Faculdade de Agronomia: tudo o que precisa saber

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto de Anna Shvets no Pexels

O curso de Agronomia aparece constantemente na lista de mais procurados em vestibulares ao redor do país. E não é para menos, afinal, o mercado para arquitetos está em constante crescimento e o campo de trabalho é diverso, atraindo diferentes profissionais. A graduação atualmente pode ser encontrada em grande parte das universidades públicas e particulares, então, escolha a universidade de sua preferência e prepare-se para o vestibular. Enquanto isso, para te ajudar preparamos algumas dicas sobre a faculdade de Agronomia: tudo o que você precisa saber.

A duração média do curso de graduação é de cinco anos e engloba disciplinas da área de exatas e também de humanas. Os cursos nessa área costumam incentivar uma formação mais ampla, unindo diferentes esferas do conhecimento com muita teoria e prática. Além da visão mais técnica sobre a carreira, desenvolver uma visão mais humanizada sobre os impactos do trabalho dos futuros profissionais também é um ponto muito importante.

Um bom curso de agronomia forma futuros agrônomos ou engenheiros agrônomos capazes de desenvolver atividades como produção de alimentos, responsabilidade social, ambiental e ecológica. É uma atividade primordial para o desenvolvimento humano. Sair da sala de aula e ir a campo é fundamental para esse curso. Os futuros profissionais podem optar por parcerias com grandes empresas do setor rural, atividades de pesquisa e inovação.

Vai prestar vestibular para Agronomia?

Descubra qual área mais combina com você

 

Formas de ingressar na faculdade de Agronomia

Para ingressar na faculdade de Agronomia grande parte das instituições utilizam a nota do Enem como critério de seleção. Outra possibilidade é a realização de vestibulares internos, realizados pela própria faculdade, com provas de disciplinas exatas e humanas, além de provas de conhecimento específico. Por isso, para se preparar da melhor forma, é importante estudar com cuidado todas as matérias do currículo escolar, além de pesquisar sobre as provas técnicas do curso para não ser pego de surpresa.

Outro ponto importante é se manter atualizado em conhecimento gerais e atualidades. Já que muitas perguntas envolvem esses temas, inclusive a redação, que conta muitos pontos na nota final. Vale lembrar que o curso de agronomia é muito interdisciplinar, então, vale se preparar para estudar e lidar com diferentes campos de atuação. Os conteúdos na faculdade envolvem geografia, física, química, biologia, matemática, informática e até mesmo desenho técnico. Por isso, vale estudar um pouco de tudo.

Os futuros profissionais poderão trabalhar, por exemplo, com consultor técnico autônomo e também atuando junto a organizações e cooperativas agrícolas. E os estudantes devem ter em mente que não basta apenas ter afinidade com a terra para se dar bem nessa faculdade. Além de trabalhar, por exemplo, com conservação e qualidade das plantas, o agrônomo pode trabalhar com administração e gestão das áreas rurais. Por isso, os alunos devem se preparar para um perfil amplo de estudo e trabalho.

Infraestrutura da faculdade de Agronomia

Na hora de escolher a sua futura faculdade, é muito importante estar atento a alguns pontos importantes. A grade horária estabelecida pelo MEC, o quadro de professores e a dinâmica das matérias ofertadas são algumas delas. Outro ponto essencial é pesquisar sobre a infraestrutura da Faculdade. Boas faculdades devem oferecer sala de desenho, laboratórios equipados com tecnologia de ponta, biblioteca e ateliê para desenvolver projetos a materiais.

A graduação em Agronomia envolve aulas teóricas e práticas, que são muito importantes para o desenvolvimento do aluno. Por isso, conhecer os espaços de aprendizado é fundamental. Pesquise e, se for possível, visite as suas instituições preferidas para conferir a estrutura das salas de aula, conforto, iluminação, presença de equipamentos tecnológicos e um ambiente arejado para os alunos.

