O que saber antes de iniciar a faculdade de Farmácia

Tais Carra
Estrategista de marca, contadora de história e designer thinker com 9 anos de experiências em comunicação digital. Construí minhas experiências de forma bem diversificada envolvendo três áreas centrais: inovação, produto e marketing.Crio e escrevo semanalmente para diversas empresas. Meu trabalho é construir experiências e estratégias através de criação de texto útil e relevante para gerar ação, circularidade, e crescimento de receita.
1

Crédito: Foto de Karolina Grabowska no Pexels

Você pensa que o farmacêutico trabalha apenas com medicamentos, não é? Mas não é só isso! Saiba como funciona o curso de Farmácia, seu mercado de trabalho e as principais disciplinas a serem vistas. 

Conforme a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o Brasil possui o sétimo maior mercado farmacêutico do mundo e deve chegar à quinta posição em 2023. São muitas opções para quem quer cursar essa graduação, desde fármacos, pesquisas, desenvolvimento de produtos de beleza e cosméticos, entre outros.

Para lhe ajudar vamos trazer informações sobre como é a faculdade de Farmácia? Quanto custa? Como está o mercado de trabalho? Confira!

Como é o curso de Farmácia?

Essa graduação oferece uma formação generalista para o estudante. Isso quer dizer que ao longo do curso ele vai conhecendo diversas áreas de atuação e pode assim escolher a que mais se identifica.

O curso para bacharelado tem uma duração média de cinco anos. Além disso, o órgão que regula essa graduação é o Ministério da Educação (MEC). Todavia, já o registro profissional deve ser solicitado junto ao Conselho Regional de Farmácia (CRF).

Vale lembrar que só após estiver portando o seu diploma de Ensino Superior poderá ingressar no mercado de trabalho: embora, é possível realizar estágios para adquirir conhecimento e experiências. 

Antes de mais nada, as disciplinas de Biologia e Química acompanham o aluno durante todo o curso. Logo é imprescindível afinidade com elas, não é mesmo? Nos primeiros semestres o aluno tem também algumas outras disciplinas como Ciências Sociais e Humanas e até Ciências Exatas. 

Quanto custa para estudar essa graduação?

Veja quanto custa estudar Farmácia e as modalidades. Existem diversas faculdades espalhadas pelo Brasil, isso faz com que tenham muitas opções para quem quer cursar farmácia. 

Contudo, é de fundamental importância para o aluno entender a estrutura do curso. Bem como, essa graduação é oferecida duas modalidades de ensino — presencial e semipresencial. 

A segunda opção é bastante flexível ao aluno e oferece um desconto maior no valor da mensalidade. Da mesma forma que respeita os requisitos do curso exigidos pelo MEC, não há nenhum prejuízo ao estudante. As mensalidades iniciais para curso presencial são partir de R$600,00 podem variar até R$ 3.000.

Na modalidade semipresencial a variação é a partir R$390,00 a R$1500,00, como algumas disciplinas são interativas contribuem em um desconto maior ao estudante. Ainda assim, há uma economia em relação a alguns dias não precisarem ir ao campus. 

Áreas de atuação 

Segundo os Conselhos Regionais de Farmácia, atualmente há cerca de 221 mil farmacêuticos. Sobretudo, esse número só cresce, trata-se de um mercado que está em expansão e sofre influência diretamente da tecnologia com novas necessidades. 

Diferente do que muitos estudantes pensam, a atuação dos farmacêuticos não se resume somente às farmácias. Logo pode vir à cabeça do estudante o profissional de jaleco nesses estabelecimentos. 

Impulsionados pelo acesso aos medicamentos, esses profissionais podem atuar em clínicas, laboratórios, institutos de pesquisa, universidades, órgãos públicos e indústria, campo extenso de possibilidades. 

Para isso é preciso que você entenda listamos as demais áreas de atuação: 

  1. Alimentos
  2. Beleza
  3. Área acadêmica
  4. Análises laboratoriais
  5. Farmácia hospitalar e clínica
  6. Farmácia
  7. Farmácia industrial
  8. Gestão
  9. Toxicologia
  10. Saúde pública
  11. Pesquisa 
  12. Práticas Integrativas e Complementares

Habilidades e competências do farmacêutico

O profissional de farmácia estuda a estrutura de cosméticos, medicamentos e alimentos. Do mesmo modo pode participar do processo de fabricação prestando orientação. Mas como saber se essa carreira é para mim? Quais características principais fazem parte de farmácia. 

Assim como em outras graduações, o profissional precisa de algumas competências inerentes ao cargo que podem ser desenvolvidas ou que já possua. Segundo a Lei n° 5991/73 essas são algumas das principais competências dos farmacêuticos:

  • Manipulação, controle de qualidade e produção de cosméticos e medicamentos que possuem indicação terapêutica;
  • Estocagem e armazenamento de medicamentos e outros produtos farmacêuticos;
  • Obtenção e controle de qualidade dos fármacos;
  • Realização de perícias em fórmulas, atividades, produtos, métodos e processos farmacêuticos ou que possuem origem nesse campo;
  • Fiscalização de profissionais, empresas, processos e métodos ligados ao setor farmacêutico;

Então existem também Habilidades que vão ajudar quem já considera essa área como uma oportunidade de carreira. Trata-se de um profissional bastante versátil, que precisa de bom conhecimento técnico e habilidade de comunicação visto que trabalha com muitas áreas. 

Segundo a organização mundial de saúde existem 7 competências que um farmacêutico de excelência deve ter:  

  • Atenção à saúde 
  • Tomada de decisões 
  • Educador
  • Comunicação 
  • Liderança 
  • Administração e gerenciamento
  • Atualizado permanentemente. 

Como está o mercado de trabalho?

Esse provavelmente é um dos fatores que mais chama atenção dos jovens, afinal trabalhar na sua área de atuação é sonho de concluinte! O profissional da área de Farmácia conta um bom índice de empregabilidade e mercado aquecido. 

A profissão do farmacêutico foi regulamentada em 1931. Muitas coisas mudaram de lá para cá. Desde novos campos de atuação, além da lei geral dos genéricos que mudou o mercado da saúde completamente. 

Conforme o Estudo de Mercado Institucional da IQVIA, o mercado farmacêutico brasileiro soma R$ 215,6 bilhões em vendas. Além disso, o Setor apresentou o melhor resultado dos últimos cinco anos em 2019. 

Um dos impulsionadores foi a indústria da beleza, aumento no consumo de suplementos, vitaminas, relaxantes e antidepressivos. Portanto, o mercado de trabalho para o farmacêutico está bastante promissor! 

Outro fator tendência é o crescimento das farmácias como um local de conveniência. Além do envelhecimento populacional, segundo a IQVIA mostra que em 30 anos o Brasil será um País com um número elevado de idosos.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.