Qual a diferença entre um psicólogo e um terapeuta?

João Victor Chiaratti Maissen
Profissional graduado em Publicidade e Propaganda pela ESPM com experiências em Marketing Digital, Relações Públicas, Produção de Eventos e Comunicação em negócios das áreas de educação, entretenimento, e-commerce, varejo, entre outros. Estou disposto a ser um grande pensador criativo com uma mentalidade estratégica.
1

Crédito: Foto de Anete no Pexels.

Você sabe qual a diferença entre um psicólogo e um terapeuta? Caso você esteja planejando construir uma carreira em psicologia, com certeza essa pergunta já passou pela sua cabeça. Afinal, quando planejamos nosso futuro, é preciso realizar diversos tipos de pesquisas e responder todas as nossas dúvidas e questionamentos.

Sendo assim, a diferença entre um psicólogo e um terapeuta é fácil de compreender. Porém, é muito comum utilizá-las como sinônimos, mesmo sabendo que os profissionais têm funções completamente diferentes. Sendo assim, essa confusão ocorre, pois, os dois profissionais atuam na área da saúde, sempre ajudando as pessoas a resolverem problemas emocionais e a viverem com mais leveza e alegria.

Portanto, caso você queira seguir em alguma dessas duas áreas, é importante que você entenda bem as diferenças entre elas. Logo, nesse conteúdo, nós vamos falar das semelhanças e das diferenças entre um psicólogo e um terapeuta.

Vai fazer vestibular para Psicologia?

Descubra qual área de atuação mais combina com você

 

Mas afinal, qual é a diferença entre um psicólogo e um terapeuta?

Bom, vamos direto ao ponto, não é mesmo? A principal diferença entre um psicólogo e um terapeuta está na formação deles. Em resumo, o terapeuta é aquele profissional que é formado em uma área, ou mais, com foco no auxílio à saúde humana, tanto física quanto psicológica. Além disso, há terapeutas que possuem formação técnica terapêutica. 

Sendo assim, com certeza você já deve ter escutado sobre a Aromaterapia? Ela é uma técnica natural  que utiliza o aroma e as partículas liberadas por diferentes óleos essenciais para estimular diferentes partes do cérebro. Logo, ela é uma das áreas onde um terapeuta pode atuar. Nesse sentido, a diferença entre um psicólogo e um terapeuta, geralmente, é que o primeiro possui um curso superior. Contudo, vale lembrar que terapias alternativas não são exclusivas aos profissionais de saúde, embora eles possuam mais afinidade e interesse nelas. Dessa forma, você sabia que no Brasil são reconhecidas mais de 20 práticas terapêuticas? Confira mais detalhes aqui

O psicólogo é o profissional que possui um bacharel em Psicologia, podendo atuar em diversas áreas e setores. Em resumo, o psicólogo estuda e analisa todos os fenômenos psíquicos e comportamentais do ser humano por meio da análise de suas emoções, sentimentos, ideias e vontades. À vista disso, há psicólogos que atuam na área de psicoterapia e são popularmente chamados de terapeutas. Porém,  há psicólogos que atuam em outros setores e não são considerados terapeutas.

O que um terapeuta faz?

Tenha em mente que todas as áreas da terapia possuem o mesmo objetivo: auxiliar pessoas com dificuldades emocionais. Então, para isso, cada terapeuta utiliza a sua especialidade, sendo impossível agrupá-los em um mesmo grupo.  Normalmente, as sessões de terapia utilizam-se do toque para ajudar o paciente, como massagens terapêuticas, por exemplo.

Um grande outro exemplo é uma terapia muito conhecida no Brasil: a quiropraxia. Em suma, ela atua no diagnóstico, tratamento e prevenção das disfunções mecânicas do sistema neuromusculoesquelético e seus efeitos na função normal do sistema nervoso e na saúde geral.