Também é muito importante conferir a estrutura de laboratórios e espaços para as aulas práticas, que evolvem análise de solos, tecnologia de sementes e mecanização agrícola, por exemplo. Tudo isso pode influenciar diretamente no seu aprendizado ao longo do curso. Procure saber também se a faculdade oferece uma boa estrutura digital, com computadores acessíveis ao aluno. Além disso, um ambiente virtual complementar para manter a comunicação entre professores e alunos, além de disponibilizar materiais e exercícios, pode ser um bom indicativo.

Qual é a grade curricular da faculdade de Agronomia?

Assim como acontece em outras faculdades, em agronomia as matérias do início do curso costumam ser mais introdutórias e gerais, preparando, principalmente, a base teórica dos alunos. Na medida em que o curso avança, as disciplinas ficam mais específicas, abordando temas importantes para a profissão. E, perto do fim, diferentes matérias práticas e de campo entram no currículo. A nomenclatura utilizada por cada instituição pode variar, mas, as matérias costumam ser as mesmas, já que a lista é aprovada e indicada pelo MEC. Confira abaixo as principais matérias em cada ano do curso:

1º ano

  • Cálculo Integral e Diferencial;
  • Biologia Geral e Vegetal;
  • Agroecologia e Gestão Ambiental;
  • Zoologia e Entomologia Agrícola;
  • Desenho Técnico e Construções Rurais;
  • Introdução à Agronomia;
  • Química Aplicada;
  • Física aplicada.

2º ano

  • Metodologia da Pesquisa Científica;
  • Fertilidade do Solo;
  • Mecanização Agrícola;
  • Bioquímica;
  • Morfologia e Sistemática Vegetal;
  • Química Agrícola e Analítica;
  • Microbiologia Agrícola;
  • Hidráulica e Irrigação;
  • Anatomia e Fisiologia Animal.

3º ano

  • Fisiologia Vegetal e Nutrição de Plantas;
  • Zootecnia;
  • Experimentação Agrícola e Bioestatística;
  • Geotecnologias Aplicadas;
  • Agrostologia e Nutrição Animal;
  • Genética e Melhoramento;
  • Economia e Comercialização Agrícola;
  • Gestão do Projeto de Vida.

4º ano

  • Manejo e Conservação do Solo;
  • Horticultura;
  • Tecnologia de Produtos Agropecuários;
  • Biotecnologia e Micropropagação Vegetal;
  • Tecnologia de Produção de Sementes e Armazenamento;
  • Avaliações, Perícias e Direito Agrário.

5º ano

  • Fruticultura;
  • Silvicultura;
  • Paisagismo, Floricultura, Parques e Jardins;
  • Empreendedorismo;
  • Gestão Rural, Agroindústria e Projetos;
  • Sociologia, Extensão Rural e Deontologia.

Qual é o perfil do estudante da faculdade de Agronomia?

Entender o perfil de um estudante de agronomia pode ser um ótimo caminho para entender se esse é o curso certo para você. Existem algumas características importantes que podem ser também cultivadas para que os estudos aconteçam da melhor forma. Ter paixão pessoal pelo campo é um dos pontos essenciais. Isso acontece porque boa parte do trabalho vai envolver agricultura e pecuária. Além disso, todos os profissionais devem lidar, em algum momento, com a terra e os animais, mesmo que trabalhem em áreas mais administrativas.

Logo, interesse por trabalhar no meio rural é um dos pontos mais importantes. Outra característica essencial para os estudantes de agronomia é ter atenção ao todo e também aos detalhes. O agrônomo deve pensar e entender de cada etapa e detalhe de uma plantação ou ambiente que trabalhe, desde a irrigação até as ervas daninhas. Nessa carreira, pequenas mudanças podem gerar grandes efeitos positivos.

Ter ética e consciência para o trabalho é outro ponto fundamental. Um exemplo importante é o uso de defensivos agrícolas. Alguns deles podem funcionar bem, mas, outros podem envenenar a água, o solo e até mesmo os consumidores. Por isso, ter responsabilidade ética e social é uma característica essencial. Outro ponto importante é a consciência ambiental, pensando frequentemente no impacto que a agronomia pode ter no meio ambiente. Preservação e sustentabilidade devem ser preocupações constantes.

