Quanto ganha um psicólogo?

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul

A área de psicologia tem crescido muito nos últimos anos e ganhou ainda mais destaque, principalmente, em tempos de pandemia. A graduação tem sido cada vez mais disputada, com jovens que buscam um campo de trabalho diverso e, ao mesmo tempo, com forte relação e impacto social. Além da atuação em clínicas e hospitais, os psicólogos encontram amplo mercado na área de gestão de pessoas e Recursos Humanos, ganhando destaque em todos os tipos de indústrias e empresas. Mas, afinal, quanto ganha um psicólogo?

Os psicólogos podem atuar também em escolas, equipes esportivas, presídios, centros de assistência e reabilitação de menores e diversos outros espaços que precisam de um cuidado mais atento com a saúde emocional de seus integrantes. De forma geral, podemos dizer que um psicólogo estuda e trabalha com o objetivo de avaliar o desenvolvimento emocional, os processos mentais e sociais de diferentes grupos e indivíduos.

Depois de avaliar, esse profissional chega à etapa da análise, tratamento, orientação e educação. Os psicólogos podem trabalhar de maneira autônoma ou de carteira assinada, transitando por atividades ligadas ao serviço social, à saúde e à educação. A média salarial pode variar de acordo com a área escolhida. De acordo com o Banco Nacional de Empregos (BNE), o salário médio de um psicólogo é de R$ 3.193 no Brasil.

Vai fazer vestibular para Psicologia?

Descubra qual área de atuação mais combina com você

 

Quanto ganha um psicólogo em diferentes áreas?

Com um mercado tão amplo e diverso, a média salarial costuma ser diferente para cada área de atuação. Por isso, trouxemos alguns exemplos:

Psicólogo Esportivo: R$ 2.915

Psicólogo Escolar: R$ 2.846

Psicoterapeuta: R$ 2.579

Psicólogo Criminal: R$ 3.636

Psicólogo Jurídico: R$ 3.119

Psicólogo Social: R$ 3.088

Psicólogo hospitalar: R$ 3.633

Psicólogo Social: R$ 3.353

Psicólogo Clínico: R$ 2.965

Psicólogo do trabalho: R$ 2.576

Enquanto isso, o Guia de Profissões e Salários da Catho traz uma média um pouco mais abaixo, apontando para R$ 2.220. De acordo com o mesmo site, existem três áreas que pagam melhor: sindicatos, associações e ONGs: média de R$ 2.421. Vale lembrar que a média e o piso salarial também costumam variar de acordo com a região.

Em São Paulo, por exemplo, o piso é de R$ 2.861, enquanto no Mato Grosso do Sul o piso é de R$ 3.253. Outro fator que também influencia nessa diferença é o tempo de trabalho e a qualificação profissional de cada psicólogo. Um bom exemplo dessa questão é a média apontada pelo Site Nacional de Empregos (Sine), que mostra R $1.832 para iniciante em empresa pequena, e R $7.561 para nível master em empresa de maior porte.

O que saber mais sobre quanto ganha um psicólogo

Alguns dos salários mais altos estão na área de Recursos Humanos. De acordo com a pesquisa salarial do Datafolha, um supervisor de recursos humanos ganha em média R $6.848, e um diretor de RH tem média salarial de R $24.706. Vale lembrar que, como a carreira está em alta, os salários têm aumentado nos últimos anos. Para exercer a profissão, além de ter formação superior em instituição reconhecida pelo MEC, é preciso tirar o registro no conselho regional da categoria.

Outro exemplo de como a profissão tem crescido e se diversificado ainda mais é a presença cada vez maior de psicólogos entre os setores de marketing. Nesse caso, os profissionais podem ajudar a definir estratégias baseadas no comportamento do consumidor para as empresas. Além disso, podem trabalhar para aprimorar os processos de comunicação interpessoal.

Também é importante ressaltar que a saúde emocional é uma habilidade cada vez mais importante para trabalhadores de diferentes profissões. O que coloca psicólogos em posição de destaque para contribuir com a entrada de profissionais nos mais diversos mercados.

E como aumentar o salário em psicologia?

Você já deve ter percebido que o salário de um psicólogo pode variar bastante, mostrando diferentes valores de acordo com a região, especialidade, qualificação profissional e tempo de carreira. Mas, se você quer investir na área e buscar soluções para aumentar a renda, existem alguns caminhos possíveis. Para ajudar, nós separamos quatro ótimas possibilidades:

Investir na  formação

Já falamos aqui o quanto a qualificação profissional é importante nessa área. Quanto mais qualificado, maiores as chances de um profissional ser remunerado com altos salários. Por isso, invista em cursos extracurriculares, faça pós-graduação, pense em se inscrever no mestrado e doutorado. Procure cursos de língua e, quem sabe, pequenos intercâmbios em universidades e escolas de outras cidades ou de outros países. Esse é um dos pontos básicos para aumentar sua média salarial em psicologia.

Encontrar uma área de especialização

Decida em que área você quer se especializar e invista em cursos que aumentem seus conhecimentos sobre ela. Quanto mais especialista for um profissional em determinado assunto, maiores as chances dele ser contratado com uma base salarial maior. Trace um caminho a seguir e mantenha-se focado.

Investir na neuropsicologia

A psicologia clínica, por trabalhar diretamente com a saúde humana, é uma das que mais cresce no mercado. E, se quiser se especializar nessa área, um bom caminho pode ser a neuropsicologia. Esse é um conhecimento atual e muito necessário em tratamentos de diferentes transtornos. As consultas e avaliações com profissionais especialistas nesse ramo costumam ter um curso maior.

Trabalhar com Recursos Humanos em grandes empresas

Outra área com grandes possibilidades de altos salários no mercado é a de Recursos Humanos. Principalmente para profissionais que trabalham em grandes empresas. Os recursos investidos por grandes corporações costumam ser altos para a psicologia, já que ela vai afetar diretamente o cotidiano de trabalho de toda a organização.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre quanto ganha um psicólogo em diferentes áreas e especializações, fica mais fácil decidir por que caminho seguir. Mas, vale lembrar que, além de pesquisar sobre o salário, é importante escolher uma área que você goste e que se relacione com os seus interesses atuais, já que ela vai ocupar boa parte do seu cotidiano, entre estudos, pesquisas e diferentes espaços de trabalho.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.