Quais áreas da Engenharia de Produção estão em alta?

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul

O engenheiro de produção é um profissional muito importante, sendo responsável, principalmente, por garantir a eficiência dos processos produtivos. Além disso, outra parte importante do trabalho desse profissional é manter custos de produção baixos em indústrias e empresas. Dá para imaginar porque tantas organizações precisam desse especialista, que encontra um mercado aquecido e com altos salários. E quais são as áreas da Engenharia de Produção em alta na atualidade?

Podemos dizer que todas as empresas que têm uma linha de produção precisam do trabalho de um engenheiro de produção, capaz de dimensionar e gerenciar os processos. Esse profissional utiliza conhecimentos técnicos, além de um forte aprendizado em gestão de pessoas, administração e até economia para desempenhar o seu trabalho da melhor forma possível.

Além de cuidar da engenharia no campo dos processos de produção, existe a possibilidade de trabalhar também, por exemplo, com Engenharia do Trabalho. Nesse caso, o profissional vai gerenciar os recursos humanos utilizados em toda a cadeia de produção. Entre outras possibilidades estão a agroindústria, planejamento e controle de produção, manufatura, entre outros. Para te ajudar a encontrar o melhor caminho, trouxemos algumas das principais áreas de Engenharia de Produção em alta.

Está pensando em prestar vestibular para Engenharia de Produção?

Faça o teste e descubra se o curso combina com você

Quais são as atuais áreas de Engenharia de Produção em alta?

Vale lembrar que profissionais especializados estão entre os mais procurados em boa parte das indústrias e empresas. Por isso, depois de se formar, vale à pena escolher uma área de atuação para dedicar seu tempo de estudo, trabalho e formação. A qualificação profissional passa também por cursos extracurriculares, eventos, seminários, pós-graduação e palestras, entre outras possibilidades.

O mais importante é saber direcionar esse tempo de preparação para uma mesma área, o que pode melhorar o seu currículo, a sua segurança no trabalho e a confiança na hora de se lançar no mercado. Um engenheiro de Produção encontra um mercado vasto, aquecido e com bons salários. Por isso a Engenharia de Produção, assim como outros ramos dessa área, continua entre os cursos mais procurados no país.

Com uma concorrência alta, tornar-se um profissional especializado é ainda mais essencial. Separamos algumas das principais áreas para você conhecer um pouco mais de perto e decidir qual é a que combina com seus objetivos de carreira.

  1. Engenharia de Qualidade
  2. Logística
  3. Sustentabilidade
  4. Engenharia Organizacional
  5. Engenharia do Trabalho

 

Engenharia de Qualidade

Essa área tem uma função essencial nas empresas, contribuindo, principalmente, para padronizar os processos. O engenheiro vai planejar, projetar e até mesmo controlar os sistemas de gestão de qualidade. O objetivo é promover um trabalho mais eficiente, com custos menores e maior garantia de qualidade. Entre as atividades que fazem parte da rotina do engenheiro nessa especialidade está a realização de auditorias, além de normatizar os processos internos.

Logística

Esse setor é bem conhecido para os engenheiros de produção, que envolve, de maneira geral, transporte, movimentação e armazenamento de insumos e materiais no estoque das empresas. Existe também a possibilidade de trabalhar com processos de entrega dos produtos até os clientes, no caso de profissionais que escolhem o varejo.

Na rotina, processos que envolvem trocas e devoluções são recorrentes. O engenheiro vai trabalhar com toda a cadeia de suprimentos, desde o recebimento até o envio final dos materiais. Além de controlar essas atividades, o engenheiro de produção deve buscar reduzir custos, melhorar a produtividade e otimizar recursos disponíveis.

Engenharia de Sustentabilidade

As áreas de sustentabilidade têm crescido em diferentes profissões. Isso acontece pelo aumento de uma produção mais verde, que utiliza recursos de forma mais responsável. É uma área muito promissora nas empresas e em alta no mercado.  Nela, o engenheiro de produção vai trabalhar para otimizar processos, reduzir custos e aumentar a produtividade, mas, o uso inteligente e responsável dos recursos naturais deve ser uma prioridade. Outro ponto importante é o cuidado com o descarte de resíduos das empresas.

Engenharia Organizacional

Essa especialização vai lidar com diferentes conhecimentos relacionados a gestão e planejamento. Os profissionais, nesse caso, devem buscar a otimização e processos visando a modernização das estratégias de negócios de uma empresa. Por isso, o perfil de quem escolhe essa área deve ser mais analítico, criativo e observador. Entre os principais objetivos está a implementação de tecnologias para elevar os níveis de produtividade e eficiência das empresas.

Engenharia do Trabalho

Indicada para profissionais que querem trabalhar mais diretamente com a gestão de pessoas. Aqui, o foco dos engenheiros é projetar tarefas desempenhadas por cada funcionário, além do sistema e ambiente de trabalho. Nesse caso também é importante manter-se atento aos recursos, mas o objetivo é utilizá-los para criar a melhor distribuição possível para um bom desempenho da equipe.

Entre as principais questões que entram na rotina desse profissional estão a saúde, higiene, segurança e ergonomia do trabalho. O objetivo é sempre resguardar a integridade física dos profissionais e contribuir para as melhores relações na equipe. Por isso, o engenheiro de produção que escolhe essa área vai trabalhar com soluções que interferem de forma direta no cotidiano de diferentes trabalhadores.

O que mais saber sobre as áreas em alta na Engenharia de Produção?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as áreas que estão em alta no mercado para Engenheiros de Produção, escolha aquela que mais se aproxima do seu perfil e de suas metas para a carreira. Depois disso é importante se qualificar, continuando os estudos mesmo após a graduação. Existem outras possibilidades de trabalho além das que citamos aqui, como, por exemplo, Pesquisa Acadêmica, Planejamento e Controle, Engenharia do Produto, Engenharia da Inovação e Engenharia Econômica.

Por isso, é importante ficar sempre de olho nas transformações do mercado, principalmente em períodos de tanta mudança. Além disso, mantenha-se sempre atualizado em relação a novos processos e tecnologias utilizadas para a Engenharia de Produção. O mercado está aquecido e possui amplas possibilidades, mas procura por profissionais especializados e interessados em crescer constantemente.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.