Quais são as principais áreas de atuação em Agronomia?

A carreira em Agronomia tem um perfil dinâmico e bem diverso, permitindo que profissionais de diferentes perfis se encontram e se desenvolvam em especializações também bastante diversas. Vale lembrar que o mercado se mostra mais atraente para profissionais especializados, com salários maiores e mais demanda de empregos. Por isso, vale à pena encontrar a área que mais se relaciona com os seus objetivos profissionais e dedicar-se com afinco a ela.

Para ajudar a trabalhar em áreas mais específicas, os estudantes podem buscar por cursos de pós-graduação e doutorado depois de terminar a graduação. Algumas especializações acadêmicas disponíveis são: Engenharia Agrônoma, Zootecnia, Gestão de agronegócios e melhoramento de solos.

As possibilidades são inúmeras, basta entender quais delas se encaixam melhor no seu perfil profissional. Além dos cursos de pós-graduação, vale à pena investir em cursos extracurriculares seminários, workshops, grupos de estudo durante a graduação, pesquisa de iniciação científica e publicação de artigos durante os anos de estudo. Tudo pode contribuir para que você se transforme me um profissional especializado e mais qualificado para o mercado.

Para te ajudar nessa fase de escolha, trouxemos dez das principais áreas de atuação em agronomia e depois vamos falar melhor de algumas delas:

  1. Gestão Rural
  2. Viabilização da melhoria na nutrição animal
  3. Vigilância sanitária
  4. Otimização e manejo do solo
  5. Produção agroindustrial
  6. Aplicação de estratégias de fitotecnia
  7. Indústria de alimentos
  8. Ensino e pesquisa
  9. Desenvolvimento de defensivos agrícolas
  10. Setor público e terceiro setor

Vigilância e defesa sanitária

Essa é uma ótima escolha de trabalho para quem quer trabalhar em espaços que impactem diretamente a vida na sociedade. Nessa área o agrônomo lida com a qualidade dos alimentos de origem vegetal ou animal. Além disso, ele garante que os produtos alimentícios sejam produzidos e comercializados de forma segura e com qualidade.

Otimização e manejo do solo

Aqui o profissional vai atuar para recuperar matas devastadas, cuidando também do plantio e do manejo em áreas de reflorestamento. Essa é uma área essencial para a qualidade da produção agrícola, sendo uma das que mais empregam profissionais qualificados. O agrônomo pode ainda trabalhar para preservar biomas e cuidar do aproveitamento mais sustentável das florestas.

Desenvolvimento de defensivos agrícolas

O agrônomo é um dos profissionais mais requisitados para trabalhar no cargo, já que acumula conhecimento da legislação e também da política agropecuária. Aqui o trabalho é fazer testes, simulações e registros par que os defensivos sejam avaliados e validados por auditorias e por órgãos governamentais. Essa é uma função muito importante, já que seu principal objetivo é garantir controle e qualidade.

Qual o salário médio de um Agrônomo?

A média salarial para agronomia pode variar de acordo com a influência de alguns fatores. Entre eles, a localização geográfica, o tempo de mercado, o cargo e a qualificação profissional. Um dos principais fatores que influenciam a progressão salarial é o cargo e o tamanho da empresa. No cargo de Engenheiro Agrônomo se inicia ganhando R$ 3.113,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 7.447.

A média salarial efetiva para agronomia, de acordo com o site Salário, é de R$ 7.537,73, com teto de R$ 19.115,29.Além disso, continuar os estudos, investindo sempre na formação pessoal e profissional, é a melhor forma de mostrar que você está disposto a contribuir com o crescimento da profissão e a expansão do mercado.

Vale lembrar que, para atuar na área, é necessário fazer um curso de Agronomia reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). O agrônomo também precisa registrar-se no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado em que vai atuar.

Qual é o perfil dos diferentes profissionais de Agronomia?

