Quais são as matérias do curso de Farmácia?

Felipe Cortinas
Comunicador, jornalista, documentariasta e analista de marketing. Especializado em SEO e em estratégias de marketing inbound.Experiência como social media e criação de designs e vídeos em campanhas publicitárias.Gerenciamento de campanhas de Google Ads e SEO Local. Criação de sites e lojas online.Fotógrafo de eventos, videomaker e documentarista.
1

Você pretende cursar Farmácia na faculdade, mas não sabe quais disciplinas terá pela frente? Através desse post vamos explicar um pouco sobre quais são as matérias do curso de Farmácia na maioria das instituições.

O conteúdo dessa graduação está dividido principalmente em química e biologia, assuntos que serão tratados em todas as etapas do curso. Com isso, vamos focar basicamente nos principais materiais de estudo para os alunos interessados em Farmácia. Então, o que você precisa para se tornar um farmacêutico?

Uma mistura de Biológicas com a área de Exatas

É importante saber disso, pois o farmacêutico estuda principalmente matérias relacionas a área de Biológicas e de Exatas. As disciplinas são divididas, e dentro da área de Exatas, o estudante terá muito aprendizado relacionado a química e física, mas também se aprofundará em biologia.

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

De maneira geral, o conhecimento do estudante será aprimorado durante o curso de Farmácia por meio de matérias essenciais. Pois, quando o profissional exercer a profissão, o ensinamentos adquiridos na faculdade serão importantíssimos para que seu trabalho seja bem realizado, independente do setor em que estará inserido.

Química

Química inorgânica

Durante o curso de Farmácia, a química será extensivamente disseminada para que o estudante possa adquirir conhecimento. Uma delas será a química inorgânica, que estuda a base dos átomos e sua estrutura.

Química orgânica

Ainda assim, outra matéria que será estudada será sobre química orgânica, que é a do carbono e seus derivados. Enfim, todas as estruturas químicas são à base de carbono. Praticamente, 99% de todos os medicamentos disponíveis são compostos orgânicos. E para entender a estrutura e funções destes compostos, é fundamental o entendimento da condição química dele.

Físico-química

Outro tema bastante explorado no curso e considerado por alunos e professores um dos mais difíceis, é a físico-química, que mostra a propriedade física dos elementos químicos. Esse estudo te dará parâmetros importantíssimos que serão usados durante todo o curso. Então, entender as estruturas dos sólidos, líquidos e gases é essencial.

Bioquímica

Conhecida como a química da vida. Possui bastante da química orgânica, mas na bioquímica são estudadas algumas moléculas específicas. Algumas delas são: carboidratos, gorduras e lipídios, proteínas, ácidos nucleicos. Essas são as quatro moléculas estudadas na bioquímica.

Na bioquímica também é estudado como é convertido um carboidrato em gordura, ou como é convertido um proteína em carboidrato. Até mesmo como é transformada a gordura em energia, além da sintetização destas moléculas.

Química analítica

Uma das últimas a ser estudada no curso é a química analítica, fundamental para quem vai trabalhar na identificação de compostos químicos. Então, na analítica haverá a quantificação de uma substância, e uma série de procedimentos para saber que substância é aquela e o quanto dela pode estar presente, por exemplo, em um comprimido.

Existem testes que são realizados para saber a pureza e se realmente há a substância indicada no comprimido. A química analítica é um estudo muito importante no curso de Farmácia e, dependendo da grade curricular da faculdade escolhida, podem haver diversas atividades práticas relacionadas a esta matéria.

Biologia

Processos biológicos

Os processos biológicos fazem parte da matéria de biologia celular, farmacologia e fisiologia. A biologia celular é o estudo funcional das células, ou seja, como elas se comunicam, se proliferam e como morrem.

Neste estudo é entendido todo funcionamento das células, estrutura das organelas e as relações entre as proteínas que dão sinais internos e externos. Existe uma estrutura muito bem elaborada para ser estudada da biologia celular, sendo uma espécie de ‘irmã’ da bioquímica, mas na parte, das biológicas.

Biologia celular

Nessa disciplina são estudadas basicamente, as células. Como a histologia e a citologia, que estudam tecidos em geral. Basicamente, é o estudo da estruturação e funções da célula, também conhecida como a unidade básica da vida.

Para se dar bem nesta matéria é recomendado anotar sempre as terminologias, pois esse tipo de matéria possui uma linguagem própria. É nesse estudo que você poderá visitar laboratórios, para que não se limite apenas a teorias. Desenhos e esquemas de células também farão parte da rotina dos estudantes.

