Enfermagem x Farmácia: entenda a diferença entre os cursos

Tailane Paulino
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto: Karolina Grabowska do Pexels

Você começou a fazer uma lista de quais graduações escolher e acabou ficando na dúvida entre se tornar um enfermeiro ou um farmacêutico? Até porque, afinal, qual é exatamente a diferença entre enfermagem e farmácia?

Saiba que essa é uma pergunta mais comum do que você pensa e que já deve ter passado pela cabeça de quase todos os estudantes, ou aspirantes, que decidiram por seguir a vocação na área da saúde.

A boa notícia é que você pode relaxar porque nós do Hora da Facul preparamos um artigo explicando direitinho o que esses dois cursos têm de tão diferentes e ainda algumas pequenas semelhanças entre eles e dicas de como escolher a melhor opção para você sem neura. Está esperando o quê? Confere aí!

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

Afinal, qual a diferença entre enfermagem e farmácia?

Você já ficou curioso para saber quais são as principais diferenças entre as graduações de enfermagem e farmácia? Ambos os cursos são parte essencial do dia a dia de qualquer unidade de saúde, e até mesmo fora delas, e são realmente bem diferentes em vários aspectos.

A primeira dessas diferenças é que os estudantes vão atuar em áreas totalmente distintas no futuro e, portanto, vão aprender a fazer coisas diferentes. No curso de enfermagem, os futuros profissionais vão estudar todos os passos para acompanhar os pacientes desde a entrada no hospital, até a alta. Sempre procurando o bem estar dos mesmos.

Por conta disso, os enfermeiros fazem parte do grupo de profissionais de saúde que têm um contato mais direto, e prolongado, com as pessoas que se beneficiam dos serviços deles.

Fazer faculdade de Enfermagem é o seu sonho?

Preparamos um quiz para você descobrir se o seu perfil combina com o curso

Durante todo o período da graduação eles vão aprender a maneira correta de administrar os remédios, a analisar o estado de saúde geral dos internos e também a coletar o material necessário para a realização de exames e a prestar atendimento de primeiros socorros. Técnicas para garantir a higiene e manuseamento correto de pacientes em estado delicado também são ensinadas.

Já o trabalho de um farmacêutico pode ser feito à distância, como acontece nas indústrias, nas quais eles atuam no desenvolvimento e teste de novos medicamentos, e até cosméticos.

Nos hospitais e clínicas eles ficam focados nas áreas da farmácia hospitalar. O trabalho é de, principalmente, gerenciar os estoques e passar orientações sobre os medicamentos para o resto da equipe.

Está em dúvida sobre qual curso escolher no vestibular?

 

Preparamos um quiz para você saber se tem perfil para Enfermagem

Esse profissional faz ainda a seleção e aquisição, garante o armazenamento correto e pode ainda fazer a prescrição de alguns remédios. Os farmacêuticos também podem trabalhar em farmácias, em contato direto com o consumidor, dando orientações sobre compras e o uso correto das mesmas.

Quais as principais disciplinas de cada curso?

Como deu para ver, mesmo sendo focados na saúde e bem estar humano os dois cursos são bem diferentes, não é mesmo? Tais diferenças são refletidas diretamente na grade curricular de ambas as graduações, uma vez que elas precisam ensinar aos futuros profissionais as habilidades que eles usarão no mercado de trabalho.

Para exemplificar para você, e ainda ensinar um pouco mais sobre os cursos, nós separamos algumas das disciplinas, ou cadeiras, que o estudante vai encontrar.

Mas atenção! Cada instituição de ensino possui uma grade curricular própria e os nomes de algumas disciplinas também podem ser diferentes. Por isso, sempre confira também na faculdade que você escolheu para estudar!

Enfermagem

O curso superior de enfermagem, como já explicamos, precisa preparar o estudante para atuar nos cuidados com as pessoas. Confira a seguir algumas das matérias comuns nas graduações de enfermagem!

  • Saúde do trabalhador
  • Saúde do adulto
  • Saúde da mulher
  • Saúde do idoso
  • Saúde coletiva
  • Saúde mental
  • Gestão em Saúde
  • Enfermagem no centro cirúrgico
  • Psicologia aplicada à saúde
  • Bioética e legislação
  • Genética
  • Ciências morfofuncionais dos sistemas do corpo humano (várias disciplinas ao longo do curso)

Farmácia

O curso de farmácia tem maior foco no estudo das substâncias químicas e em como elas interagem entre si e com o corpo humano. Por conta disso, química é uma disciplina presente em toda a grade curricular. Confira algumas das coisas que são estudadas na graduação de farmácia.

  • Farmácia clínica
  • Química Geral
  • Fisiopatologia e farmacoterapia de doenças e sistemas (em disciplinas espalhadas pelo curso)
  • Farmacologia
  • Farmacognosia
  • Cosmetologia
  • Fitoterapia
  • Bioquímica
  • Química orgânica aplicada à farmácia
  • Gestão de empresas farmacêuticas
  • Assistência farmacêutica
  • Química Farmacêutica e planejamento de fármacos

Os cursos de enfermagem e farmácia têm alguma coisa em comum?

Você viu que os cursos de enfermagem e farmácia são bem diferentes, não é mesmo? Mas será que eles têm alguma coisa em comum? A resposta para essa pergunta é sim, eles possuem algumas coisas em comum.

A primeira é a duração. Ambos duram em média cinco anos. Os dois cursos contam ainda com atividades práticas, visitas a laboratórios e os estudantes precisam fazer um estágio supervisionado, para aprender o dia a dia do local de trabalho, para que possam se formar.

Por fim, nos dois casos os alunos precisam apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no final da graduação.

Como saber qual das graduações escolher?

Após descobrir as diferenças entre enfermagem e farmácia ainda resta alguma dúvida sobre qual curso escolher? Respira fundo e fica calmo, pois o Hora da Facul separou algumas dicas que podem ajudar você a tomar uma decisão.

A primeira de todas é: conheça bem as suas opções. Analise com cuidado as diferenças entre as opções que você está em dúvida, procure a grade curricular de cada uma delas e ainda pesquise sobre as instituições que as oferecerem.

Outra dica importante é: descubra seus pontos fortes. Você gosta mais de estudar sobre o corpo humano ou sobre química e números? Se vê, no futuro, em um trabalho que cuide de pessoas de maneira direta? Tem paciência e empatia? Tudo isso deve ser levado em consideração.

Pesquisar sobre como é o mercado de trabalho e os salários na sua região também pode ser algo que pode ajudar você a decidir. No entanto, a dica mais importante é: seja feliz. Por isso, escolha uma graduação em uma área que vai te deixar realizado profissionalmente no futuro e não apenas no sentido financeiro?

No mais, dê uma olhada nos nossos outros conteúdos sobre os cursos de farmácia e enfermagem. Desse modo você  vai conseguir tirar todas as dúvidas que possa ter sobre essas graduações!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.