O que é faculdade de Desenvolvimento Back-End?

Vanessa Zampronho
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de ThisIsEngineering no Pexels

O Desenvolvimento Back-End é a parte de trás de um site ou software, por exemplo. É onde ficam os bancos de dados, as instruções e informações das quais o usuário necessita. Mas, para entender o que é preciso saber para entrar na faculdade, vamos conhecer um pouco mais do assunto.

Diferente do Desenvolvimento Front-End, que cuida da parte visível do site, ou seja, onde o usuário clica para acessar um endereço de internet ou os comandos do programa.

Back-end é como os alicerces de uma construção, mantendo o imóvel no chão. Já as paredes, teto e o que vemos da construção, é o Front-End.

Mas não se intimide com essas nomenclaturas e definições. Quem gosta de linguagem de programação, cálculos e tem afinidade por resolver problemas vai se dar bem na faculdade de Desenvolvimento Back-End.

Continue a leitura e entenda as características do curso, mercado de trabalho e como você pode se tornar um excelente profissional da área.

O curso de Desenvolvimento Back-End

O curso de Desenvolvimento Banck-end fornece toda a base para o aluno criar sistemas que conversem com a interface do usuário. Ele tem contato com programas que gerenciam banco de dados, a estrutura interna e a segurança dos dados.

A faculdade dura dois anos e tem disciplinas que abordam os principais programas e linguagens de programação, como a Java, Phyton, PHP e C++. Porém, para entender como esses programas funcionam, o aluno tem contato com outras linguagens e conceitos, como o de algoritmos, arquitetura e lógica computacional.

O desenvolvimento da linguagem de computadores é algo que todo profissional de Tecnologia da Informação deve saber. Através de linhas de comando, o especialista em Desenvolvimento Back-end diz ao computador ou o site o que, e como ele deve fazer determinada função. Se isso não estiver escrito de forma objetiva, a programação apresenta erros e a solicitação do usuário não é atendida.

Um exemplo de como isso é importante, é ver como usamos pesquisas em sites ou os computadores. Ao navegarmos na internet ou usar um programa de edição de texto, temos contato com a superfície da programação, a parte visual, onde digitamos os termos de pesquisa ou escrevemos um texto. Isso é responsabilidade dos desenvolvedores front-end.

Mas, para o front-end trabalhar de forma precisa, ele precisa de alguém que saiba sobre desenvolvimento back-end para responder aos comandos do usuário e trabalhe nos bastidores. Além disso, precisa estar em sintonia com o tipo de atividade que as pessoas procuram.

O que precisa saber antes de ser um back-end?

Gostar de tecnologia é somente um dos requisitos para quem quer cursar Desenvolvimento Back-End.

As empresas procuram profissionais que consigam resolver problemas de programação ou apresentem soluções novas para seus produtos. No entanto, o curso fornece toda a base de programas e linguagens para o aluno. Uma vez formado, entrar nesse ramo da tecnologia e ser um profissional bem-sucedido.

É importante estar familiarizado com cálculos matemáticos. Pois, muito da programação de computadores depende das contas para elaborar a linguagem utilizada nos programas. Ter raciocínio analítico é muito importante também. Além de pensar de forma direta e procurar soluções simples para problemas complexos, é uma habilidade muito cobiçada pelas empresas de tecnologia.

O profissional de Desenvolvimento Back-End precisa pensar, primeiramente, na experiência do usuário final. Ele precisa se colocar no seu lugar para entender suas necessidades e, assim, criar linguagens eficazes. Pois, se o usuário tiver dificuldades para encontrar o campo de pesquisa, ou se os resultados forem confusos, ela abandonará a página e buscará o que precisa em outro site.

Habilidades pessoais do desenvolvedor back-end

O conhecimento desse profissional não se limita somente à parte técnica. Entretanto, é muito importante saber outro idioma, especialmente o inglês. Praticamente, todos os programas de informática são escritos nessa língua. Ter o conhecimento básico já ajuda, pois, os comandos da programação são todos em inglês também.

Outra habilidade importante para o desenvolvedor back-end é ter boa comunicação interpessoal, com os colegas de trabalho e os clientes. Saber se expressar com quem trabalha é fundamental para o profissional ser bem-sucedido. Portanto, conversar com o cliente final do produto, conhecer suas necessidades e mostrar o que e como precisa ser feito é outro lado do sucesso.

Ter curiosidade para conhecer as linguagens de programação a fundo e manter-se atualizado com o mundo da tecnologia são habilidades importantes também. No curso de Desenvolvimento Back-End o aluno tem contato com as novidades e com o conhecimento dos professores. Isso o ajudará quando iniciar no mercado de trabalho, a encontrar soluções para problemas que as empresas apresentam.

Mercado de trabalho para o desenvolvedor back-end

A tecnologia está em constante aprimoramento, e o profissional de Desenvolvimento Back-End não fica sem trabalho. Essa linguagem está em praticamente tudo o que depende de tecnologia, de computadores, internet e smartphones. Assim, uma vez formado, ele terá uma ampla área de atuação.

É importante lembrar que este profissional precisa se manter atualizado em novos comandos, linguagens e programas. Pois, as empresas valorizam quem está em dia com essas tecnologias.

Porém, o primeiro passo é o curso de Desenvolvimento Back-End. Busque mais e mais informações e esteja a par do que está rolando na profissão.

Conte com o Hora da Facul e esteja um passo à frente para uma carreira de sucesso na área.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.