Faculdade de Farmácia: tudo o que você precisa saber

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul
1

A área de saúde é uma das poucas que não param de crescer no país, sendo um dos principais campos de investimento de todos os governos e um dos que mais recebe pesquisas para tecnologia e inovação. Entre os profissionais da saúde, os farmacêuticos aparecem em grande número em diferentes instituições e o mercado está aquecido. Por isso, hoje queremos falar da faculdade de Farmácia: tudo o que você precisa saber.

O curso conta com uma tríade muito importante na hora de escolher a carreira: boa empregabilidade, amplo campo de atuação e crescimento do mercado. Esses pontos costumam ser os mais procurados pelos estudantes na hora de escolher um campo de estudo, pesquisa e trabalho. A área de Farmácia é uma das mais importantes quando pensamos em cuidados essenciais para a sociedade. Ela garante o direito básico à saúde e os cuidados com a vida. Existem diferentes áreas de atuação e vamos falar delas por aqui.

Conhecer mais de perto o curso e a grade curricular é um ótimo caminho para saber se você está escolhendo a carreira certa. As matérias também estão relacionadas com as áreas de atuação do profissional. Por isso, vale à pena estar bem atento a elas. O curso de Farmácia também prepara os alunos para outras possibilidades menos conhecidas do mercado. Como, por exemplo, controle, produção e análise de alimentos, além da realização de análises clínicas e toxicológicas. Esse profissional pode também realizar pesquisas sobre novos medicamentos em indústrias.

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

Como funciona a faculdade de Farmácia?

Antes de tudo, para trabalhar na área, o futuro profissional deve concluir a graduação em uma instituição reconhecida pelo MEC. E qual é a duração do curso de Farmácia? Em geral, a graduação para bacharel dura cinco anos. Vale lembrar que, além da graduação, o futuro farmacêutico deve fazer um registro no Conselho Regional de Farmácia (CRF) do seu estado. Essa é a principal entidade de classe da profissão. É possível dizer que este campo está em alta, principalmente, pelo crescimento das pesquisas fármaco-químicas. E também pela comercialização de medicamentos entre cada vez mais consumidores.

De maneira geral, quem trabalha nessa área é responsável pelo estudo de composição. E também pelos processos para produzir medicamentos, produtos de higiene, cosméticos, entre outros produtos. Já deu para imaginar por que motivos a área cresce tanto, não é? A demanda por esses produtos se encontra em constante expansão. O profissional também pode trabalhar em Farmácias e drogarias como responsável técnico ou ainda atuar na fiscalização sanitária, identificando remédios falsificados.

O curso de Farmácia também prepara os alunos para outras possibilidades menos conhecidas do mercado. Como, por exemplo, controle, produção e análise de alimentos, além da realização de análises clínicas e toxicológicas. Esse profissional pode também realizar pesquisas sobre novos medicamentos em indústrias.

Quais são as principais disciplinas da faculdade de Farmácia?

Vale lembrar que, uma das características essenciais para os profissionais dessa área é gostar de ambientes de pesquisa, já que boa parte da carreira envolve essa demanda.

Outras características também são importantes como, por exemplo, ter familiaridade com matérias da área de saúde, saber ou ter vontade de desenvolver empatia e boa comunicação e gostar de trabalhar em grupo. Sabendo isso, vamos, enfim, conhecer melhor algumas matérias do curso?

Agora quer saber quais são as principais matérias do curso para preparar o aluno para o mercado? Elas podem mudar de acordo com a faculdade, mas algumas se repetem em todos os currículos, entre elas estão:

  • Farmacologia
  • Manipulação
  • Patologia Aplicada
  • Química
  • Resposta Imunológica
  • Análises Toxicológicas
  • Anatomia
  • Biologia Celular
  • Microbiologia
  • Parasitologia
  • Patologia Geral
  • Produção de Medicamentos e Cosméticos
  • Química Analítica, Farmacêutica, Orgânica, Geral e Inorgânica
  • Físico-Química Aplicada à Farmácia
  • Garantia de Qualidade em Práticas Farmacêuticas
  • Gestão Farmacêutica

O que se aprende na faculdade de Farmácia?

Além de estudar as disciplinas fundamentais, o futuro farmacêutico vai aprender atividades importantes para a profissão. Como, por exemplo, examinar e testar substâncias e princípios ativos. Identificar reações provocadas no organismo humano e analisar composição de alimentos industrializados. Além disso, o aluno aprende a realizar análises clínicas e toxicológicas e a prestar orientação farmacológica, além de pontos importantes como combater a infecção hospitalar.

É uma profissão de importante valor para a sociedade. Além disso, o curso costuma oferecer uma formação mais generalista. Isso possibilita que os estudantes escolham se dedicar para diferentes áreas do setor. Algumas faculdades oferecem habilitações diferentes ao longo da formação como, por exemplo, Farmacêutico Industrial, Farmacêutico Bioquímico para análise de alimentos e Farmacêutico bioquímico para análises clínicas.

