Qual o perfil de um bom advogado? Descubra!

Tailane Paulino
Colaborador do Hora Da Facul
1

Você já se perguntou, alguma vez, qual o perfil de um bom advogado? Essa é uma dúvida bastante comum dos vestibulandos que estão pensando em seguir uma carreira na área de Direito.

Afinal, não basta apenas ter todas as leis decoradas, já que o perfil certo serve de ajuda para vencer os desafios que esses profissionais enfrentam no dia a dia e algumas das características são vistas em todos os profissionais de sucesso.

Quer saber quais são elas? Então continue lendo, pois, o Hora da Facul separou as principais para você a seguir e ainda respondeu como se tornar um advogado.

Vai fazer vestibular para Direito? 

 

Confira aqui se você tem o perfil dos estudantes e profissionais da área

Afinal, qual é o perfil de um bom advogado?

Como já mencionamos anteriormente, existem algumas características que ajudam em uma carreira de sucesso. No caso dos estudantes de Direito, elas se juntam para formar o perfil de um bom advogado. Algumas das principais são:

  • É organizado;
  • É capaz de se comunicar bem;
  • Escreve com clareza;
  • Trabalha bem em equipe;
  • Tem inteligência emocional;
  • Gosta de estudar;
  • Ama o que faz.

Caso você acredite que não possui todas elas, mas mesmo assim quer estudar Direito, não precisa ficar preocupado. Muitas você vai acabar desenvolvendo ao longo da faculdade. Basta se dedicar aos estudos!

É organizado

Ser organizado é uma das coisas mais importantes para quem quer se dar bem como advogado. Essa característica é essencial, pois durante a carreira esse profissional precisa lidar com uma grande quantidade de documentos. Muitos deles ainda em formato físico.

Se inspirou em Suits e vai fazer vestibular para Direito?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil na série

Já imaginou a confusão que iria ser se eles estivessem espalhados por todos os lados? Ainda existe a questão da agenda de compromissos, como audiências e reuniões. Afinal, ninguém quer um advogado que vive chegando atrasado.

Manter a organização, portanto, é uma forma de garantir que o dia a dia irá fluir mais facilmente. Uma dica para começar a exercitar isso ainda no início da graduação é manter uma agenda, que pode ser digital ou física, sempre por perto e atualizada.

É capaz de se comunicar bem

Um advogado está sempre lidando diretamente com pessoas. Seja em reuniões com os clientes ou em audiências. Por esse motivo, todo bom profissional precisa ser capaz de se comunicar e transmitir bem as suas opiniões e ideias.

Vai cursar Direito e é fã da série How To Get Away With Murder?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil entre os “Keating 5”

Saber ouvir os outros faz parte dessa característica. Sim, não é apenas saber falar, mas também escutar opiniões de pessoas diferentes, para assim ponderar e poder se expressar com mais clareza sobre o assunto.

Uma dica para quem é tímido e não se sente confortável falando na frente de estranhos é treinar, sozinho, na frente do espelho. Atualmente existem cursos de oratória que são focados em advogados e são ótimos para ajudar a “destravar”.

Escreve com clareza

Escrever bem é outra coisa indispensável no perfil de um bom advogado. Até porque, esse profissional precisa escrever e-mails profissionais, contratos e outros documentos com bastante frequência.

Não pense que você precisa ser o novo Machado de Assis, viu? Basta escrever de maneira clara e objetiva e sem erros gramaticais. Isso já ajuda a passar uma boa imagem profissional.

Trabalha bem em equipe

Ninguém trabalha totalmente sozinho. Na área de Direito é bem comum que os profissionais atuem com grandes equipes. Isso inclui os clientes e outros funcionários do escritório, por exemplo.

Por esse motivo, um bom advogado sabe trabalhar com outras pessoas. Saber entregar tarefas, pedir ajuda e dar (ou mudar) de opinião quando necessário e, é claro, tendo paciência para entender que todo mundo é diferente, são coisas essenciais aqui.

Tem inteligência emocional

Ter inteligência emocional é saber identificar e lidar com os sentimentos e isso é algo que todo bom advogado deve ter. Em primeiro lugar, porque é preciso ter empatia e saber se colocar no lugar do cliente. No entanto, é preciso ter consciência para não deixar que os sentimentos prejudiquem a capacidade de pensar de maneira lógica.

Em segundo lugar, a rotina de um advogado pode ser bastante estressante, principalmente quando se está no meio de um caso difícil. Nessas ocasiões é essencial saber manter a calma, para que os sentimentos negativos não prejudiquem o julgamento.

Gosta de ler

Você já deve ter percebido que os estudantes de Direito vivem carregando vários livros, não é? Pois, saiba que eles são realmente lidos e após formados a situação não muda muito. Fazendo com que o profissional precise ler e muito no seu dia a dia.

Processos, contratos, livros da profissão, leis. Tudo isso são coisas que um advogado encara diariamente. Por isso, se você não gosta de meter a cara nos livros, é bom começar a criar esse hábito antes mesmo de ingressar na graduação.

Gosta de estudar

Não vá supondo que um advogado só precisa estudar durante a faculdade. Como é um campo das Ciências Humanas, o ramo do Direito está sempre se atualizando, novas tecnologias vão surgindo, leis vão sendo criadas ou modificadas.

Por isso mesmo um bom profissional está sempre atento a essas mudanças e se mantém por dentro de tudo o que é importante, ou pode influenciar, na sua carreira.

Ama o que faz

Por fim, um bom advogado é aquele que ama o que faz. Até porque, de nada adianta se forçar a estudar algo e, após formado, exercer a profissão de maneira apática.

Profissionais que trabalham com paixão sempre são reconhecidos de longe e chamam a atenção de todos pela dedicação, esforço e amor ao trabalho. O sucesso vem como consequência de tudo isso.

Como se tornar um advogado?

Para se tornar um advogado é preciso, em primeiro lugar, fazer uma graduação em Direito. O curso, que no Brasil é oferecido na modalidade presencial, dura cinco anos e tem uma carga horária de 3.700 horas de estudo.

No decorrer dos 10 períodos, o estudante irá aprender a fazer desde planejamento e controladoria, até a prestar assessoria e consultoria jurídica. Antes de conseguir o diploma, é preciso ainda cumprir algumas horas de estágios supervisionados e apresentar um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso).

O segundo passo para se tornar um advogado é ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Só assim é possível conseguir a carteira que permite que um bacharel em Direito atue advogando.

Como é o mercado de trabalho para um advogado?

O mercado de trabalho para Direito, especialmente para quem pretende atuar como advogado, é bem amplo e está sempre em crescimento. Os profissionais podem escolher trabalhar em diversas áreas, como trabalhista, da família e empresarial.

É possível ainda atuar como autônomo, se candidatar a uma vaga em algum escritório ou até mesmo montar um escritório próprio após formado. Já os salários costumam ficar em uma média de R$4.099,36 mensais.

Gostou de descobrir qual é o perfil de um bom advogado e deseja mesmo seguir essa carreira? Então, aproveita e dá uma olhada nos outros conteúdos que o Hora da Facul preparou sobre o curso de Direito e fique bem informado!

 

Áreas do Direito com carência de profissionais

Como empreender em Direito

5 áreas do Direito pouco exploradas e promissoras

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.