A área de agronomia tem um campo profissional diverso e, justamente por isso, conta com profissionais de perfis variados. Algumas características estão presentes em profissionais de diferentes áreas, e devem ser aprimoradas pelos estudantes. Entre elas, o olhar analítico e observador para o espaço ao redor, a capacidade de enxergar novas possibilidades e a flexibilidade de pensamento.

Saber se comunicar também é uma habilidade muito importante, afinal, é com ela que o profissional vai dialogar com seus colegas, liderar a equipe e explicar quais são as diretrizes dos projetos que ele tem em mente. Flexibilidade e capacidade de se adaptar para resolver novos problemas também costumam ser habilidades recorrentes.

Entidades de classe de Agronomia

Vale lembrar que, durante o curso, é importante eu os estudantes da faculdade de agronomia pesquisem sobre as entidades de classe que representam a sua profissão e que podem ser de grande ajuda durante a carreira. Essas entidades têm o objetivo de fiscalizar e orientar o exercício da profissão do arquiteto e urbanista no Brasil. Elas zelam para que os princípios de ética e disciplina sejam sempre observados e cumpridos em todas as regiões do país. Além disso, são elas que buscam aperfeiçoar constantemente o exercício da profissão.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) é um conselho de fiscalização profissional, não sendo entidade de classe. Mas, ainda assim, é um órgão muito importante para futuros agrônomos. Existem também os Conselhos regionais de Engenharia e Agronomia (CREA), entidades pertencentes à esfera estadual. Ele exerce o papel de primeira e segunda instância, para verificar, orientar e fiscalizar o exercício profissional.

Áreas que estão no futuro da Agronomia

Novas áreas de trabalho estão surgindo e ganhando nova importância nos últimos tempos. Mudanças sociais e a chegada de novas tecnologias interferem diretamente no cotidiano desses profissionais. Por isso, é importante ficar de olho em algumas especializações, que devem demandar cada vez mais profissionais no futuro. Para te ajudar nesse momento, vamos falar um pouco mais de algumas dessas novas áreas. O avanço da tecnologia impacta diretamente em áreas como a sustentabilidade, eficiência e praticidade na agronomia.

Vale lembrar que é importante que todo profissional se mantenha atualizado no mercado, buscando ficar em dia com a transformação digital e tecnológica e em como esses pontos podem transformar o cotidiano da sua profissão.  Então, vamos conhecer um pouco mais de algumas das profissões do futuro para arquitetos e urbanistas e entender qual delas se relaciona com as suas perspectivas profissionais.

As especializações que traremos a seguir estão em plena fase de desenvolvimento, crescimento e profissionalização no mercado. Justamente por isso, são boas escolhas para jovens profissionais que querem investir em áreas onde o crescimento profissional abre muitas portas. Além disso, são carreiras que necessitam de muito estudo, aprendizado constante e vontade de pesquisar. Por isso, desenvolver essas características é um bom caminho para se dar bem no mercado.

Como garantir bolsa de estudos na faculdade de Agronomia?

As bolsas para graduação são uma ótima opção para quem quer continuar os estudos e dar os primeiros passos na carreira sem estourar o orçamento. Garantir os estudos em uma boa faculdade é um dos principais passos para abrir as portas para o mercado de trabalho, além de contribuir diretamente com o desenvolvimento pessoal e educacional dos alunos.

Sabemos que as vagas para as universidades públicas são concorridas e que a mensalidade das faculdades particulares pode ser difícil de encaixar no orçamento familiar. Por isso, conseguir bolsas de estudo para a faculdade é um dos principais caminhos para levar os estudos adiante.

E como garantir uma bolsa? As possibilidades são diversas, então, para escolher o melhor caminho, é importante entender quais são os tipos de bolsas oferecidos e os requisitos para cada uma delas.

Quais são os tipos de Bolsas para a faculdade de Agronomia?

