O que é humanização na Enfermagem?

Roberto Dezorzi
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Crédito: Canva.

Primeiramente, ao buscar informações sobre o curso de enfermagem você vai encontrar com bastante frequência uma palavra: humanização. Porém, o que é humanização na enfermagem? O que ela tem a ver com o dia a dia dos profissionais e como ela chega aos pacientes?

Em síntese, não se trata apenas de um conceito, mas sim de uma política com diretrizes, instruções e práticas. Esta, tem seus objetivos estão voltados para a promoção de boas práticas visando o conforto, a comunicação, o bem-estar e as relações entre todos os envolvidos.

Neste caso, enfermeiros e a equipe multiprofissional, pacientes e familiares, e demais prestadores de serviço de saúde. Ou seja, cria-se uma relação estreita e humana com cada um desses elementos.

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

Por isso, se o seu objetivo é ingressar na carreira da enfermagem é interessante aprender algumas coisas sobre humanização. Assim, continue lendo este artigo sobre o que é Humanização na Enfermagem para entender um pouco mais de como ela é praticada.

O que é Humanização na Enfermagem?

Sobretudo, a palavra que melhor explica a humanização é o acolhimento.

A humanização na enfermagem envolve a atitude de usuários, gestores e profissionais de saúde comprometidos e tenham a atitude de compartilhar. Em poucas palavras, ela pode ser descrita como um conjunto de ações diárias que envolvam aspectos éticos e de boas práticas.

Está em dúvida sobre qual curso escolher no vestibular?

 

Preparamos um quiz para você saber se tem perfil para Enfermagem

Ainda, essas ações diárias podem ser entre as equipes de enfermagem ou junto aos pacientes. Ou seja, ela torna as pessoas, os seus grandes protagonistas, e não os processos.

Ela, está muito ligada ao cotidiano dos enfermeiros assistenciais, que possuem um contato direto junto ao leito. Em síntese, engloba cuidados com o conforto, ambientação e climatização, e busca pelo bem-estar do paciente.

Mas o que é o acolhimento dentro do trabalho do enfermeiro?

Segundo o Ministério da Saúde, o acolhimento é uma postura ética que implica na escuta do usuário (paciente e acompanhantes) em suas queixas. Ela age no reconhecimento do seu protagonismo no processo de saúde e adoecimento, e na responsabilização pela resolução, com ativação de redes de compartilhamento de saberes.

Ainda dá tempo de se organizar em 2021!

 

Preparamos um planner para você não deixar nada passar

O acolhimento é como a essência do atendimento da enfermagem. Antes, é preciso fornecer a assistência à saúde com conhecimentos técnicos e científicos. E, deve-se sempre levar em conta os protocolos de atendimento estabelecidos por um órgão como o COFEN (Conselho Federal de Enfermagem).

Além do conhecimento, a enfermagem deve promover o bem-estar do paciente, buscar  compreender a suas queixas, escutar e tratar bem a pessoa. Por fim, isso é ser mais humano, levar para seu trabalho em enfermagem mais do que conhecimento, os seus valores.

Dentre eles, o respeito, o carinho e a habilidade da empatia. Em suma, fornecer um tratamento digno aos pacientes.

Fazer faculdade de Enfermagem é o seu sonho?

Preparamos um quiz para você descobrir se o seu perfil combina com o curso

A Política Nacional de Humanização (PNH)

Lançada em 2003, a Política Nacional de Humanização (PNH) busca pôr em prática os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) no cotidiano dos serviços de saúde. Isso não quer dizer que somente as estruturas de saúde pública a utilizam. Pelo contrário, ela se aplica também nas instituições privadas, respeitadas as devidas formas de gerenciamento.

Assim, ela tem por objetivo influenciar e produzir mudanças concretas no gerenciamento da saúde na totalidade e nos cuidados diretos ao paciente. 

Mas o que é a Política Nacional de Humanização?

