Faculdade de Direito: Tudo o que você precisa saber

Endrigo Chiri
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto: Andrea Piacquadio de Pexels

A graduação em Direito há anos se mantém como uma das mais desejadas pelos estudantes brasileiros. Mas por que será? O Direito é uma ciência que se dedica a garantir as boas relações, tanto entre indivíduos quanto grupos da sociedade, e para isso suas ferramentas de trabalho são normas e regulamentos.

Muita gente busca a faculdade de Direito porque ela permite muitas oportunidades, tanto públicas quanto privadas, além de possuir ramificações em diversas áreas de atuação, todas com boa faixa salarial. Mas é preciso cuidado para não se deixar levar apenas pelos pontos positivos, porque eles costumam vir acompanhados de grandes esforços e responsabilidades.

Se procura mais informações sobre tudo que aborda um curso de direito, este post foi feito especialmente para você! A seguir você descobrirá tudo o que é preciso saber para se tornar um Bacharel em Direito.

Vai cursar Direito e é fã da série How To Get Away With Murder?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil entre os “Keating 5”

Mas afinal, quantas matérias compõem a graduação em Direito e qual é a carga horária? Cada instituição personaliza a sua grade curricular e define a sua própria carga horária.

Contudo, o MEC estipula tanto quais matérias devem ser essenciais, quanto a sua carga horária mínima que é de 3.700 horas, geralmente sendo distribuída em 5 anos de duração.

Principais matérias do curso de Direito

Introdução ao Direito

Matéria introdutória que aborda os conceitos e noções mais fundamentais e úteis que serão aplicados em todas as ramificações do Direito.

Vai fazer vestibular para Direito? 

 

Confira aqui se você tem o perfil dos estudantes e profissionais da área

Sociologia

Também conhecida como Sociologia do Direito ou Sociologia Judicial, essa matéria estuda como se dão as relações e interações do Direito com a sociedade. Nela, são abordadas as aplicações relacionadas ao coletivo e ao indivíduo, como o impacto e o papel da Justiça.

Ciência Política

Ao estudar como funcionam os sistemas do governo, quais são as finalidades e as formas de poder e controle do Estado, o estudante de direito compreenderá melhor as aplicações do Direito em suas diversas ramificações.

Direito Civil

Também podendo ser entendido como “direito do cidadão”, o Direito civil faz parte do direito privado, buscando estudar e aplicar regras e condutas em sociedade, seja por pessoas físicas ou jurídicas. Dentro dessa disciplina é introduzido o Código Civil, o documento que regulamenta os direitos e obrigações das pessoas.

Se inspirou em Suits e vai fazer vestibular para Direito?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil na série

Direito Penal

O segmento do Direito Público que tem como objetivo regular o poder punitivo do Estado ao atribuir penas aos delitos que contravém as normas definidas pelo Poder Legislativo.

Sua principais funções são:

Proteger bens jurídicos: Valores e/ou interesses tanto do indivíduo quanto do coletivo que são reconhecidos pelo Direito.
Manter a paz social: Definição em que há uma garantia de segurança, igualdade e harmonia entre a sociedade.

Direito Constitucional

Ramo do direito público que analisa, interpreta e garante o cumprimento das normas constitucionais do país. Essas normas garantem que serão cumpridos os direitos considerados fundamentais e também têm como objetivo regulamentar e delimitar o poder estatal.

Direito Econômico

O Direito econômico é responsável pelas normas de intervenção do Estado em relações socioeconômicas. Por meio dele são compostas as normas jurídicas que irão regular a produção e a circulação de produtos e serviços, considerando o desenvolvimento econômico do país.

Direito do Trabalho

Este ramo jurídico do Direito rege as relações e direitos trabalhistas entre empregadores e empregados. Suas principais normas de atuação regidas são a CLT – Consolidação das Leis do Trabalho, e a Constituição.

