Farmácia x Química: entenda as diferenças entre os cursos

Tailane Paulino
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto: Chokniti Khongchum do Pexels

Você sabe quais as diferenças entre os cursos de Farmácia e Química? Ambos lidam com o estudo de substâncias químicas e em como elas interagem com as coisas ao redor. Porém, eles possuem áreas de atuações no mercado de trabalho bem distintas e conhecê-las pode ajudar você na hora de escolher qual dos dois cursar.

De maneira geral, a área da Farmácia é voltada à saúde humana. O curso ensina o procedimento de criação de medicamentos e cosméticos. Já o curso de Química forma profissionais capacitados para atuar na análise de compostos nem sempre pensados para a área da saúde, como tintas.

Ambas, no entanto, são áreas super importantes e que sempre estão em busca de profissionais capacitados. Quer saber mais sobre as diferenças entre os cursos de Farmácia e Química, e ainda o que cada uma estuda? Então continua lendo e descubra!

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

Farmácia x química: principais diferenças

Os dois até têm algumas coisas em comum. Porém, as diferenças entre os cursos de Farmácia e Química são o que mais marcam cada um deles e são coisas que é importante avaliar com cuidado antes de optar por cursar uma das duas. Mas, afinal de contas, qual a diferença entre eles?

Bom, a primeira e mais importante é que cada um deles prepara o estudante para atuar em uma área. O futuro farmacêutico vai aprender a manipular, fazer testes e analisar medicamentos, cosméticos e outros produtos de uso humano.

Sempre pesquisando quais reações cada produto terá ao entrar em contato com o organismo. Ele também pode optar por trabalhar em farmácias, dando orientações diretamente ao público.

Já a graduação em Química pode ser dividida em dois tipos. O primeiro é o bacharelado, que prepara o estudante para trabalhar, principalmente, no setor industrial. O bacharel em Química vai atuar analisando substâncias e como elas reagem a todos os meios possíveis, e não apenas com o corpo humano.

Após formado, o químico pode trabalhar na produção de vários produtos. Tais como tintas, alimentos, agroquímicos e corantes. Além do mais, esse profissional pode atuar fazendo vistorias, controle de qualidade de produção e ainda acompanhar, e fiscalizar, a montagem de equipamentos usados em laboratórios.

Enquanto que o segundo tipo é a licenciatura em Química, que prepara o estudante para lecionar a matéria em salas de aula de ensino fundamental, médio e até em cursos superiores, caso o profissional faça uma pós-graduação.

Nessa modalidade os alunos aprendem não apenas algumas das matérias oferecidas no bacharelado, mas também outras essenciais para o convívio em sala de aula, como didática.

Semelhanças entre os cursos

Como deu para ver, Farmácia e Química são duas áreas bem diferentes e possuem campos de atuação distintos, não é mesmo? Mas ainda assim as duas graduações têm alguns pontos em comum.

Um deles é a questão das disciplinas oferecidas aos estudantes. Nos dois casos, os alunos precisam aprender a lidar com substâncias químicas e entender como elas interagem entre si. Por isso, ambos os cursos estudam vários campos da química.

Além disso, tanto o farmacêutico, quanto o químico podem trabalhar com pesquisa e desenvolvimento de novos produtos. A diferença é que o primeiro foca em coisas para uso humano e o segundo para uso geral.

Por fim, os dois cursos têm duração média de quatro anos e contam com atividades práticas e teóricas, além de exigirem que os alunos façam estágios supervisionados. No final de cada um deles o estudante precisará apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso, ou simplesmente TCC.

Entenda os cursos de Farmácia e Química

Deu para entender a diferença entre as graduações de Farmácia e Química, mas bateu aquela dúvida sobre quais disciplinas cada uma delas estuda? Fica tranquilo que já pensando em te ajudar nós separamos algumas das primeiras cadeiras que estão presentes nos dois cursos.

É preciso lembrar, no entanto, que nada disso aqui é fixo, ok? Cada instituição monta a sua própria grade curricular e muitas disciplinas podem ainda ser conhecidas por outros nomes. Ainda por cima, muitas instituições oferecem a possibilidade de cursar várias disciplinas eletivas, que são como um extra.

O que se estuda na graduação em Farmácia?

Nos quatro anos do curso de Farmácia um estudante vai ver muita coisa, afinal são oito períodos! A lista a seguir é apenas uma pequena amostra das aulas que você poderá ter se optar por essa graduação.

  • Gestão de empresas farmacêuticas
  • Genética
  • Assistência farmacêutica
  • Cosmetologia
  • Química Geral
  • Farmacologia
  • Ciências moleculares e celulares
  • Farmacognosia
  • Química Farmacêutica e planejamento de fármacos
  • Fitoterapia
  • Bioquímica
  • Química Analítica

O que se estuda no bacharelado em Química?

Como o bacharelado em Química é voltado ao trabalho em indústrias, a grade curricular é pensada em preparar o aluno ao trabalho teórico e prático que envolve as várias funções em que ele pode atuar. Veja algumas das disciplinas estudadas nesse curso.

  • Química orgânica
  • Química inorgânica
  • Eletroquímica
  • Biologia geral
  • Física
  • Cálculo
  • Bioquímica
  • Mineralogia
  • Procedimentos de segurança em laboratórios
  • Planejamento de experimentos
  • Físico-química
  • Introdução à polímeros

O que se estuda na licenciatura em Química?

Já a licenciatura em Química, como mencionamos anteriormente, tem algumas diferenças no currículo, visto que ela forma profissionais para atuar em sala de aula. Portanto, precisa abranger assuntos que serão úteis para esses futuros profissionais. Por conta disso, algumas das disciplinas dessa modalidade do curso são:

  • Fundamentos da educação
  • Políticas educacionais
  • Cálculo
  • Didática
  • Física experimental
  • Fundamentos psicológicos da educação
  • História da química
  • Metodologia do ensino de química
  • Química analítica
  • Avaliação da aprendizagem
  • Físico-química
  • Química experimental

Dicas de como escolher entre Farmácia e Química

Após ver as diferenças entre os cursos de Farmácia e Química você ainda assim está na dúvida sobre qual escolher? Fica tranquilo, porque você não está sozinho nesse barco. Todos nós sabemos que decidir a graduação é um grande passo, mas existem algumas dicas que podem te ajudar a superar a indecisão.

A primeira é, pare e pense: “o que eu mais gosto de estudar?” Responder com sinceridade a esta pergunta já garante que você andou metade do caminho. Outro ponto importante é pensar o que você se enxerga fazendo no futuro. Você que trabalhar com o público ou desenvolvendo novos produtos que vão facilitar a vida das pessoas? Quer atuar na área de saúde ou na industrial?

Por último, procure sobre o mercado de trabalho para cada área na sua região. Isso também é necessário, mas nunca deixe de ir pela opção que vai te fazer mais feliz!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.