O que faz um gastrólogo?

Roberto Dezorzi
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Canva.

Que tal aprender sobre alimentação humana de uma forma profunda? Quem sabe gerenciar cozinhas e operacionalizar suas atividades? Saber criar e fazer receitas de povos distantes ou aqueles pratos sofisticados. Quer saber o que faz um gastrólogo?

Então, vem com o Hora da Facul que você vai descobrir agora!

Um curso que dá fome!

Basicamente, quando falamos de comida, pratos, cozinha e tudo que diz respeito à alimentação humana sempre dá aquela fome em quem participa da conversa. Não é mesmo?

Entretanto, o nosso foco vai ser falar sobre a profissão gastrólogo e colocar em nosso post o que ele faz no seu dia a dia. Definitivamente, vamos também à comida e a coisas boas como um curso de graduação que está sempre em alta.

Afinal, somente poderá se tornar um gastrólogo quem faz um curso superior em gastronomia – o que é bem diferente de conhecer cozinhas, pratos ou estudar cursos de pequena duração.

O que faz um gastrólogo?

Repetindo, caso você ainda tenha dúvida, o gastrólogo é o profissional de gastronomia com embasamento técnico, científico e teórico adquirido em uma graduação em Gastronomia.

Qual a diferença do gastrônomo para o gastrólogo?

Saiba que estamos falando de profissionais completamente diferentes. Enquanto o gastrônomo é uma pessoa ligada ao ramo da culinária sem uma formação em ensino superior ou equivalente, o gastrólogo realizou um curso em uma faculdade ou universidade.

Entendeu? A grande diferença está nos seus conhecimentos e formação. Um mais prático e outro um especialista em alimentação humana. Está em todos os aspectos.

Quais são as atividades de um gastrólogo?

Basicamente, este bacharel com ensino superior aprende a planejar, gerenciar e operacionalizar pratos da culinária e atuar nas diferentes áreas e serviços de alimentação.

Entre elas podemos pontuar abaixo:

  • Atividades como autônomos;

  • Atuando como produtor de conteúdo no segmento alimentar e gastronômico;

  • Cozinhas atuando como profissional prestador de serviços

  • Gerenciamento de equipes em restaurantes;

  • Logística de alimentos e insumos;

  • Fiscalização sanitária;

  • Atividades de saúde pública e segurança alimentar;

  • Equipes multiprofissionais em hospitais junto à nutrólogos e nutricionistas;

  • Formação de professores;

  • Confeitarias e panificadoras;

  • Restaurantes de alta performance;

  • Consultoria gastronômica e atividades como personal chef;

  • Desenvolvimento de produtos voltados para indústria de alimentação;

  • Indústria de alimentos (Exemplo: frigoríficos, grandes redes de retail, etc.);

  • Indústria de Turismo e Entretenimento (Exemplo: Hotéis, Pousadas, etc.);

  • Indústria de bebidas (Exemplos: cervejarias, vinícolas, etc.);

  • Entre dezenas de outros.

Em suma, cada uma das atividades deve considerar os aspectos culturais, econômicos e sociais a eles ligados. Este mais um motivo para o profissional ter uma formação superior no curso de Gastronomia com foco em culinário, bebidas e tudo que diz respeito à alimentação humana.

Aspectos culturais, econômicos e sociais

Enfim, caso seja algo que você desconheça a gastronomia é uma manifestação cultural. Assim como a música, o folclore, os idiomas e dialetos, o que um povo e como ele come íntegra o que podemos classificar como aspectos culturais.

Com o objetivo de ilustrar, vamos citar o exemplo da comida mexicana, que tem na sua gastronomia a classificação de patrimônio da humanidade.

Por mais que podemos considerar uma surpresa a um primeiro momento, já que somos leigos no assunto, um astrólogo é a pessoa com conhecimento para saber disso.

Afinal, as tortilhas, tacos, nopales, chiles e pimentas de todos os tipos, condimentos e plantas, burritos e tudo mais constitui a cultura do povo milenar do México e assim deve ser respeitado. Consequentemente, entender a culinária em aspectos tão profundos faz parte do dia a dia de um gastrólogo. 

Descobrindo mais coisas que um gastrólogo faz

O profissional formado em um curso superior de gastronomia se torna um especialista na elaboração de receitas e cardápios. E pronto para atuar em qualquer tipo de estabelecimento ou empresa. 

Além disso, ele tem capacidades e habilidades gerenciais. Desde a compra e aquisição de ingredientes e insumos alimentares até a questão da logística e transporte. 

Sobretudo, ele pode ser considerado um alquimista do ramo de alimentos. Logo, ele pode entender ervas, carnes, temperos de todos os tipos, suas origens e como podem vir a ser colocados juntos em uma receita.

Uma pessoa para chamarmos de chef

Definitivamente, o gastrólogo não vai ser o sujeito de programas de TV que trabalha em uma cozinha suja e com diversos problemas. 

No entanto, está longe de ser chamado de: “Vergonha da profession!”

Totalmente o contrário disso, este profissional é o que podemos chamar de chef com todas as letras. Começando pela formação acadêmica rumando para a parte prática. Em suma, todos os passos no setor de gastronomia e alimentos têm a presença de um especialista bem formado e instruído.

Portanto, após formado no curso de gastronomia, muitos deles acabam assumindo cozinhas ou já ingressarem como protagonistas em uma área de alimentos. 

Consequentemente, fornecendo suporte direto e frequente na gerência desses ambientes e com atuação constante no preparo e cuidado dos alimentos, receitas e bebidas. 

Ser gastrólogo é mais do saber ou gostar de cozinhar

Agora que você entendeu mais sobre o que este profissional da gastronomia faz já está em condições de saber que não se trata apenas de entender de cardápios ou criar pratos bonitos.

Definitivamente, estamos falando de uma atividade técnica cheia de conteúdos específicos e aspectos técnicos. Todavia, é trabalho do gastrólogo saber e gostar de cozinhar e combinar ingredientes. 

Contudo, uma formação superior lhe fornece base para grandes passos dentro de qualquer profissão.

Se você ama cozinhar, tenha em mente se isso é um hobby para descontrair ou se tem condições de torná-la uma profissão. E como todo o trabalho, necessita de estudo, esforço, inteligência emocional e rotina. 

Resumindo, saber cozinhar todo mundo pode aprender e fazer. Mas ser um gastrólogo é para quem realmente ama tudo que está ligado aos alimentos e centenas de outras coisas mais,

Leia mais:

Home Hora da Facul

Conheça os cursos da Academia Tech

Como escolher a melhor faculdade EAD

Como aproveitar melhor a faculdade EAD

Quais as áreas de atuação da Arquitetura de Dados?

Qual é a duração do curso de Desenvolvimento Back-end?

O que precisa saber para entrar na faculdade de Arquitetura de Dados?

O que é a lei da cibersegurança?

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: o que estuda?

3 motivos para fazer Ciência de Dados

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.