Enfermagem x Biomedicina: entenda a diferença entre os cursos

Tailane Paulino
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto: Pranidchakan Boonrom do Pexels

Você já pode ter se perguntado? Enfermagem e biomedicina, qual a diferença entre esses cursos? Antes de tudo é preciso destacar que os cuidados com a saúde são importantes e disso todo mundo sabe. Por isso mesmo existem muitos campos de estudo na área da saúde e cada um deles é essencial.

Mas por haver tantas opções, aqueles que estão às vésperas de escolher uma graduação para cursar podem não saber bem quais são as diferenças entre cada uma delas e, principalmente, qual escolher?

Se você chegou aqui com a dúvida entre se tornar um enfermeiro ou biomédico e quer saber o que cada curso tem de diferente pode ficar calmo, pois o Hora da Facul vai te ajudar.

Fazer faculdade de Enfermagem é o seu sonho?

Preparamos um quiz para você descobrir se o seu perfil combina com o curso

Neste texto você vai descobrir não apenas a diferença enfermagem e biomedicina, mas ver ainda uma amostra das disciplinas que compõem a grade curricular e ainda vai receber algumas dicas de como acabar com a indecisão e conseguir escolher. Ficou curioso? Então continua lendo!

Enfermagem e Biomedicina: qual a diferença entre os cursos?

Existem várias diferenças entre os cursos de enfermagem e biomedicina. A mais importante é que cada profissional é treinado para realizar uma função diferente e que ambas se complementam no dia a dia das clínicas e hospitais.

O trabalho de um enfermeiro é voltado ao cuidado com as pessoas. Desde a entrada até a saída do local de atendimento. No dia a dia, um enfermeiro lida diretamente com pacientes e familiares, além de dar apoio aos outros profissionais envolvidos nos cuidados e tratamentos.

Está em dúvida sobre qual curso escolher no vestibular?

 

Preparamos um quiz para você saber se tem perfil para Enfermagem

A graduação, portanto, ensina ao estudante de enfermagem a analisar o estado de saúde de uma pessoa, administrar remédios e vacinas, primeiros socorros, higienização e até como lidar com os pacientes e a família.

Já o biomédico é focado mais na análise de dados e materiais de exames. Portanto, eles não costumam se envolver com os pacientes da mesma forma que faz um profissional de enfermagem.

Durante a graduação, o aluno de Biomedicina aprende, principalmente, a identificar doenças e os causadores através de análise. Mas não é apenas doenças, viu? O biomédico pode também trabalhar para a polícia, ajudando a solucionar crimes ao analisar vestígios das cenas dos crime.

Contudo, após formado, ele ainda pode escolher trabalhar pesquisando. Isso mesmo, empresas e órgãos públicos que desenvolvem remédios, alimentos e até vacinas precisam de profissionais da área.

Outra diferença é na duração dos cursos. Em média, a graduação de enfermagem tem duração de cinco anos. A de biomedicina, em geral, dura quatro anos.

Qual a grade curricular de cada curso?

Os cursos, como mostramos, são bem diferentes e isso é refletido na grade curricular de cada um deles. Saber quais são as disciplinas que são ensinadas no decorrer da graduação é algo essencial e que deve ser feito antes mesmo de bater o martelo e escolher o vestibular.

Nós separamos algumas cadeiras, nome popular para as disciplinas, para mostrar para você um pouco mais sobre esses dois cursos tão importantes das ciências biológicas.

Contudo, sempre olhe a grade curricular da sua instituição de escolha, uma vez que as matérias ensinadas podem variar, ou serem apresentadas com outros nomes. Ainda há a possibilidade de escolher as disciplinas eletivas.

As que você vai ver a seguir são apenas algumas das principais. Confere!

Disciplinas do curso de Enfermagem

Como você já viu, o curso de enfermagem dura cinco anos, por isso possui muitas disciplinas. Algumas que são as mais comuns das grades curriculares são:

  • Psicologia aplicada à saúde
  • Saúde coletiva
  • Saúde mental
  • Saúde do idoso
  • Bioética e legislação
  • Urgência e emergência
  • Enfermagem no centro cirúrgico
  • Saúde da mulher
  • Genética
  • Enfermagem na saúde da criança e do adolescente
  • Saúde do trabalhador
  • Gestão em saúde

Disciplinas do curso de Biomedicina

O curso de Biomedicina possui muitas disciplinas que vão preparar o aluno a identificar os principais agentes causadores de doenças, através de amostras. Ele também conta com algumas matérias em comum com outros cursos da área da saúde. Algumas das coisas ensinadas na graduação são:

  • Bromatologia
  • Bacteriologia clínica
  • Primeiros socorros
  • Micologia e virologia
  • Microbiologia
  • Imunologia clínica
  • Biomedicina estética
  • Patologia geral
  • Hematologia
  • Genética
  • Toxicologia
  • Virologia

Existe algo em comum entre Enfermagem e Biomedicina?

Sim, até pelo fato dos dois cursos fazerem parte da área das ciências biológicas, eles possuem algumas pequenas coisas em comum. A mais marcante é que eles compartilham muitas disciplinas durante a graduação. Genética e microbiologia são alguns exemplos.

Em ambos os cursos os alunos precisam cumprir uma quantidade pré-determinada de horas de estágios supervisionados para que consigam se qualificar para receber o diploma.

Esses estágios servem para colocar o estudante mais próximo da prática e fazer com que eles vivenciem o dia a dia do trabalho enquanto ainda estão aprendendo. Outra semelhança é que nos dois casos os alunos podem escolher entre a modalidade presencial ou semipresencial.

Por último, as duas graduações exigem a apresentação de um TCC, sigla para Trabalho de Conclusão de Curso, à uma banca para que o aluno possa, enfim, se formar.

Como escolher entre Enfermagem e Biomedicina

As duas graduações são opções super válidas para quem descobriu vocação pela área da saúde e isso pode causar muitas dúvidas sobre o que escolher para o futuro, principalmente depois de saber um pouco mais sobre a diferença entre enfermagem e biomedicina .

Uma das dicas para não ficar tão perdido na hora da escolha é colocar no papel os seus pontos fortes e o que você quer profissionalmente.

Você é do tipo que prefere ficar pesquisando e acha o ambiente de um laboratório mais atrativo ou precisa estar em contato com as pessoas? Gosta mais de analisar dados ou prefere ouvir os pacientes? Responder a essas simples perguntas já é um bom começo.

Lembre-se ainda de verificar quais as opções de carreira e as possíveis especializações, além de sobre como é a remuneração para cada uma das áreas, como é o mercado no seu estado e quais são as opções de instituições de ensino viáveis para a sua realidade.

Mas o principal ponto que deve ser levado em consideração na escolha é você mesmo. Não deixe de seguir uma carreira pela qual você sabe que é apaixonado por opiniões externas. O mercado está sempre em busca de profissionais competentes e dedicados e amar o que é faz é algo que faz toda a diferença.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.