Além dela, também temos a acupuntura, terapia que utiliza os  recursos terapêuticos da medicina tradicional chinesa, estimulando pontos espalhados por todo o corpo, ao longo dos meridianos, por meio da inserção de finas agulhas.

Confira outras práticas terapêuticas reconhecidas no Brasil:

  • apiterapia;
  • aromaterapia;
  • arteterapia;
  • ayurveda;
  • biodança;
  • bioenergética;
  • constelação familiar;
  • cromoterapia;
  • dança circular;
  • geoterapia;
  • hipnoterapia;
  • homeopatia;
  • imposição de mãos;
  • medicina antroposófica;
  • MTC/Acupuntura;
  • meditação;
  • musicoterapia;
  • naturopatia;
  • osteopatia;
  • ozonioterapia;
  • plantas medicinais/fitoterapia;
  • quiropraxia;
  • reflexoterapia;
  • Reiki;
  • Shantala;
  • Terapia Comunitária Integrativa;
  • terapia de florais;
  • Termalismo/Crenoterapia;
  • Yoga.

Os terapeutas que atuam em uma das áreas citadas acima não possuem uma graduação específica para elas. Sendo assim, eles precisam buscar cursos de especialização para poderem exercer a sua profissão. Logo, eles podem buscar certificados na Associação Brasileira dos Terapeutas Holísticos (ABRATH).

O que um psicólogo faz?

A psicologia é a ciência que realiza o estudo científico da mente e do comportamento humano. Dessa forma, os estudos dessa área são bem diversos e podem ser classificados em vários sub-campos. Como exemplo, áreas de desenvolvimento da mente humana, processos cognitivos, saúde, esportes e entre outros.

Sendo assim, a psicologia utiliza os comportamentos humanos como dados para analisar e estudar teorias de modo a entender como a mente funciona. Assim, ela consegue compreender quais são os procedimentos que podem provocar reações positivas e negativas na vida das pessoas. Para receber o título de psicólogo, é necessário finalizar a graduação de Psicologia em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo ele, a graduação deve oferecer uma carga mínima de 4.000 horas de aulas. Sendo assim, o total de horas do curso deve ser distribuído em cinco anos de estudos.

O mercado de atuação de um psicólogo pode ser bem diverso. Conheça algumas das principais áreas:

  • Psicologia Clínica;
  • Psicologia do trabalho;
  • Psicologia Educacional;
  • Psicologia da saúde;
  • Psicologia do trânsito;
  • Psicologia Hospitalar;
  • Neuropsicologia;
  • Psicologia Social;
  • Psicologia Jurídica;
  • Psicomotricidade.

Então, quais são as semelhanças entre o terapeuta e psicólogo?

Como falado acima, essas duas áreas e conceitos se confundem. Afinal, psicólogos podem ser considerados terapeutas também, dependendo da área de atuação. Então, de maneira resumida, o terapeuta é o profissional que vai auxiliar em alguns aspectos emocionais do seu dia a dia. Já o psicólogo é um profissional graduado com foco na raiz do problema, lidando com problemas mais graves e intensos. Por isso, podemos falar que ambos profissionais ajudam no tratamento emocional de seus pacientes, sempre pensando no bem-estar deles e os ajudando a superar traumas. 

E aí? O que achou das diferenças entre um psicólogo e um terapeuta?

Caso você possua interesse em seguir na área de Psicologia, separamos algumas dicas para facilitar a sua escolha:

  • Não esqueça de sempre estudar as suas preferências pessoais;
  • Avaliar quais disciplinas você possui afinidade;
  • Estudar  as suas habilidades;
  • Pesquisar todas as opções para escolher a instituição de ensino que melhor atende às suas necessidades.

Além disso, preparamos outras matérias que podem ser interessantes para o seu futuro profissional em Psicologia.

Faculdade de Psicologia: o que saber antes do vestibular

Quanto ganha um psicólogo?

Duração do curso de Psicologia

As principais áreas da Psicologia

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.