Se divide em três áreas:

  • Direito Individual do Trabalho
  • Direito Coletivo do Trabalho
  • Direito Público do Trabalho

Direito Administrativo

O Direito Administrativo é uma das áreas mais clássicas e abrange a regulação jurídica do poder administrativo ou executivo do Estado. É por meio dele que é feita a gestão e relação dos três poderes. Seu objeto são os órgãos, agentes e pessoas jurídicas administrativas que integram a Administração Pública.

Direito Processual

Direito público também conhecido como direito formal é definido como o conjunto de normas e princípios legais que regem os procedimentos jurisdicionais e extrajudiciais.

Se divide em 3 setores de atuação:

  • Direito processual civil
  • Direito processual penal
  • Direito processual do trabalho

Direito Tributário

Também chamado de Direito Fiscal, é a área do direito público que regula e fiscaliza a cobrança de tributos, como taxas e impostos definidos pelo Estado às pessoas naturais e jurídicas, conhecidos como contribuintes.

Direito Empresarial

Neste ramo do Direito privado são regidas as normas que têm como objetivo o bom funcionamento e relacionamento entre empresário, empresa e mercado. Ele se faz relevante para organizações, pois a partir dele é possível analisar negócios antecipando possíveis soluções preventivas para evitar problemas legais.

 

Foto: Andrea Piacquadio de Pexels

O que faz um advogado: áreas de atuação

O mercado de trabalho possui uma enorme gama de oportunidades para o profissional bacharel em Direito, mas resumidamente há três campos principais de atuação:

Advocacia

Advogados em escritórios ou setores jurídicos de empresas e que trabalham com uma ou mais áreas do direito para representar sejam pessoas físicas ou jurídicas.

Alguns exemplos dessa atuação:

  • Compliance
  • Direito Civil
  • Direito Trabalhista
  • Direito Tributário
  • Direito Ambiental
  • Direito Empresarial
  • Direito Desportivo
  • Direito da Tecnologia da Informação
  • Direito Consumidor

Carreira jurídica

Nesse setor estão os profissionais que prestam concurso público para serem juízes, delegados de polícia, promotores e mais tantas outras profissões públicas.

Alguns exemplos de áreas jurídicas:

  • Diplomacia
  • Direito Eleitoral
  • Direito Penal
  • Defensoria pública
  • Carreira policial
  • Magistratura
  • Ministério Público

Carreira acadêmica

Também há os profissionais que buscam exercer uma carreira lecionando e ministrando no ensino superior, seja em instituições de ensino públicas ou privadas.

Quanto ganha um advogado

Sendo um dos fatores mais atrativos na carreira do bacharel em Direito, os altos salários e a grande capacidade de progressão e amplitude das carreiras são as informações mais buscadas na hora de considerar e planejar o seu futuro nessa área.

Confira abaixo como é, e como pode ser, a realidade de profissional formado em Direito no Brasil.

Setor privado

O setor privado é muito buscado por profissionais de direito por haver a maior concentração de oportunidades, e pela chance de progredir em suas carreiras, diferente do setor público. Ele pode não ser o melhor caminho caso você tenha pressa em receber os melhores salários, pois isso apenas ocorre com o desenvolvimento da sua área de especialização e o acúmulo de experiências.

Abaixo listamos algumas oportunidades e a média salarial de cada uma, de acordo com pesquisa realizada pela Catho.