O curso costuma ser oferecido em muitas universidades públicas ao redor do país e, nesse caso, a concorrência maior. A graduação também pode ser encontrada em centenas de universidades particulares e, nesse caso, recomendados ficar bem atentos a dois pontos básicos na hora de escolher o curso.

O primeiro, é saber se ele é reconhecido e tem boa nota de classificação no MEC. O segundo, é pesquisar se a instituição oferece boa infraestrutura, como bibliotecas e laboratórios para pesquisa e aulas práticas.

  1. Análises Toxicológicas

Essa costuma ser uma das matérias mais esperadas do curso, isso porque ela estimula que os estudantes exercitem seu lado investigativo. O objetivo principal das aulas é identificar e quantificar a presença de agentes tóxicos e, ainda, seus metabólicos.

  1. Biologia Celular

Essa matéria exige bastante tempo de estudo e dedicação. Entre os temas abordados estão: comunicação celular, estrutura das membranas, diferenciação, ciclo e morte celular. Esse é um tema importante para diferentes áreas de pesquisa, transformando a biologia celular em uma das principais matérias do curso de FFarmácia.

  1. Manipulação

Aqui o aluno vai prender, principalmente, a lidar com manipulação e controle de qualidade dos medicamentos e produtos farmacêuticos. Além disso, os futuros profissionais estudam as possibilidades de gestão de produção e controle de qualidade das matérias-primas das indústrias farmacêuticas.

  1. Anatomia

Muita gente não sabe, mas essa também é uma área de estudo importante para futuros farmacêuticos. Principalmente para aqueles que pretendem trabalhar dentro de farmácias hospitalares. Nesse caso, conhecer a anatomia do corpo humano é essencial. Nessa disciplina o aluno aprende desde a história da anatomia até a fisiologia humana e todos os temas relacionados.

Qual é o perfil do estudante e profissionais da faculdade de Farmácia?

Entender o perfil dos profissionais que trabalham em determinada área pode ser um ótimo caminho para seguir na importante decisão na hora de escolher um curso ou uma carreira para seguir. Para ajudar na escolha, observe as principais características de quem trabalha no ramo e liste as habilidades mais importantes para entender se é com elas que você gostaria de trabalhar.

Vale lembrar que as principais funções de um farmacêutico costumam ser no atendimento direto ao público em drogaria e unidades de saúde, por exemplo. Nesse caso, gostar de trabalhar com pessoas, cultivar a paciência e a empatia para lidar com o público de diferentes idades e trajetórias é essencial. O trabalho desse profissional também pode ser feito em laboratórios e na indústria para desenvolver produtos. Para isso, é importante cultivar um interesse por novas tecnologias e estudar sempre.

Uma característica essencial para os estudantes do curso de Farmácia é a paixão elas ciências biológicas. Afinal, elas fazem parte de quase todas as atividades desse profissional. Além disso, muitas disciplinas do curso envolvem essa área, entre elas, microbiologia, genética, química, farmacologia, fitoterapia, análises laboratoriais, entre outras.

Saber se comunicar de forma clara e eficiente é fundamental, já que o farmacêutico será responsável por explicar o funcionamento de diferentes medicamentos aos pacientes depois da consulta médica. Clareza pra transmitir informações também deve ser uma busca constante. Entre outras habilidades, os futuros profissionais dessa área podem focar seus esforços para aprender a se organizar bem e ter muita disciplina.

6 características de um bom profissional e estudante de Farmácia:

  1. Gostar de trabalhar com pessoas: esse é um dos pontos essenciais, afinal, o profissional de enfermagem vai lidar diariamente, durante a maior parte do período de trabalho, com pessoas de diferentes tipos, idades e origens.

 

  1. Gostar de cuidar e ajudar as pessoas: outro ponto importante, já que uma das funções básicas da Farmácia é cuidar dos pacientes e zelar pela saúde de quem os procura.

 

  1. Manter-se atento aos detalhes e ser observador: o farmacêutico lida diariamente com pacientes que estão passando por situações adversas e podem não saber relatar de maneira exata o que estão sentindo. Para isso, a observação atenta aos detalhes é fundamental para entender melhor cada quadro.

 

  1. Ser paciente e saber ouvir: por lidar com pacientes que passam por dor, ansiedade e outras adversidades físicas e psicológicas, é essencial que o profissional saiba ouvir com atenção e ter paciência para tratar da melhor forma todos os casos.

 

  1. Gostar de trabalhar em equipe: além de lidar com pacientes, os profissionais de Farmácia costumam trabalhar em equipes diversas, sempre com a presença de outros farmacêuticos, enfermeiros, médicos e demais integrantes da administração de um hospital, uma clínica ou um espaço público.

