Pixabay

Você pretende se tornar um psicólogo? Para saber se encaixa na profissão e entender todos os desafios enfrentados durante o curso de Psicologia, nós separamos um conteúdo especial para você.

Se você quer ingressar na faculdade de Psicologia, mas ainda não tem um panorama sobre o curso, continue a leitura para saber além dos pontos positivos de seguir uma carreira como psicólogo.

Antes de tudo, faremos uma breve contextualização sobre o curso e os objetivos dessa profissão, além de um panorama sobre o mercado de trabalho.

Quais as características do curso de Psicologia?

A graduação em Psicologia é do tipo bacharelado ou licenciatura e tem duração média de 5 anos. As principais matérias do curso são focadas nas Ciências Biológicas e Humanas. Além disso, essa graduação está diretamente ligada ao campo da saúde. 

O curso é voltado para o estudo do comportamento humano. Logo, o estudante que opta por seguir carreira na área se prepara para atuar na prevenção, diagnóstico e tratamento de distúrbios emocionais e doenças mentais.

Como é o mercado de trabalho da Psicologia?

Os profissionais de Psicologia podem atuar tanto em hospitais, clínicas particulares, quanto em empresas privadas, na área de Recursos Humanos ou até mesmo com o acompanhamento psicológico de funcionários e na área de comunicação.

Sendo assim, considera-se que há um vasto campo de atuação, mesmo que as principais oportunidades estejam focadas no ambiente clínico e hospitalar. Além disso, vale ressaltar que a profissão tem crescido bastante e a demanda por psicólogos especializados está cada vez maior.

Quais são os desafios enfrentados no curso de Psicologia?

O curso de Psicologia é bastante concorrido e tem ganhado cada vez mais destaque nos vestibulares. Assim como outros cursos de graduação, principalmente da área de comunicação, a Psicologia exige muito do relacionamento interpessoal. 

Além disso, há outras barreiras enfrentadas durante a graduação e no mercado de trabalho. Por isso, separamos alguns dos maiores desafios do curso de Psicologia, para te deixar ligado às necessidades do curso e antenado à profissão. 

Grande volume teórico

Para conhecer a origem da Psicologia e saber como atuar na área, é essencial estar preparado para estudar muita teoria. A leitura é parte fundamental do desenvolvimento do aluno como profissional. 

Durante o curso, são estudados diversos pensadores que contribuíram para o desenvolvimento da Psicologia, assim como pesquisas e artigos científicos recentes. Dessa maneira, o estudante tem a bagagem teórica necessária para analisar o comportamento humano.

Se relacionar com diferentes pessoas

O profissional de Psicologia deve, necessariamente, saber se relacionar com diferentes tipos de pessoas. 

Muitas vezes, nós nos fechamos em uma bolha de relacionamento, com pessoas que possuem os mesmos interesses e um pensamento semelhante ao nosso. No entanto, para o psicólogo, é essencial manter um bom relacionamento interpessoal com um público diversificado. Somente dessa maneira é possível exercer com excelência a profissão.

Saber ouvir antes de falar

É claro que para qualquer curso, é importante saber escutar o que o outro tem para falar, antes de questionarmos algo. Porém, na Psicologia isso é um ponto indispensável para que você se torne um bom profissional.

O desafio de saber ouvir vai além de deixar o outro falar e abrange a noção de que é preciso entender o que o outro quis transmitir, antes de pensar em respondê-lo. Por isso, desenvolva uma comunicação bidirecional

Experiência na área

A Psicologia é um curso que, apesar de ter muito conteúdo teórico, enfrenta o desafio de capacitar os profissionais para o exercício prático da profissão. Isso ocorre porque o psicólogo deve aprender a lidar com diversas situações e diferentes pacientes. 

Por isso, a experiência é indispensável para você ser reconhecido na profissão. E, mesmo que seja difícil sair da faculdade e já conseguir abrir um consultório próprio como autônomo, é importante que você busque oportunidades para desenvolver suas habilidades na Psicologia. A partir daí, se torna mais prático o direcionamento da sua carreira profissional.

Entender seu relacionamento com o paciente

Ser empático e compreensivo é essencial para você conseguir atender com eficiência às necessidades de cada pessoa. Porém, é muito importante que você saiba como distanciar seu relacionamento profissional e questões emocionais em relação aos seus pacientes.

Isto significa que, apesar de desenvolver uma relação profunda perante aos sentimentos do paciente, o profissional não pode se envolver emocionalmente e deve lidar com cada situação de forma racional e imparcial.

Manter-se atualizado

Assim como outros campos da ciência, um dos desafios enfrentados pelo curso de Psicologia é se manter sempre atualizado. 

Essa profissão se baseia no estudo comportamental. Por esse motivo, a Psicologia sofre constantes mudanças que influenciam a busca pelas diferentes causas de doenças mentais e os tratamentos para cada um quadro clínico. 

Manter-se equilibrado psicologicamente

Pode parecer irônico um profissional de Psicologia ter problemas emocionais ou mentais. No entanto, é muito difícil equilibrar os problemas pessoais, já que o psicólogo está constantemente lidando com situações de descontrole emocional.

Por isso, além de cuidar dos pacientes, o profissional da Psicologia deve, primeiramente, cuidar de si. Desse modo, é possível exercer sua função profissional com excelência, sem interferências subjetivas.

Instabilidade financeira

Se você pretende se tornar um psicólogo clínico, a instabilidade financeira pode ser um desafio a ser enfrentado.

O profissional que opta por empreender e abrir um consultório próprio, seguindo de maneira autônoma, deve estar ciente que a remuneração depende da quantidade de pacientes atendidos mensalmente. 

Porém, como já falamos, o reconhecimento na profissão depende muito da sua experiência na área. Sendo assim, é possível alcançar um bom número de pacientes e, consequentemente, uma remuneração mensal mais estável.

E qual será o futuro da Psicologia?

Com a necessidade de se manter constantemente atualizada, a Psicologia tende a se envolver ainda mais no âmbito social e a expandir seu exercício além da análise clínica. Isto é, a inserção dos estudos psicológicos na sociedade se tornará cada vez mais essencial para o desenvolvimento humano.

Junto aos avanços tecnológicos, a Psicologia pretende desenvolver novas técnicas e métodos mais eficientes para o diagnóstico de doenças mentais e o tratamento de pacientes.

Gostou do conteúdo? Então, deixe sua opinião nos comentários e continue acompanhando mais publicações sobre o curso de Psicologia.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 2

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.