O que é psicologia organizacional?

Joice Corsi
Joice Camila Corsi é mestre e bacharela em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos. Atualmente é produtora de conteúdo para Web e também realiza correções de exames avaliatórios.

Crédito: Foto de Anthony Shkraba no Pexels

Muitas pessoas acreditam que a atuação de um psicólogo se limita às salas de um consultório ou clínicas médicas. Não imaginam que tais profissionais ocupam cada vez mais posições dentro de empresas e organizações dos mais diversos segmentos. A psicologia organizacional é uma subárea da psicologia. Este é mais um campo de atuação para psicólogos que se formam e desejam seguir carreira dentro do ambiente corporativo.

Mas, ainda restam muitas questões a serem exploradas. Portanto, neste artigo vamos te contar como atuar no segmento da psicologia organizacional e como se inserir neste campo de atuação tão próspero e vasto! Acompanhe abaixo!

O que é psicologia organizacional?

Segundo um levantamento realizado pela Consultoria B2P, especializada nos indicadores de gestão de pessoas, os transtornos mentais foram a segunda maior causa dos afastamentos de funcionários, entre março de 2020 e março de 2021. As cargas de trabalho exaustivas, a falta de uma gestão participativa e inclusiva, além de uma comunicação pouco eficaz, fez com que milhares de pessoas se afastassem de suas atividades laborais e permanecessem em casa.

Logo, fica cada vez mais nítida a relevância de um bom profissional de psicologia no ambiente de trabalho. Este funcionário atua diretamente em uma das questões mais delicadas dentro de um cenário corporativo: a satisfação dos funcionários com a empresa em que trabalham.

Trocando em miúdos, a psicologia organizacional estuda o comportamento das pessoas dentro de uma organização. Observa como os funcionários percebem o seu papel dentro da empresa, o que se reflete diretamente em seus desempenhos.

Como uma empresa se beneficia da psicologia organizacional?

A promoção da qualidade de vida é uma das principais metas dentro das empresas que se preocupam com seus funcionários e querem ser bem sucedidas.

Assim sendo, os psicólogos podem usar de seus conhecimentos para identificar nos trabalhadores padrões de comportamento individual e coletivos que influenciam no clima organizacional. Por esta razão, conseguem atuar de forma preventiva priorizando a saúde mental dos funcionários.

Ações idealizadas por profissionais da psicologia podem trazer excelentes retornos para as organizações. Entre diversas iniciativas e ações dos psicólogos, destacamos algumas a seguir:

Aumento na produtividade

É bem provável que você conheça uma meia dúzia de pessoas em seu local de trabalho que sofram de uma eterna insatisfação. São funcionários que vivem reclamando do que fazem e normalmente não fazem nada bem feito. Pessoas assim podem estar sendo vítimas de algum transtorno psicológico. Suas frustrações se refletem na qualidade de suas entregas.

Sendo assim, a psicologia organizacional pode servir de base para que ações sejam tomadas visando o engajamento dos colaboradores e o aumento da produtividade dessas pessoas.

Por vezes, pequenas ações dentro do ambiente de trabalho resultam em grandes transformações. Algumas práticas conseguem garantir mais qualidade de vida aos colaboradores de uma empresa. Entre essas práticas destacamos:

– Atividades de integração entre funcionários;

– Reuniões diárias ou semanais;

– Confraternizações;

– Cultura de feedback;

– Rotinas de trabalho mais flexíveis.

Redução do turnover

Você  frequenta constantemente um mesmo ambiente? Talvez uma loja, um restaurante, uma padaria ou mesmo outros estabelecimentos comerciais? Se a resposta for sim, você certamente já pode ter se deparado com uma situação bem curiosa nesses ambientes: a troca constante de funcionários. Se você mal consegue se familiarizar com uma atendente e já é surpreendido pela presença de outro em seu lugar, é sinal de que a empresa que você é cliente está enfrentando problemas. A rotatividade de pessoal é um sinal de que algo não vai bem em uma organização.

Contudo, o trabalho de bons profissionais, psicólogos especializados, podem ajudar  a reduzir significativamente os índices de turnover e absenteísmo em diferentes corporações.

Engajamento e motivação

Ouvimos com certa frequência, no ambiente de trabalho, a expressão “automotivação”. Consequentemente, nos preocupamos com nossa performance e com essa tal capacidade de manter-se estimulado no trabalho. No entanto, conhecemos bem os desafios de nos manter engajados, sobretudo em meio a tantas questões que permeiam o cenário empresarial. A má gestão – gestores arbitrários e centralizadores, a pouca adesão ou dificuldades de trabalho em equipe, somada aos longos períodos de trabalho podem ser um “combo dos pesadelos” de qualquer trabalhador.

Por isso, novamente, ressaltamos a importância de boas práticas. Atitudes estrategicamente pensadas para promover um ambiente corporativo mais tranquilo para todos os envolvidos.

Psicologia organizacional: criando experiências memoráveis

Recrutando com respeito

Nossa relação com uma empresa começa bem antes de um contrato assinado. Mesmo durante os processos de recrutamento e seleção já começamos a construir um vínculo com uma instituição. Desta forma, a boa condução de processos de recrutamento e seleção podem ser os diferenciais na vida de muitas pessoas à procura de uma recolocação.

Portanto, empresas que se preocupam em construir processos seletivos mais humanizados, com feedback de desempenho e retorno aos candidatos conseguem desenvolver uma experiência mais agradável em seus candidatos e futuros contratados.

Cultivando a cultura organizacional

Outro importante indicativo da eficácia da psicologia organizacional e de suas práticas é a presença de uma sólida cultura organizacional. Os profissionais de RH conseguem identificar as questões que mais impactam os funcionários e propor melhorias. Assim, com ações assertivas é possível preservar os princípios morais e éticos que sustentam uma instituição.

Investindo em pessoas

O formato dos treinamentos, as capacitações profissionais e o desenvolvimento de funcionários são também peculiaridades da área de psicologia organizacional. Sabemos que os benefícios e os salários são os grandes responsáveis pela permanência de uma pessoa em uma empresa. Entretanto, nem mesmo excelentes remunerações conseguem manter um funcionário conectado se o clima organizacional no ambiente for péssimo.

Todos nós já fomos ou seremos afetados por práticas e técnicas oriundas da psicologia organizacional. Você, que ainda não se decidiu por uma carreira, ou é funcionário de uma empresa pôde compreender a importância dessa área.

Então, se você gostou deste artigo, clique aqui! Aproveite para conhecer, aqui no Hora da Faculainda mais sobre as possíveis atuações de um profissional formado em Psicologia.

 

 

 

 

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.