Quais são as principais áreas de atuação para profissionais de Farmácia?

O curso de Farmácia forma profissionais generalistas e escolher uma especialidade de usa preferência pode ser um bom caminho para a carreira. Entre as principais áreas de atuação de um farmacêutico estão: análises clínicas, drograria, farmácia hospitalar, farmácia de manipulação, indústria farmacêutica e até mesmo o setor de alimentos. Existe ainda a possibilidade de trabalhar com saúde pública, perícia criminal e ensino e pesquisa.

Uma das áreas mais conhecidas é a de Drogaria. Conhecida também como Farmácia Comunitária, o profissional vai atender o público e explicar o funcionamento de diferentes medicamentos.  Enquanto isso, na de análises clínicas, o profissional é responsável por coordenar os laboratórios e identificar pontos que possa comprometer o funcionamento dos serviços.

Outra área importante para a sociedade é a de farmácia hospitalar. Nela o farmacêutico trabalha nas farmácias dentro dos hospitais. Entre as atividades, o profissional pode elaborar listas padronizadas de medicamentos e materiais médicos, além de acompanhar os medicamentos de programas dos governos e indicados pelos médicos para pacientes que recebem alta para tratamento ambulatorial ou residencial.

Como escolher a faculdade para o curso de Farmácia?

Na hora de escolher a faculdade ideal é muito importante pesquisar se ela oferece boa estrutura de aprendizado. Bons professores, uma grade horária regulamentada pelo MEC e bom suporte aos alunos. Para te ajudar nesse período de escolha, nós separamos algumas boas opções de faculdade que oferecem o curso de Engenharia de Produção. Entre elas, deixamos três dicas principais: Anhanguera, Pitágoras e Unopar. São instituições reconhecidas pelo mercado e com bom histórico de satisfação dos estudantes.

Nas Pitágoras e Unopar a mensalidade para o curso está a partir de R$ 449 e os alunos podem ingressar na faculdade de diferentes formas. Entre elas, vestibular tradicional, vestibular agendado, vestibular online, nota do Enem e transferência externa. O objetivo dessa diversidade é promover a democratização dos estudos e permitir que estudantes de diferentes regiões e trajetórias possam iniciar a graduação. A Anhanguera, o curso presencial está a partir de R$ 599 e o semipresencial R$ 549.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o curso de Engenharia de Produção, sobre as possibilidades de estudo e mercado de trabalho, fica mais fácil decidir se esse é o curso certo para você. Depois de se decidir, é hora de se preparar para o vestibular e organizar a nova rotina. Pesquise bem sobre as possibilidades de trabalho e especializações da área para entrar preparado e aproveitar o melhor que o período de faculdade pode oferecer.

Como se preparar para o vestibular da faculdade de Farmácia?

Depois de decidir se o curso de Farmácia é a escolha certa para você, é hora de focar nos estudos. Para ajudar, trouxemos alguns comportamentos que você pode aplicar na rotina para te ajudar a seguir em frente da melhor forma possível.Muitas vezes, o cansaço mental é resultado de desorganização.

Sabe aquela sensação exaustiva de que existem um milhão de tarefas para fazer e nenhum tempo disponível para elas? É isso o que vai te deixar sem energia. Existem algumas dicas simples que podem te ajudar nessa fase como, por exemplo, organizar melhor o seu ambiente de estudos e organizar a rotina. Confira cinco dicas que podem te ajudar muito na hora de se preparar para o vestibular:

  1. Planeje as atividades

Planejamento é o ponto fundamental que vai te ajudar a seguir com todos os outros. Para dar conta dos estudos e do trabalho, é essencial planejar a rotina, definindo horários para cada atividade, tempo de descanso, deslocamento e horários disponíveis. Faça um planejamento para entender quanto tempo de estudo você vai ter por dia e liste as prioridades.

  1. Aproveite seu tempo

O planejamento que falamos vai te ajudar a aproveitar melhor o seu tempo. Tente localizar momentos da rotina em que seu tempo está sendo desperdiçado. Você está perdendo tempo mexendo no celular? Está demorando mais tempo do que o necessário no deslocamento para casa?  Tudo isso vai influenciar seu tempo disponível para estudar. Analise de perto a rotina e encontre esses pequenos horários disponíveis.

  1. Utilize a tecnologia ao seu favor

A tecnologia pode se transformar em uma importante aliada nesse momento. A primeira possibilidade é utilizar aplicativos e ferramentas de organização para os estudos. Muitas delas te ajudam a definir ciclos de leitura, horários para estudar ou oferecem um ótimo espaço para manter o planejamento mais organizado e receber lembretes das tarefas no horário certo.

