Os efeitos da cultura digital no Ensino Superior

Sabrina Silva Gomes
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Os efeitos da cultura digital no Ensino Superior requer de professores, gestores e alunos novas dinâmicas, disciplinas e habilidades para atuar no mercado de trabalho cada vez mais tecnológico.

A cultura digital do Ensino Superior tem o desafio de preparar os estudantes para um novo cenário com profissões que ainda não existem. Além de, preencher as lacunas de cargos que já estão com falta de funcionários.

A cultura digital trouxe mudanças significativas e ainda está promovendo transformações que atingem todo o setor educacional. Um deles é o Ensino Superior (IES), que está se adaptando a essa realidade. Afinal, são essas instituições que preparam futuros profissionais para atuarem em diversas áreas.

Portanto, não só em automatizar processos de relacionamento com alunos a cultura digital no Ensino Superior está causando efeitos. Mas, também na formação de professores e nas novas disciplinas para todos os cursos.

Por exemplo, universidades como Pitágoras, Anhanguera e Unopar adotaram em suas grades curriculares disciplinas como Empreendedorismo, Design Thinking, Mindset Ágil e Projeto De Vida. Dessa maneira, o objetivo é preparar os estudantes para um contexto de trabalho que busca inovação, expertise digital e criatividade.

Além disso, no mundo globalizado o trabalhador está sujeito a um modo de pensar crítico, preparado para agir e se adaptar a essas transformações da cultura digital. Também a lidar com conflitos e imprevistos e, é onde suas habilidades serão mais exigidas.

Já que, robôs, inteligência artificial e softwares executaram tarefas rotineiras que antes eram realizadas pelos seres humanos. Entretanto, isso não tira o protagonismo dos seres humanos no mercado de trabalho.

Sim, demanda dos profissionais uma nova atitude de trabalho em equipe, resolução de problemas complexos e competências socioemocionais. Portanto, a cultura digital no Ensino Superior apresenta desafios para esse setor, que precisa acompanhar mais de perto as mudanças tecnológicas e preparar os estudantes para as competências e habilidades necessárias.

O futuro do mercado de trabalho

A transformação digital na Educação é mais que necessária para suprir a necessidade de profissionais principalmente na área de Tecnologia. Além de, uma estrutura curricular com disciplinas interagindo com novas competências, novos cursos tanto técnicos quanto de graduação precisam ser montados.

Segundo dados divulgados pela Tribuna Online, em São Paulo, cerca de 30 profissões não conseguem ser preenchidas por falta de profissionais qualificados. Por exemplo, na área da saúde, fiscal, marketing e tecnologia.

Às vezes, uma vaga que está em aberto durante muito tempo, ainda não encontrou um profissional com pré-requisitos básicos do cargo. Então, por um lado temos um mercado necessitando urgente de profissionais, enquanto há outro com uma taxa de desemprego que chega a 14,76 milhões, dados de julho de 2021 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo as pesquisadoras Edna Lúcia e Miriam Vieira, um dos desafios da transformação digital na Educação é: “buscar condições para ancorar a preparação do profissional do futuro requer uma estratégia diferenciada. Este profissional deverá interagir com máquinas sofisticadas e inteligentes, será um agente no processo de tomada de decisão.”

10 profissões do futuro

Já estão surgindo no mercado algumas profissões que exigem uma estratégia das universidades para suprir a demanda que está gradualmente crescendo. Por exemplo, o Mapa do Ensino Superior do Brasil de 2018 em sua edição especial elencou as profissões do futuro.

A pesquisa é realizada todo ano pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp). E, tem objetivo de compilar os principais dados para o entendimento do cenário do Ensino Superior no país.

Confira a seguir as profissões que estarão em alta daqui há alguns anos. Aproveita e já vai escolhendo a sua!

  • Agricultor Digital e Designer de máquinas agrícolas

O principal efeito da cultura digital no Ensino Superior é a permanente preparação dos estudantes para lidar com a Inteligência Artificial (AI) em todos os setores econômicos. Incluindo a Agricultura.

Por isso, o agricultor digital e o designer de máquinas agrícolas são profissões que pensaram em sustentabilidade ambiental, sistemas de geolocalização, estatísticas e Big Data.

Cursos relacionados: Agronegócios, Agronomia, Automação Industrial.

  • Defensor da Ética Tecnológica

Será responsável por intermediar as regras éticas entre humanos e máquinas.

Cursos que você pode fazer: Direito, Ciência da Computação.

  • Gestor de negócios em Inteligência Artificial

Desenvolvimento e implementação de programas para negócios relacionados em Inteligência Artificial. Portanto, esse profissional terá que lidar com computação em nuvem, machine learning e vendas.

Cursos: Computação em nuvem, Arquitetura de dados, Engenharia da Computação.

  • Gestor de Influenciadores Digitais

Essa profissão é uma das primeiras com influência da transformação digital na Educação. Os influenciadores fazem parte da nossa vida. Ainda, as agências trabalham com equipes especializadas para a gestão deles.

Então, está alta para conseguir uma vaga os cursos de Marketing e Publicidade e Propaganda são o caminho. Também será necessário gostar de análise de dados.

  • Especialista em Impressões 3D

Este especialista será responsável por gerenciar as operações em máquinas 3D. Logo, conhecimentos em projetos de design e engenharia civil ou eletrônica serão necessários.

Cursos relacionados: Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia de Controle e Automação.

  • Minerador Espacial 

A função deste profissional será explorar novos minérios em outros planetas. Aliás, isso já é uma realidade. Um projeto para extrair gelo da Lua está sendo desenvolvido por três empresas com incentivo da NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço em português).

Se você tem interesse nesta profissão pode fazer os cursos de: Física, Engenharia Aeroespacial, Engenharia de Controle e Automação e Engenharia de Minas e Energia.

  • Autor de jornadas de realidade aumentada

Nesta função o principal é criar e personalizar jornadas de realidade virtual. Lembra Pokémon Go? Então, jogos e outros tipos de entretenimento como esses serão mais comuns.

Cursos relacionados: Design Gráfico e Jogos Digitais.

  • Hacker Genético

Esta profissão, poucos imaginavam. A transformação digital na Educação transformará as faculdades de Medicina e Biomedicina em um novo cenário. Além de entender do corpo humano, será necessário habilidade com programação, modelagem estatística e big data.

O “hacker” genético irá aperfeiçoar fatores da constituição biológica humana, ao nível celular e microbiológico para testes clínicos, desenvolvimento de medicamentos e alimentos geneticamente modificados.

Cursos: Medicina e Biomedicina.

  • Controlador de tráfego multidimensional

A utilização de drones e veículos autônomos tem aumentado e no futuro serão bem comuns. O Controlador de tráfego multidimensional organizará e gerenciará o espaço rodoviário e aéreo. Assim, será necessário conhecimento em inteligência artificial.

Cursos relacionados: Engenharia de Transportes, Logística e Engenharia de Mobilidade.

Algumas dessas profissões já estão engatinhando e ganhando espaço, outras como essa última, está para um futuro próximo. Entretanto, a cultura digital no Ensino Superior trouxe um novo panorama sobre o mercado de trabalho.

Agora, as questões e desafios são preparar profissionais com habilidades técnicas e de inteligência emocional, de comunicação e trabalho em equipe. Ainda, ensinar que a constante atualização e interesse em conhecimento não é uma fase só da faculdade. Mas, que deve ser executada durante toda a carreira.

Pensando nisso, preparamos uma matéria sobre leitura dinâmica que pode ajudar você a aumentar seu potencial de conhecimento. Confira aqui!

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 1 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.