Qual é a média salarial de um profissional de computação na nuvem?

Ana Cláudia Andrade Oliveira
Formada em Letras, Pedagogia, especialista em Neurociências e em produção de conteúdo Web.

Crédito: Foto de ThisIsEngineering no Pexels.

Inicialmente, podemos afirmar que o profissional de computação na nuvem possui diversas possibilidades de atuação. Isso porque essa é uma das profissões mais buscadas no mercado atualmente. Ainda assim, a área carece de profissionais qualificados para o trabalho.

Esta é uma área que precisa de profissionais que tenham habilidades específicas. Além disso, por ser considerada uma das profissões do futuro, oferece um dos melhores salários do mercado.

Você que pretende atuar na área, com certeza gostaria de saber qual é o salário de um profissional de computação na nuvem.  Neste post você encontra uma média salarial deste profissional, além de dicas sobre a carreira. Confira!

Média salarial do profissional de computação da nuvem

A princípio, a média salarial pode variar de acordo com o tipo de empresa, com a região de atuação e até mesmo com a experiência do profissional. Veja a seguir uma lista com a média de acordo com os tipos de empresa e nível de carreira:

Pequena empresa

  • Trainee: R$ 3.697,58
  • Junior: R$ 4.806,85
  • Pleno: R$ 6.248,90
  • Sênior: R$ 8.123,57
  • Master: R$ 10.560,64

Média Empresa

  • Trainee: R$ 5.546,36
  • Junior: R$ 7.210,26
  • Pleno: R$ 9.373,35
  • Sênior: R$ 12.185,36
  • Master: R$ 15.840,97

Grande empresa

  • Trainee: R$ 8.319,55
  • Junior: R$10.815,41
  • Pleno: R$ 14.060,03
  • Sênior: R$ 18.278,04
  • Master: R$ 23.761,45

De antemão, como você pode ver, o salário deste profissional é muito atrativo, até mesmo quando esse está começando a carreira. Por exemplo, o salário de um estagiário nessa área pode ser por volta de R$ 2.300,00, além dos benefícios que a vaga pode oferecer. Mas, esse valor varia de empresa para empresa.

O profissional de computação em nuvem pode encontrar várias oportunidades de emprego. Além desse fator, há a possibilidade de trabalhar em grandes empresas como a Amazon, Stone, entre outras.

Sendo assim, se você tem interesse nessa carreira, informamos que se trata de uma ótima profissão. Contudo, exige que o profissional tenha conhecimento em algumas áreas específicas para ter sucesso no mercado. 

Descubra as oportunidades de emprego

Antes das novas tecnologias, era comum que  as organizações guardassem seus registros em computadores, pendrive ou até em disquetes. Lendo assim, parece que isso tudo foi há muito tempo. Com o avanço tecnológico, parece algo até mesmo de outro mundo.

Através dessas inovações, tudo passou a ser armazenado, gerenciado e processado de qualquer lugar, com qualquer dispositivo. Foi através dessa mudança que se fez necessária a criação da computação em nuvem. 

Sob esse ponto de vista, as empresas estão investindo cada vez mais em seu relacionamento com o cliente pela internet. Por isso, oportunidades de emprego não faltam. E a tendência é a de que a procura pelo profissional de computação na nuvem só aumente. 

Conforme dito, existem possibilidades de carreira em grandes empresas, como a Amazon, por exemplo. Mas, existem muitas empresas, até mesmo de pequeno porte, que precisam desse profissional.

Ainda disso, há duas demandas principais para profissionais que trabalham como arquitetos de nuvem. A primeira é através dos provedores de serviços cloud. A outra demanda, por sua vez, vem de empresas cloud natives. Essas possuem um alto índice de inovação e trabalham com uma utilização muito grande de nuvem.

Em suma, para procurar vagas na área, não tem muito segredo. Busque através de classificados online, sites de emprego, Linkedin e até mesmo nos sites das próprias empresas.

Como é a carreira de um profissional de computação na nuvem?