Direito Ambiental

Advogado de Direito Ambiental Júnior: R$ 3.036,19
Advogado de Direito Ambiental Pleno: R$ 4.035,19
Advogado de Direito Ambiental Sênior: R$ 5.098,85

Direito Civil

Advogado de Direito Civil Júnior: R$ 2.525,22
Advogado de Direito Civil Pleno: R$ 3.648,16
Advogado de Direito Civil Sênior: R$ 5.697,58

Direito Comercial

Advogado de Direito Comercial Júnior: R$ 2.770,82
Advogado de Direito Comercial Pleno: R$ 4.582,73
Advogado de Direito Comercial Sênior: R$ 5.335,87

Direito Constitucional

Advogado de Direito Constitucional Júnior: R$ 2.382,34
Advogado de Direito Constitucional Pleno: R$ 4.204,00
Advogado de Direito Constitucional Sênior: R$ 6.443,85

Direito do Consumidor

Advogado de Direito do Consumidor Júnior: R$ 2.324,47
Advogado de Direito do Consumidor Pleno: R$ 3.522,13
Advogado de Direito do Consumidor Sênior: R$ 4.859,86

Direito em Propriedade Intelectual

Advogado de Direito em Propriedade Intelectual Júnior: R$ 3.072,91
Advogado de Direito em Propriedade Intelectual Pleno: R$ 3.449,08
Advogado de Direito em Propriedade Intelectual Sênior: R$ 4.793,60

Direito Empresarial

Advogado de Direito Empresarial Júnior: R$ 2.788,36
Advogado de Direito Empresarial Pleno: R$ 5.006,22
Advogado de Direito Empresarial Sênior: R$ 6.921,57

Direito Internacional

Advogado de Direito Internacional Júnior: R$ 2.817,69
Advogado de Direito Internacional Pleno: R$ 5.018,36
Advogado de Direito Internacional Sênior: R$ 5.913,12

Direito Penal

Advogado de Direito Penal Júnior: R$ 2.547,01
Advogado de Direito Penal Pleno: R$ 3.987,00
Advogado de Direito Penal Sênior: R$ 5.025,15

Direito Trabalhista

Advogado de Direito Trabalhista / Previdenciário Júnior: R$ 2.361,34
Advogado de Direito Trabalhista / Previdenciário Pleno: R$ 3.723,72
Advogado de Direito Trabalhista / Previdenciário Sênior: R$ 4.894,29

Direito Tributário

Advogado de Direito Tributário Júnior: R$ 2.729,69
Advogado de Direito Tributário Pleno: R$ 4.376,59
Advogado de Direito Tributário Sênior: R$ 5.733,00

Jurídico

Diretor Jurídico: R$ 19.577,04

Setor público

O profissional que busca a carreira no setor público prefere a estabilidade e os benefícios disponibilizados. Contudo, pela alta demanda e pouca oferta de oportunidades, suas vagas são altamente concorridas e exigem muito estudo.

Abaixo listamos algumas oportunidades e as médias salariais de cada, a partir do Salariômetro da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Juiz Federal: R$ 21.537,64
Juiz Estadual: R$ 16.000
Promotor de Justiça: R$ 12.000
Defensor público: R$ 11.200
Delegado: R$ 9.000
Procurador: R$ 26.000
Desembargador: R$ 30.000

Perfil dos profissionais de Direito

Apesar de ter muitas aplicações e áreas com atuações bastante distintas, existem algumas características que são comuns entre os profissionais do Direito:

Ser comunicativo

Ter fluência, clareza e desenvoltura na maneira que se comunica tornará a sua rotina mais fácil e produtiva.

Ser calmo

Pela dinâmica do trabalho ter um viés de defesa x acusação é exigido um controle muito bom das emoções para que não fuja dos objetivos e considere todas as informações de maneira racional e sensata.

Bom poder de argumentação

Um bom profissional de Direito precisa ser capaz de formular bem as suas ideias e argumentos de maneira que sejam compreendidos e razoáveis diante dos interlocutores.

Vasto conhecimento técnico

Quanto maior for o seu conhecimento sobre a sua área de abordagem, sobre o seu caso e as áreas relacionadas, maior será o seu poder e as ferramentas que terá para desenvolver ideias e apontamentos.

Vontade de se manter atualizado

Direito é uma área viva, que está em constante atualização e modificação, por isso o bom profissional precisa ter empenho e vontade de acompanhar essas mudanças para melhor compreensão e execução do seu trabalho.

