Gestão em Enfermagem: como funciona?

Maria Vitória
Colaborador do Hora Da Facul

Foto: Por Rodnae em Pexels

Gestão em enfermagem é uma das profissões que mais crescem na área da saúde.

Seja em instituições públicas ou privadas, o que não falta são possibilidades de atuação para profissionais que se formam em Enfermagem.

Sendo assim, neste artigo lhe mostraremos todos os passos necessários para se ingressar na sua carreira em Gestão em Enfermagem. Boa leitura.

O que é Gestão em Enfermagem?

Primeiramente, a Gestão em Enfermagem é regida por quatro pilares que devem ser sustentados pelos profissionais de enfermagem.

Que são: planejamento, organização, direção e controle.

Ou seja, a Gestão em Enfermagem está muito além de simplesmente cuidar de pacientes.

Sendo assim, toda sua habilidade profissional deverá ser sustentada por especializações e estudos que o possam se diferenciar na área.

Nesse sentido, o enfermeiro gestor deverá:

  • organizar escalas;
  • identificar possíveis profissionais produtivos, ociosos e sobrecarregados;
  • certificar que os procedimentos estão sendo seguidos;
  • ter relatórios de uso racional de materiais e medicamentos;
  • buscar ferramentas para melhorar a produtividade do serviço;
  • propor estratégias para diminuir a demora de atendimento;
  • atuar na gestão da qualidade dos serviços prestados.

Como atuar em Gestão em Enfermagem?

Antes de tudo o primeiro passo é ter a graduação em Enfermagem

Nesse sentido, o profissional precisa ter conhecimento teórico e experiência prática para desempenhar suas funções inerentes à profissão. 

Do mesmo modo, que se faz necessário possuir uma pós-graduação com foco em gestão.

Pois, sua matriz curricular é composta com uma visão gestora com foco em saúde o que é necessário para atuar na área.

Nesse sentido, outra coisa que faz o enfermeiro um ótimo gestor é sua habilidade em usar recursos de softwares.

Pois, estas são ferramentas que ajudam na organização de prontuários e, consequentemente, garantem mais segurança para pacientes e profissionais de enfermagem. 

Ou seja, práticas como essas evitam erros de administração de medicamentos, ou mesmo a demora para diagnósticos precisos.

Todavia, mesmo depois de uma pós-graduação, é importante buscar cursos de extensão em outras áreas, tais como:

  • urgência e emergência;
  • maternidade e neonatal;
  • diagnósticos;
  • terapia intensiva;
  • saúde da família;
  • saúde do idoso.

Gestão em Enfermagem é um campo bem abrangente e atualmente é muito requisitado bons gestores no mercado de trabalho.

Como está o mercado para Gestão em Enfermagem?

De antemão, com a quantidade crescente de atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) e nas unidades particulares…

É cada vez mais necessário ter profissionais em atuação.

Pois, são eles os responsáveis por dividir a gestão de equipes entre médicos e enfermeiros.

Por  outro lado, é o enfermeiro que faz uma gestão voltada à área de saúde, por ter uma contribuição mais prática, devido ao conhecimento das operações da saúde e da rotina da instituição em que trabalha. 

Nesse sentido, tanto em instituições públicas ou privadas, são ambos campos profissionais de atuação para enfermeiros gestores.

Entretanto, não basta apenas ter os requisitos necessários e querer partir para atuação.

Se faz necessário saber exatamente o que um Gestor em Enfermagem faz e quais são suas funções administrativas.

Sendo assim, pontuaremos todas elas a seguir.

Funções administrativas de um Gestor em Enfermagem

Agora que já sabe todos os caminhos para ingressar em Enfermagem e se tornar um gestor. Fique atento às funções que terá que desempenhar.

Planejamento 

Inicialmente, definir o que deve ser feito.

Ou seja, determinação da necessidade de recursos e criação, além da criação de estratégias para o alcance dos objetivos. 

O planejamento deve proporcionar senso de direção, analisar os pontos fortes e fracos da instituição.

Sendo assim, reconhecer os fatores do ambiente que afetam o sucesso da organização, conseguir ajustar-se rapidamente às mudanças, atuar como fonte de motivação e comprometimento, definir parâmetros de controle, entre outros.

Organização 

À primeira vista, é definir como deve ser feito.

 Através de, distribuição das atividades e recursos pelos membros e unidades da organização.

De uma forma que os agrupe em uma estrutura lógica, para o estabelecimento dos mecanismos de comunicação e a coordenação dos esforços. 

Apesar disso, alguns instrumentos são utilizados nessa função como: organogramas, manuais, fluxogramas, regimentos.

Direção 

Primeiramente, administrar as relações entre membros da organização.

Bem como, incluir a liderança, condução, orientação e motivação dos profissionais para um propósito comum.

Com a finalidade de, melhorar a comunicação e o gerenciamento de conflitos e mudanças. 

Em outras palavras, assumir uma postura de liderança.

Uma vez que,  muitas queixas são feitas em relação ao tipo de liderança adotado pelos enfermeiros.

Controle 

Antes de tudo, manter a organização no rumo correto.

Então, isso inclui a mensuração do desempenho e comparação com padrões pré-definidos, detecção e correção de desvios. 

Para isso, existem vários instrumentos para auxiliar a função controle de um enfermeiro gestor.

Por exemplo,  o controle financeiro (indicadores financeiros – gestão de custos).

E ainda, os sistemas de informação gerencial (sistema informatizado com dados para apoio à tomada de decisão).

Assim como, a auditoria (exame pericial para avaliação da eficácia e eficiência do serviço).

E também, o Balanced Scorecard (controle de desempenho através de indicadores financeiros e não-financeiros).

Além de, o Benchmarking (processo de comparação de práticas e métodos de trabalho com outras organizações, para identificar fatores que conduzam a um  desempenho melhor).

Igualmente, outra ferramenta utilizada nessa função, e de fácil aplicação, é o ciclo PDCA.

Ou seja, o chamado ciclo de Deming ou ciclo de Shewhart composto por quatro etapas.

  • Planejar – (Plan): nessa etapa você deve delimitar o problema e definir o objetivo, ou seja, o plano de ação;
  • Fazer – (Do): nessa etapa você executará o que foi planejado, treinando os envolvidos e implementando as ações necessárias;
  • Checar – (Check): nessa etapa você deve verificar os resultados obtidos;
  • Agir – (Act): nessa etapa você agirá conforme o resultado – no insucesso: implementará ações corretivas dos desvios, e no sucesso: padronizará os resultados positivos.

Onde estudar Enfermagem

Ao passo que se aprofundou nas funções administrativas da Gestão em Enfermagem…

Pôde perceber a importância de ter sua graduação para ingressar como gestor.

Sendo assim, indicamos a Anhanguera, a Pitágoras e a Unopar para poder ingressar na sua próxima faculdade de Enfermagem, hoje mesmo.

Contudo, se você quiser ir mais além, temos um artigo com 5 dicas para encarar o curso de Enfermagem.

Em suma, temos certeza que se tornará um ótimo gestor.

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.