Fisiologia

Na fisiologia são estudadas as funções do corpo humano. Mas antes, você terá a necessidade de aprender anatomia. Muitos apreciam a matéria pelo fato de descobrirem a perfeição dos mecanismos do corpo humano.

Você também estudará todas as funções moleculares, mecânicas e físicas do organismo, dividida entre vegetal e animal. Na fisiologia você também terá explicações sobre como cada sistema do corpo humano mantém seu equilíbrio.

Anatomia

Os conhecimentos desta matéria tratam do funcionamento dos órgãos como o cérebro e coração e suas divisões. Além de outros órgãos que fazem parte do corpo humano em geral. Entendendo onde está o órgão e suas divisões anatômicas, você compreenderá como eles funcionam.

Um exemplo disso, seria estudar como o cérebro responde ao realizar um movimento. Ou mesmo, de que maneira o coração bate, como iremos respirar e quais os mecanismos envolvidos para realizar a ventilação pulmonar. Esse conhecimento é muito importante para um farmacêutico, que trabalhará com análises clínicas e funções similares.

Farmacologia

Na farmacologia são estudadas as drogas que irão interagir com os sistemas do nosso corpo, para promover determinado efeito. Para entender bem a farmacologia é fundamental saber sobre fisiologia. Ela vai dar condições de entender o funcionamento normal do corpo e também a patologia, ou o estudo das doenças.

A farmacologia funciona especificamente para cada órgão e sistema do corpo. Cada droga tem uma função específica para prevenir ou tratar qualquer tipo de doença. Isso é relevante quando pensamos em remédios e seus efeitos de absorção no corpo humano.

Patologia

Tudo aquilo que foge da função normal do corpo, e não for uma variação anatômica, acaba sendo estudado dentro da patologia. Um bom exemplo é o estudo das complicações de saúde de um indivíduo e como será o tratamento delas.

Patologia é basicamente o “estudo das doenças”, cujo sentido vem do grego pathos, que significa doença. No entanto, o que é mais estudado na faculdade são as alterações sofridas pelas células, tecidos e órgãos. Serão vistas análises clinicas e estudos de caso, assim como conhecimentos para se poder realizar diagnóstico de doenças.

Outras disciplinas do curso de Farmácia

materias farmacia-pexels-jorge-sepulveda-4299436

Foto de Jorge Sepúlveda no Pexels.

Legislação Farmacêutica

Existem também outras matérias interessantes voltadas para a parte de Legislação Farmacêutica, em que se entende como funcionam os processos legais dentro da indústria, drogarias ou farmácias de manipulação.

De maneira resumida, você estudará os critérios e condições mínimas das boas práticas farmacêuticas. Fatores como normas sanitárias para o funcionamento de drogarias e dispensas de medicamentos também serão vistos na disciplina. Dessa forma, o aluno aprenderá até mesmo como abrir seu próprio negócio.

Validação de processos

Dentro da área legislativa, existe o setor da administração hospitalar, que trata da validação de processos. Essa é disciplina que te dá ferramentas para que os métodos de produção sigam sempre da mesma forma. Assim, mantendo um padrão de qualidade aceitável com o mínimo possível de erros.

Um exemplo desse estudo, é a validação de produção de um comprimido em específico, ou outro medicamento qualquer. Neste sistema é realizado uma série de testes, onde se determina um padrão de fabricação.

Bioquímica clínica

Para o farmacêutico que pretende entrar na área de análises clínicas, existe a disciplina de bioquímica clínica. Os exames de sangue que fazemos, por exemplo, possuem diversos parâmetros. E a bioquímica clínica os estuda, onde são interpretadas as variações nos exames.

Farmacotécnica

A farmacotécnica tem sua aplicação maior na área das indústrias, que aborda a parte de transformação das drogas. Um exemplo é um saco de 300 a 400 quilos de dipirona em pó que transforma em comprimidos. É possível também transformar outras drogas em estado sólido para líquido.

Então, toda parte de transformação química para fazer o medicamento em si é feita na farmacotécnica, que pode ser trabalhada em escala menor ou industrial. Para cada condição existe um estudo específico no processo.

Botânica e farmacognosia

Aborda o estudo de plantas medicinais, conhecido como botânica. Já a farmacognosia é o estudo das substâncias medicinais presentes nas plantas. Então, são normalmente observados os compostos medicinais da planta e suas estruturas, além de quando e como colher essa planta, assim como os processos existentes para retirar os princípios ativos delas.

Mercado de trabalho

Dentro das áreas de atuação de um farmacêutico existem várias opções, desde trabalho em drogarias e farmácia de manipulação à indústria farmacêutica. A lista das áreas de atuação é imensa, e se você for um profissional dedicado, vai se tornar mão de obra importante nessa área.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.