Saber lidar com pressão

A responsabilidade em cargos de Direito é grande, por ter um amplo poder de influência na vida tanto de um indivíduo quanto de um grupo. É importante que o profissional saiba lidar com esse peso sem que isso afete seu desempenho e sua saúde.

Ser questionador e curioso

Ser questionador não significa buscar conflitos ou apenas colocar à prova ideias aceitas e praticadas, mas também contribuir para o debate com contrapontos e possíveis novos e melhores caminhos que beneficiem tanto os seus quanto os objetivos do coletivo.

Como funciona o exame da OAB

Mesmo tendo se graduado na faculdade, dependendo da sua profissão desejada o formando pode precisar primeiro ser aprovado pelo Exame da OAB caso queira exercê-la.

Mas como saber se precisa ou não?

A sua participação na prova só será obrigatória caso você deseje atuar como advogado. Mas também há áreas que não exigem que o bacharel tenha feito o exame. São elas:

Defensoria Pública
Magistratura
Promotoria / Procuradoria
Delegado

Se você pretende seguir a carreira de advogado, essas são as informações sobre o Exame da OAB que precisa saber:

Inscrição

O Exame da Ordem ocorre três vezes ao ano, e os editais ficam disponíveis para consulta nos meses de janeiro, maio e setembro. A inscrição tem um custo de R$ 260,00.

Primeira fase

Prova objetiva, que possui 80 questões de múltipla escolha que abordam todas as matérias da grade do curso (cada item vale 1 ponto, a prova vale de 0 a 80 pontos).

Segunda fase

Prova prático-profissional, contendo a redação de uma peça profissional e quatro questões discursivas
(valendo 1,25 ponto cada). Para ser aprovado na segunda etapa, o candidato precisa ter uma nota igual ou superior a 6 pontos.

Para consultar mais detalhes, acesse o site do Exame de Ordem.

Perfil do estudante de direito

Para se ter um bom desempenho em uma graduação em Direito é imprescindível que o estudante desenvolva ou já possua:

  • Boas habilidades em leitura
  • Facilidade em escrita
  • Capacidade e desenvoltura de comunicação
  • Interpretação afiada
  • Organização
  • Gestão de tempo

Por ser uma graduação com um grande foco teórico é demandado dos estudantes um grande volume de leitura e escrita. Muitas pessoas têm dificuldades nesses pontos, mas por serem habilidades que podem ser facilmente treinadas com o devido empenho e prática, não é motivo para se preocupar em demasia.

Como começar uma faculdade de advocacia

Você já decidiu que quer fazer um curso de Direito? Ótimo! Agora precisa se planejar para conseguir entrar em uma faculdade. Há duas maneiras de iniciar seu processo seletivo no ensino superior: prestar um vestibular e/ou participar do ENEM.

Fazendo vestibular

Processo realizado pelas instituições de ensino para poder testar as capacidades e competências do candidato, com provas que consistem em múltipla escolha, redação e questões discursivas.

Cada instituição realiza seu próprio vestibular, e possui suas próprias questões e regras. Para participar você deve acessar o site da instituição desejada e buscar quando serão abertas as inscrições.

Como se preparar para o vestibular?

Uma boa maneira de aproveitar melhor seus estudos é ter um controle, seja uma planilha ou um cronograma, sobre todas as matérias que precisa estudar e quanto tempo de estudo você dedicará diariamente/semanalmente.

É importante identificar quais matérias você tem maior dificuldade e quais costumam ter um peso maior no vestibular.

Participando do ENEM

A prova anual realizada pelo Ministério da Educação para avaliar a qualidade de ensino do país. Consiste em 180 questões que são divididas em dois dias de prova entre outubro e novembro.

O resultado do ENEM pode ser utilizado tanto para faculdades públicas quanto privadas, podendo inclusive ser complementado à nota de um vestibular.

