Qual a média salarial do profissional de cibersegurança?

Ana Cláudia Andrade Oliveira
Formada em Letras, Pedagogia, especialista em Neurociências e em produção de conteúdo Web.
1

Crédito: Foto de Tima Miroshnichenko no Pexels.

Considerada uma profissão do futuro, a área de cibersegurança tem se expandido cada vez mais. Muitos fatores desencadeiam um profissional de cibersegurança, em especial para a segurança do uso de dados dos usuários. Bem como, os dados e arquivos das empresas.

O fato é que, com o crescente uso da internet, há um cenário favorável para o roubo de dados. E, é aqui que o profissional de cibersegurança entra. Mas quanto será que esse profissional ganha para proteger os dados alheios? 

Continue lendo e descubra a média salarial de um profissional de cibersegurança, o que eles fazem e como está o mercado para a profissão do futuro. 

Média salarial de um profissional de Cibersegurança

À primeira vista, essa é uma profissão bem paga, que apresenta uma excelente taxa de recompensa e aumento de salário. 

Para aqueles que estão iniciando a carreira, a média salarial não inicia com menos de R$3.400. Podendo chegar até R$15.500. Fica ainda melhor quando colocamos cargos mais elevados na lista. Por exemplo, cargos de gerência ultrapassam facilmente os R$20.000. 

Ainda mais, visto que estamos falando aqui de salários no modelo CLT, ainda há outros benefícios adicionais. Por exemplo: vale-refeição, vale-alimentação, seguro de vida, convênio médico e odontológico, auxílio combustível, participação nos lucros, entre outros. 

Da mesma forma, como ocorre em diversos segmentos da tecnologia, os salários sofrem diversas variações. Sendo assim, veja a seguir a média salarial de um profissional de cibersegurança.

Essa média é baseada no nível de cada candidato e pelo tamanho da empresa. 

Profissional de cibersegurança em pequena empresa

  • Trainee: R $ 2.516
  • Júnior: R$3.145
  • Pleno: R$3.932
  • Sênior: R$4.914
  • Master: R$6.142

Profissional de cibersegurança em média empresa

  • Trainee: R $ 3.270
  • Júnior: R$4.089
  • Pleno: R$5.110
  • Sênior: R$6.388
  • Master: R$7.985

Profissional de cibersegurança em grande empresa 

  • Trainee: R $ 4.252
  • Júnior: R$5.314
  • Pleno: R$6.643,5
  • Sênior: R$8.304
  • Master: R$10.380

Cargos em alta para profissional de Cibersegurança

Ao mesmo tempo que é um segmento da tecnologia, a área de cibersegurança também possui um amplo campo de atuação. Dando a oportunidade, assim, para os profissionais se especializarem no segmento que mais se identificam. 

Nesse ínterim, os segmentos incluem desde a parte técnica até a gestão e pesquisa. E, nessa altura, você está pensando em seguir carreira na área de cibersegurança? Então confira algumas de suas possibilidades.

PenTester 

Também conhecido como “hacker ético”, este profissional testa as vulnerabilidades da organização. Nessa área, você trabalhará como parte de uma grande equipe para cobrir todas as vulnerabilidades e fragilidades possíveis do sistema de segurança de uma grande empresa.

 Com frequência, os testadores de penetração geralmente se concentram em áreas específicas de pentesting.

Auditor de segurança

A princípio, o auditor de segurança é responsável por registrar os controles e medidas de segurança dos computadores da organização. Portanto, irá gerar relatórios regulares sobre a eficácia das medidas de segurança e criar indicadores para comprovar isso. 

Ainda mais, se você trabalhar nesta área, também poderá fornecer sugestões para medidas de melhoria trabalhando com o gerente da empresa.

Desenvolvedor de software de segurança

Os profissionais dessa área geralmente escrevem códigos de software. Por isso, o desenvolvimento de segurança é um bom campo profissional. 

Ter essa capacidade permite que você ofereça vantagens a muitas empresas ao redor do mundo. Ou seja, o mercado de trabalho para esse segmento é tão amplo e ultrapassa fronteiras. 

Arquiteto de segurança

À primeira vista, os profissionais que atuam aqui possuem um determinado nível de desenho técnico. Sendo responsáveis por desenhar a estrutura básica do sistema organizacional. 

Como arquiteto de segurança, você será responsável por garantir que as especificações técnicas da arquitetura sejam seguras.

Gerente de Produto

Muitas empresas de segurança cibernética têm produtos que precisam ser gerenciados. Sendo assim, o papel do gerente de produto é que, com uma visão estratégica, possa ajudar e colaborar com o desenvolvimento da vantagem competitiva do produto.

Diretoria de Governança de Dados e Compliance

Nesta área, a obrigação é cumprir com os regulamentos de proteção de dados. Ainda mais, as estruturas e leis globais, como GDPR e LGPD, impõem todos os setores para se prepararem e implementarem uma proteção forte de dados. 

Simultaneamente, desde o advento do GDPR, a escassez de cargos de consultor, como o de Diretor de Proteção de Dados (DPO), também é um problema. 

Assim, nesta área, você também terá uma boa oportunidade de carreira. 

Diretor de Segurança da Informação (CISO)

O CISO está empenhado em diminuir as ameaças cibernéticas. Ele deve fazer isso  através de medidas  inteligentes e estratégicas. Ainda melhor, os CISOs estão atuando cada vez mais como porta-vozes das organizações. Além de liderar toda a segurança cibernética de toda a organização.

O mercado de trabalho para profissional de Cibersegurança

Assim como já demonstrado ao longo deste texto, fica claro que o mercado de trabalho para os profissionais de cibersegurança está a todo vapor. Além disso, esse é um ótimo momento para investir na carreira. 

Primeiramente, a pandemia trouxe uma nova necessidade de proteção e cuidados com a segurança. Pois, milhares de trabalhadores estão em home office ou no formato híbrido. Por conta disso, milhares de dados, computadores e produtos das empresas ficaram ainda mais vulneráveis. Demandando, assim, mais profissionais. 

Por outro lado, antes mesmo da pandemia já não havia tantos profissionais. Inclusive, muitas organizações tinham grandes dificuldades em preencher vagas e cargos de segurança. 

Ainda mais, diversas empresas estavam em um lento processo de transformação digital. O que, certamente, lhes trouxe dificuldades na época em que vivemos. Ou seja, elas estão empenhadas em acelerar a transformação digital. 

Enfim, mesmo como recém-formados ou sem alguma formação técnica aprofundada, você pode ter uma carreira brilhante. Como um futuro profissional de cibersegurança, empenhe-se na sua formação e aprofunde diariamente o seu conhecimento. Atualize-se com as tecnologias e ferramentas que já estão disponíveis no trabalho. 

Se você ainda está indeciso quanto a qual área da tecnologia seguir, não deixe de conferir os tópicos sobre Arquitetura de Dados, Computação em Nuvem, Desenvolvimento de Sistemas e sobre o profissional de Rede de Computadores.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.