  1. Respeite o seu descanso

Planejar os horários certos para estudar e trabalhar é fundamental. Além disso, para conseguir manter a rotina puxada em dia, é preciso respeitar o seu horário de descanso. Planeje esses momentos de pausa, relaxamento e lazer dentro da sua organização de horários. O corpo precisa de uma pausa logo depois de cumprir tantas tarefas.

  1. Crie um ambiente favorável

Outro ponto para estudar e trabalhar de forma mais tranquila é criar um ambiente favorável e aconchegante, principalmente para quem desenvolve essas atividades em casa. Vale lembrar que criar esse ambiente não precisa ser uma tarefa cara e grandiosa. Construir o seu espacinho ideal pode passar por passos simples, como buscar um lugar mais arejado e iluminado, manter o ambiente limpo e organizado e criar pequenos pontos de inspiração.

  1. Faça mapas mentais

Essa é uma ótima ideia para quem quer se organiza melhor e visualizar os projetos de forma mais ampla, sem depender de plataformas online ou digitais. Os Mapas Mentais são representações gráficas de pensamento, organizados e divididos a partir de um conceito central. Eles podem facilitar na hora de memorizar conteúdos, melhorar a compreensão e o aprendizado.

Os mapas podem ser simples ou elaborados, criados com a ajuda de aplicativos ou de forma manual, utilizando cores, formas, desenhos, linhas diferentes, tudo para que você visualiza melhor os tópicos estudados. Eles são ótimos para simplificar e selecionar as informações mais relevantes.

  1. Organize as agendas

Nada melhor do que uma boa agenda para organizar a rotina e os estudos. Muitas vezes o planejamento de aprendizagem e estudos não dá certo porque deixa de lado o ponto mais essencial: organizar e anotar o que foi planejado. Existem milhares de aplicativos de agenda atualmente. Mas as agendas e planners de papel podem ser uma ótima ideia para quem quer colocar atividade off-line na rotina.

Liste os tópicos, escolha cores diferentes para cada área de planejamento e de matérias a serem estudadas, por exemplo. Marque as datas no calendário e escreva tudo o que precisa ser feito. No fim do dia, marque o que foi realmente realizado. Esse é um ótimo caminho para seguir o planejamento. Além disso, para entender se você está distribuindo bem as tarefas ou colocando coisas demais no mesmo período.

Como conseguir bolsas de estudo?

Garantir os estudos em uma boa faculdade é um dos principais passos para abrir as portas para o mercado de trabalho. Além de contribuir diretamente com o desenvolvimento pessoal e educacional dos alunos. Sabemos que as vagas para as universidades públicas são concorridas e que a mensalidade das faculdades particulares pode ser difícil de encaixar no orçamento familiar. Por isso, conseguir bolsas de estudo para a faculdade é um dos principais caminhos para levar os estudos adiante.

Algumas delas oferecem desconto aos alunos de acordo com o mérito escolar, ou seja, com o desempenho acadêmico na escola e a nota no Enem. Outras são ofertadas de acordo com a necessidade financeira do estudante, mediante comprovante de renda familiar. Algumas instituições mesclam rendimento acadêmico e financeiro, enquanto outras criam programas de seleção próprios, com provas e cartas de recomendação.

Existem ainda as bolsas por parentesco, que oferecem descontos para parentes de funcionário das instituições. Outra opção é saber se você pode usufruir uma bolsa por potencial de desenvolvimento, quando as empresas investem nos estudos de seus funcionários.

Um bom caminho para começar é garantir uma boa nota no Enem, procurar as instituições de seu interesse e perguntar diretamente se elas oferecem bolsas de estudo e quais são os critérios de seleção.

O que mais você precisa saber sobre o curso de Farmácia?

Agora que você já conhece o tempo de duração do curso e as principais matérias ofertadas, fica mais fácil entender se essa é a graduação certa para você! Outro ponto muito importante é pesquisar sobre as possibilidades de trabalho, que são muitas. Elas passam pelas farmácias e drogarias, biotecnologia e cosmetologia, além de vigilância sanitária estadual e federal.

O importante é entender que especialização mais combina com o seu perfil e as suas ambições de carreira. Depois disso, basta estudar muito, estudar e praticar bastante para chegar mais confiante, seguro e preparado para o mercado. Outra dica importante é se manter em constante aprendizado. Busque novas tecnologias que possam mudar a forma de trabalho e espaços de crescimento na carreira.

Fazer cursos de oratória e comunicação eficiente também podem ser um ótimo diferencial quando você estiver no início da carreira. Boa parte do trabalho vai se relacionar com o envolvimento e atendimento aos pacientes. Enquanto isso, aproveite o melhor que o período de graduação pode oferecer. Participe de grupos de estudos, busque estágios e faça contatos profissionais. Esse pode ser o melhor espaço para começar a carreira com o pé direito.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.