Para se inscrever no ENEM você deve acessar o site do INEP. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet e são abertas geralmente entre o mês de abril ou maio.

Como se preparar para o ENEM?

Assim como no vestibular, ter um cronograma ou uma agenda de estudos irá facilitar a sua gestão de tempo.

Algumas dicas que podem ajudar:

Tenha um cronograma de estudo
Estude e faça as provas de anos anteriores
Pratique redação

Como escolher sua faculdade de Direito

Tendo uma grande variedade de instituições de ensino para se inscrever, pode se tornar um desafio decidir em qual investir, não é? A seguir nós apontamos alguns fatores que o ajudarão a avaliar qual é a melhor escolha.

Ensino de qualidade

O primeiro ponto que você deve considerar é a qualidade do curso administrado pela faculdade. Você pode descobrir isso buscando depoimentos tanto de alunos atuais quanto já formados, questionando-os sobre como o ensino se dá no mundo real, no mercado de trabalho.

Saber qual é a visão do público geral, e profissionais da área, sobre o curso e a instituição é uma boa maneira de você saber se valerá a pena todo o tempo e dinheiro investidos naquela graduação.

Professores (Corpo docente)

Professores são o seu contato direto tanto com a instituição quanto com as suas metodologias de ensino, visto que cada instituição seleciona seus professores de acordo com seus próprios critérios.

É fundamental que você pesquise a carreira do corpo docente do seu curso, avaliando-os de acordo com o que você julga importante, seja por fatores de reconhecimento na área, desenvolvimento da carreira ou experiências.

Estágio facilitado

O estágio é um fator importante na sua graduação em Direito. É nele que você começará a colocar em prática seus conhecimentos e terá contato com profissionais experientes. Em razão disso, você deve buscar informações sobre como a faculdade auxilia os seus alunos na busca por estágio e se ela possui parcerias com boas empresas.

Facilidade nos pagamentos

Muitos brasileiros não têm condições de pagar uma faculdade pelos meios tradicionais, então buscam quais opções tem para seguir com seus sonhos.

Algumas faculdades, visando tornar mais acessíveis seus cursos, podem ter meios de facilitar essa parte, seja por simplesmente terem um valor mais acessível, ou por terem políticas que auxiliem o aluno em momentos difíceis, como quando há atraso da mensalidade.

Vale a pena conferir como a instituição desejada lida com esses pontos.

Salas de aula confortáveis

Durante o processo de avaliação e escolha da sua faculdade, às vezes você pode ter um foco tão grande na parte técnica que acaba esquecendo a prática: as salas de aula.

A sala de aula é o ambiente em que ficará a maior parte do tempo, por isso você precisa descobrir o quanto ela pode afetar seu desempenho, positiva ou negativamente.

Você deve avaliar:

  • A distribuição do espaço
  • Se possui ar-condicionado
  • Se é um local bem arejado
  • Se as carteiras estão em bom estado
  • Se na sala há tudo que o professor precisa

Áreas de estudo e laboratórios

Além da sala de aula existem outros ambientes complementares que podem fazer uma boa diferença no seu aprendizado. Ao avaliar a instituição considere se a biblioteca possui bons materiais para consulta, que facilitem a vida do aluno que nem sempre tem condições de comprar todos os livros exigidos; e se os laboratórios possuem tudo o que é necessário para que você tenha uma interação e aplicação mais real dos seus conhecimentos e estudos.

Prédio e locações

Quando pensamos em infraestrutura, o prédio da instituição costuma ser um dos primeiros pontos que vêm em mente, pois ele é a maior representação da faculdade. Fatores como localização, estado de conservação, tamanho e segurança também precisam ser levados em consideração na sua análise.

Você precisa sentir que aquele ambiente lhe fornece todos os confortos e facilidades necessários para ter um bom desempenho e aproveitamento da sua graduação.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 1 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.