Desde já, indicamos que esta é uma carreira considerada promissora. Com o avanço da tecnologia, cria-se a computação em nuvem e as empresas, por sua vez, estão aderindo a essa mudança. 

De acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira E-business, 56% das empresas aderiram à computação em nuvem.

Ademais, as funções de um profissional dessa área podem mudar de acordo com o seu nível. Por exemplo, o tecnólogo da computação em nuvem atua na análise dos indicadores do ambiente computacional. Além disso, ele verifica a evolução da infraestrutura e a otimização dos recursos.

Dessa forma, seu principal objetivo é garantir que as soluções em nuvem funcionem de acordo com o que o cliente e o usuário esperam.

Já o papel de um arquiteto de cloud é diferente. Sua função é projetar, desenhar e dimensionar uma solução em cloud.

O que estudar para atuar na área

A maioria dos profissionais que atuam na área de computação em nuvem podem vir de diversas áreas, como por exemplo da Matemática, Computação ou Estatística. 

Além disso, esses profissionais também podem ter conhecimento em análise de dados e pesquisa. Se olharmos com atenção, estas áreas possuem algumas semelhanças, como o caso do estudo de dados.

Então, se você tem interesse em ingressar nesta carreira, você pode fazer graduação em uma dessas áreas. Ainda assim, existem cursos técnicos em Computação em Nuvem, ou seja, é uma graduação tecnológica.

Depois da graduação, o indicado é que você faça uma especialização na área. Há vários tipos de especializações oferecidas por universidades renomadas.

Outra dica muito importante é que você invista no inglês. Mesmo que você trabalhe em uma empresa de pequeno porte, o idioma é fundamental para conseguir trabalhar na área. Isso se deve aos muitos novos estudos, atualizações e novidades que aparecem primeiro em inglês. Mas, não se preocupe. Você pode se aprimorar conforme dá andamento ao seu curso. 

Perfil do profissional de computação em nuvem

Assim como em todas as profissões, essa é uma carreira que exige habilidades e competências específicas. Um profissional de computação em nuvem precisa:

  • Ser organizado;
  • Ter responsabilidade;
  • Possuir facilidade de trabalhar em equipe
  • Ser dinâmico
  • Possuir bom raciocínio lógico;
  • Procurar sempre se manter atualizado;
  • Ter capacidade de solucionar problemas

Um dos pontos mencionados na lista é fundamental para o sucesso na carreira: manter-se atualizado. Isso é uma regra para profissionais dessa área, pois,  estamos falando de tecnologia – que está em constante mudança e avanço.

Então, o profissional que não buscar ler, se informar e estudar mais sobre a área ficará ultrapassado.

Outras competências que este profissional precisa ter são um amplo conhecimento em softwares como:

  • Java;
  • Ruby;
  • Phyton;
  • Java Script;
  • Perl

Quem possuir essas características e conhecimentos, terá grandes chances de crescer na carreira. Aprenda a trabalhar em equipe e não tenha medo de lidar com as dificuldades. Problemas podem surgir durante um projeto e este profissional precisa estar preparado! Por isso, invista em sua formação e comece a se preparar. 

O futuro da profissão

Segundo especialistas, a previsão do crescimento da computação em nuvem é cada vez maior. Com certeza, surgirão muitas novidades nessa área, mas que seguirão a lógica dessa tecnologia.

Enfim, para quem deseja se tornar um profissional de computação em nuvem, o futuro é promissor. Muitas empresas estão se adaptando a esse modelo, portanto, vagas de emprego não irão faltar.

Porém, um ponto de atenção: como essa é considerada uma das carreiras do futuro, logo, a mesma se tornará concorrida. Atualmente, não há tantos profissionais no mercado, mas isso pode mudar em pouco tempo. Não fique para trás, procure as universidades que oferecem o curso e esteja preparado!

Já decidiu seguir a carreira de computação na nuvem mas está em dúvida sobre qual modalidade? Confira agora as diferenças entre as modalidades presencial, semipresencial e EAD. 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 4

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.