Em relação ao auxílio, existem três tipos básicos de bolsas para graduação:

  1. Integrais: que pagam 100% da mensalidade
  2. Parciais: que pagam uma parte da mensalidade
  3. Ajuda de custo: que oferecem um valor extra diretamente para o aluno, que pode utilizar para pagar custos com materiais e hospedagem, por exemplo.
  4. Iniciação Científica

Essas são para os alunos já matriculados em uma faculdade e com interesse por pesquisa científica. O estudante dedica parte do seu tempo a uma pesquisa, sob orientação de um professor pesquisador, e recebe uma ajuda de custo para pagar seus estudos. Para quem tem interesse, é preciso buscar informações dentro de cada faculdade.

  1. Bolsas de Faculdades

Essas são as bolsas oferecidas pelas próprias instituições de ensino, que podem variar entre integrais e parciais. Os critérios variam de acordo com cada Faculdade e o melhor é pesquisar diretamente na que você tem mais interesse.

  1. Educafro

Nesse caso as bolsas são oferecidas a estudantes negros de baixa renda, vindos de escolas da rede pública de ensino. O programa é parte da Organização não Governamental (ONG) Educafro e tem parcerias com diferentes instituições. Para se cadastrar, basta conferir o site da ONG e, como contrapartida, os alunos contemplados devem participar de trabalhos comunitários e sociais.

  1. Programas Estaduais

Essas são as bolsas oferecidas pela Secretaria de Educação de alguns estados, como a de São Paulo, que oferece o Bolsa Universidade, e a do Rio Grande do Sul, que oferece o Procred. O melhor caminho é pesquisar e perguntar na Secretaria do seu estado de preferência.

  1. Fundação Estudar

A Fundação seleciona estudantes para universidades do Brasil e do Exterior. O principal critério de seleção é o mérito acadêmico e os alunos passam por sete etapas diferentes durante a seleção. Existem três iniciativas: Líderes Estudar, Estudar na prática e Estudar Fora. Para se inscrever, basta acessar o site: https://www.estudar.org.br/

  1. Educa mais Brasil

O programa tem parceria com diferentes instituições pelo Brasil e oferece bolsas de estudos parciais de até 70%. Basta se inscrever no site e procurar pela sua cidade, modalidade de ensino e instituição.

Quais são os principais atrativos para quem escolhe a faculdade de Agronomia?

O curso de Agronomia apresenta diferentes atrativos para quem quer seguir e, justamente por isso, a procura por estudantes de diferentes regiões é tão grande. A profissão, além de apresentar alta empregabilidade, tem uma remuneração atrativa, possibilidade de flexibilidade e independência no trabalho, além da formação dinâmica, que prepara os profissionais para diferentes espaços.

O profissional pode optar ainda por concursos públicos e pela carreira acadêmica, focando em pesquisa e inovação. E, além de empresas mais tradicionais e conhecidas, o profissional pode optar pelo trabalho de forma autônoma, por isso falamos em flexibilidade. A escolha pelo empreendedorismo na área de agronomia é cada vez maior e apresenta diferentes possibilidades. Além de abrir seu próprio negócio, e possível se tornar um profissisonal freelancer.

Como estudar para a faculdade de Agronomia sem esgotar as energias?

Muitas vezes, o cansaço mental nos estudos é resultado de desorganização. Sabe aquela sensação exaustiva de que existem um milhão de tarefas para fazer e nenhum tempo disponível para elas? É isso o que vai te deixar sem energia. Então, vamos otimizar o tempo e entender quais são as prioridades. Trouxemos 7 passos essenciais.

  1. Planeje as atividades
  2. Aproveite seu tempo
  3. Utilize a tecnologia ao seu favor
  4. Respeite o seu descanso
  5. Não se compare
  6. Cuide da saúde
  7. Crie um ambiente favorável

Por fim, vale lembrar que o dinamismo na formação em agronomia é outro grande diferencial para estudantes que não querem cair na mesmice. Como já mostramos por aqui, o aprendizado vai desde o desenho técnico, até estudo do solo, passando por gestão em agronegócio. O agrônomo tem uma formação tão variada justamente para se preparar para um mercado muito amplo.

É uma ótima carreira para estudantes que querem trabalhar para melhorar a vida da sociedade. Por isso, se todas essas características se encaixam com os seus objetivos, a faculdade de Agronomia foi feita para você.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.