A PNH, também chamada entre os profissionais de saúde como Humaniza SUS, leva em consideração não só o conforto e o bem-estar dos pacientes. Com isso, a humanização deve cuidar da inclusão dos profissionais. 

Portanto, dar maior espaço para quem trabalha horas a fio com a saúde de outras pessoas é extremamente necessário. 

Vamos listar abaixo como a enfermagem influencia o trabalho destes profissionais e como ela é praticada todos os dias em nosso país:

  • Fornecer suporte aos familiares ou acompanhantes;
  • Abordar e cuidar de forma individualizada;
  • Presar pelo bem-estar e conforto;
  • Cumprimentar e saudar a pessoa com respeito, olhar nos olhos e escutar o paciente com atenção (pacientes e colegas de trabalho);
  • Transmitir confiança, segurança e apoio ao paciente;
  • Respeitar as diferenças, crenças e desejos;
  • Fornecer informações claras e corretas quanto à saúde e status do paciente;
  • Mostrar cuidado ao estado emocional de cada um e, também, de seus familiares;
  • É prática dentro da Humanização oferecer uma estrutura física adequada e preparada para o atendimento;
  • Gestão: criar processos e canais participativos que valorizem a presença dos profissionais e permitam participar do processo de gestão.

A humanização dentro da enfermagem

Humanizar traduz-se então, como inclusão das diferenças nos processos de gestão e de cuidado.

Tais mudanças são construídas não por uma pessoa ou grupo isolado de gestores, mas sim de forma coletiva. Afinal, humanizar é compartilhar e dividir. 

Ainda, outra questão importante nesta prática é sua necessidade em incluir e estimular a produção de novos modos de cuidar e novas formas de organizar o trabalho no ambiente de saúde.

Dessa forma, é vital permitir aos integrantes de uma equipe de enfermagem fornecer a sua opinião, dar atenção à sua análise dos problemas e dificuldades em cada situação do dia a dia.

Humanizar a enfermagem é dar o devido respeito e lugar aos seus profissionais. Muitas vezes a hierarquia dentro das instituições de saúde inibe a participação de diversos enfermeiros. E, isso, não é recomendado. 

O estudante de enfermagem tem sonhos e expectativas, o que não difere para o profissional com longa experiência. Por isso, o conceito de acolhimento vale ainda mais para este agente da saúde.

Portanto, boas condições de trabalho, físicas e psicológicas, espaço para sua participação e promoção de suas ideias são algumas ações bastante utilizadas para promover a satisfação e bem-estar dos enfermeiros.

Em suma, tudo isso faz parte das experiências bem-sucedidas de humanização em todo o nosso país. E sim, ela é praticada com muito sucesso por milhares de enfermeiros. Mesmo diante das dificuldades e obstáculos, ela não é um sonho ou utopia.

Por fim, é  de suma importância destacar para nossos futuros enfermeiros que o Sistema Único de Saúde brasileiro, mesmo com seus problemas, dá certo.

Conclusões e impressões finais sobre o que é humanização na enfermagem

Você pode estar pensando que tudo isso que falamos é parte de uma ilusão. Afinal, vivemos em um mundo onde o individualismo e a falta de educação tem ganhado espaço.

Porém, se você pretende ingressar na faculdade de enfermagem, saiba que a Humanização, seja ela através do HumanizaSUS ou outro tipo de política, existe e quando implementada, é um sucesso total.

Afinal, é quase impossível pensar em cuidar de alguém fragilizado, se não for da maneira mais acolhedora possível.

A humanização começa na pessoa, no seu dia a dia. Não é através de uma imposição que deve-se melhorar o trato. É algo que deve estar dentro de si.

Lembre-se de uma coisa: a educação começa em casa. E, a humanização começa dentro de você.

Leia mais:

O que faz um enfermeiro assistencial?

4 habilidades importantes para área de Enfermagem

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.