Quando a Administração passou a ser profissão?

Roberto Dezorzi
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Crédito: Canva.

Primeiramente, falar de quando a administração passou a ser profissão é uma tarefa desafiadora. Sobretudo, envolve pesquisas em história e a busca de informações dentro da própria Administração como ciência.

Além disso, quando você vai encontrando registros e dados sobre um possível tempo específico ou data, estes acabam deixando de lado alguns detalhes. Por isso, vamos tratar esse tema de uma forma breve. Juntamente como trazer alguns tópicos que vão interessar bastante quem vai fazer uma graduação em Administração.

Resumidamente, é comum conceituar a origem da profissão de administrador de empresas entre mais ou menos 7.000 anos, na Suméria. Já que neste período, as civilizações da Mesopotâmia se organizavam na forma de cidades e possuíam governos organizados.

Consequentemente, considera-se esta uma forma de administração profissional. Portanto, a partir do momento em que foi confirmada a existência de registros públicos cuneiformes em tabletes de argila, encontramos uma forte evidência de organização. E isto é com certeza um dos pilares fundamentais do curso de administração nos tempos atuais.

Uma breve história da profissionalização da Administração 

O desenvolvimento da Administração como profissão no Brasil e no mundo envolve a consolidação de suas atividades práticas no setor público e privado.

Assim, podemos chamar de evolução dentro dessas organizações e, dentro de cada uma delas, a administração foi utilizada para que pudessem desempenhar suas ações da maneira mais correta possível e produzir resultados positivos.

Resumidamente, veja abaixo algumas correntes de estudo que podem nos ensinar mais sobre quando a administração passou a ser profissão.

A Administração acompanha a Evolução da humanidade

É comum afirmar que a Administração foi profissionalizada de forma diversa, ou seja, em diferentes períodos de tempo e localizações diferentes. Como por exemplo: Suméria; Egito Antigo; Império Chinês; Civilizações Pré-Colombianas; etc.

Isso ocorre, porque todas estas sociedades mantinham uma estrutura organizacional com gestão de despesas e investimentos, e também recursos humanos. Somados ao gerenciamento de recursos materiais e planejamentos com prazos e objetivos. Isso tudo ilustra perfeitamente a profissionalização da Administração nos tempos antigos.

Ainda, ao buscar mais registros sobre quando a Administração se tornou profissão é comum encontrar as diferentes formas em que foi exercida ao longo dos processos civilizatórios.

Os Otomanos 

Um exemplo disso ocorreu no atual território da Turquia, na época chamado de Império Otomano, onde administrava-se diversos feudos. 

Estes servidores públicos realizavam a contagem das populações das regiões e também o cálculo de suas riquezas. Além de gerenciarem os conflitos ali existentes, tanto de maneira administrativa, como judicial e econômica.

Os Prelados Católicos

Mas o que significa um Prelado Católico?

Relaxe, não pense em bobagens. O Prelado é uma autoridade existente dentro da Igreja Católica. Neste caso da parte administrativa, ele tem a missão de governar e comandar de forma centralizada um determinado território da instituição religiosa.

Estes cargos eram ocupados por Bispos e até padres, sendo muito comuns na Idade Média. Já naquela época, a igreja era a única “empresa” com rígidos controles administrativos. Afinal, não é por acaso que denominamos este período como Idade das Trevas.

Os Fiscalistas Germânicos

Primeiramente, são chamados de germânicos devido à sua origem em países como a Alemanha e a Áustria. Eles eram professores e administradores públicos responsáveis por várias atribuições e funções.

Sua existência é datada entre os séculos XIV e XVIII, e tiveram papel fundamental no setor público e tinham fama de serem extremamente rígidos com o controle de gastos e investimentos.

A  profissão de administrador dentro das organizações militares

Na evolução da administração de empresas, não podemos deixar de citar as organizações militares e sua profissionalização. 

Certamente, o primeiro exército a utilizar administradores ou intendentes foi o famoso exército romano. Este inclusive, pagava salários e fornecia equipamentos aos legionários.

Mas logo após, na idade média, as organizações militares mudaram radicalmente. Saindo das ordens religiosas dos cavaleiros (templários e hospitalários) para os exércitos de mercenários que atuavam em toda Europa. 

De lá até meados da Revolução Francesa, a disciplina e a organização sofreram grandes transformações devido à necessidade de criar forças armadas regulares e poderosas. Isso teve uma consequência muito grande na adoção de princípios e práticas administrativas comuns a todas as empresas contemporâneas.

A Administração se torna uma profissão

Até aqui, trouxemos diversos exemplos da prática profissional da arte de administrar.  Mas até que ponto as civilizações da antiguidade e as sociedades medievais sabiam que isso era a profissão de um administrador de Empresas? Isso é bastante difícil de responder ou quase impossível.

Porém, vale lembrar que um dos marcos mais importantes que valem como pilares da profissionalização da Administração foi a chamada Revolução Industrial. 

Este período, iniciado por volta de 1760 e que veio a terminar em 1840, marcou mudanças econômicas, sociais, políticas e gerenciais. O que teve consequências diretas na forma de ver a Administração como algo único e com conceitos próprios. Ou seja, uma ciência e uma profissão.

Os estudos de Taylor e o olhar moderno da profissão

Por volta de 1910, surgem então os estudos sobre Administração Científica por parte do engenheiro americano, Frederick W. Taylor. 

Suas pesquisas tinham como principais conteúdos a prática da divisão do trabalho, melhoria de métodos de produção, supervisão de atividades, busca de eficiência e diversas outras práticas. 

Taylor, criou conceitos como gerenciar, controlar, coordenar, etc. Sempre presentes na atual Administração de Empresas.

Considerações finais sobre a profissão de Administração e sua origem

Diante do exposto, desde o comecinho deste artigo, mencionou-se alguns pontos de quando a administração passou a ser profissão. Contudo, saiba que os estudos desta ciência estão sempre em andamento, por conta da complexidade dos sistemas e consequentemente, do âmbito administrativo.

A evolução da administração de empresas de forma profissional saiu do antigo Oriente Médio e agora ocupa espaços corporativos em todos os países do mundo. 

Certamente, os princípios básicos sobrevivem e são transformados por novas práticas ainda mais dinâmicas na hora de gerenciar pessoas e processos. É o caso do marketing.

Neste texto, apenas tentamos ser claros e objetivos para mostrar de uma forma rápida e simples que a administração é uma ciência como o Direito, a Agronomia e a Engenharia Civil. Ou mesmo tantas outras.

Assim como elas, a Administração de Empresas foi tomando forma e consolidando conceitos à medida que a humanidade evoluiu. Portanto, muitos estudos e conteúdos teóricos encontrados na faculdade de administração nos dias de hoje vieram destes exemplos do passado.

Por fim, a administração engloba empresas e pessoas, suas relações com outras instituições e o mercado. Desejamos que os futuros administradores tenham gostado deste pequeno artigo e que tenham menos dúvidas para encarar os desafios junto a esta área de estudo e profissão tão desafiadora.

Gostou da nossa leitura? Então acesse abaixo mais conteúdos como este:

Matérias da faculdade de Administração

O que faz um administrador?

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.