Carreiras da Arquitetura e Urbanismo ainda pouco escolhidas

Lucas Fonseca e Silva
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Photo by energepic.com from Pexels

Muitos que pensam em se tornar arquitetos urbanistas não imaginam o leque de alternativas para seguir nesta carreira. A maior parte dos profissionais da áreas se concentram nos nichos da construção civil, paisagismo, design de interiores e planejamento urbano. Dessa maneira, algumas carreiras da Arquitetura e Urbanismo ainda são pouco escolhidas pelos profissionais da área.

Além disso, a maior parte dos profissionais trabalham de forma autônoma, ou em escritório de terceiros, o que implica diretamente na ausência de trabalhadores capacitados atuando em outras funções no mercado de trabalho.

Por isso, a fim de explorar novas áreas e mostrar quais delas estão com carência de profissionais, abordaremos aqui sobre diversos segmentos da Arquitetura e do Urbanismo. Acompanhe e fique por dentro de tudo!

Qual o cenário atual da Arquitetura e Urbanismo?

Segundo dados mais recentes do Conselho Nacional de Arquitetura e Urbanismo (CAU/BR), em 2020 o setor foi um dos que menos foi afetado pelas consequências da pandemia. Dessa forma, a análise de dados mostrou que os projetos arquitetônicos representaram cerca de 53% do total de serviços. A execução de obras ficou com aproximadamente 32%.

Dessa forma, os dados confirmam que há uma grande concentração de profissionais atuando nas áreas já tradicionais. Por isso, se você busca atender às carências do mercado, preste atenção nos próximos tópicos!

Conheça carreiras pouco escolhidas de Arquitetura e Urbanismo

Apesar de manter uma distribuição desequilibrada de trabalhadores em diferentes nichos da Arquitetura e Urbanismo, o setor também busca por profissionais especializados e capacitados para diversas outras funções no mercado. 

Devido aos avanços da profissão, é indispensável pensar nas alternativas de atuação no setor como forma de preencher carreiras ainda pouco escolhidas pelos arquitetos. Assim, é possível se preparar para as futuras tendências da profissão e ficar atento às oportunidades de novas vagas.

Veja a seguir algumas das áreas de Arquitetura e Urbanismo que precisam de novos profissionais especializados e que podem ser uma excelente alternativa para agregar a sua carreira.

Luminotécnica

A área se define pelo estudo da iluminação artificial de ambientes e pode ser uma ótima escolha para a carreira de um arquiteto ou urbanista. O segmento tem crescido muito com o avanço da tecnologia e das demandas atuais.

Nesse setor, o profissional pode atuar na iluminação de casas, eventos e diversos outros projetos que exigem conhecimento especializado para criação de ambientes com estrutura de iluminação artificial. 

Esse nicho ainda não possui tanta força no mercado de atuação, pois, faltam capacitação e incentivo aos que buscam carreiras que precisam de novos profissionais.

Design para produção de móveis em série

Outro nicho que ainda não possui tanta visibilidade no mercado, mas que também necessita de profissionais qualificados, é o de design para produção de móveis em série. O design de móveis é uma opção viável também para profissionais que pretendem se inserir no mercado de decoração de interiores.

O responsável pela função trabalha na criação de modelos de objetos e móveis para a produção em série, além de atuar diretamente com as demandas de clientes criando novas tendências.

Especialistas em Modelagem das Informações da Construção (BIM)

O segmento de Building Information Modeling (BIM) é importante em diversos setores da Arquitetura e Urbanismo, tanto na modelagem de projetos e consultorias quanto no desenvolvimento de novos softwares e pesquisas na área. 

Esse nicho enfrenta grandes desafios na procura de profissionais capacitados. A demanda por especialistas tem crescido a cada ano, junto aos avanços tecnológicos nas empresas e no mercado de trabalho em geral. 

Dessa forma, entende-se que o potencial de desenvolvimento desse segmento é grande e que a oportunidade para profissionais especializados é um caminho viável para conquistar a consolidação no mercado.

Designer Social Media

É um pouco estranho pensarmos em um arquiteto urbanista trabalhando com produção de conteúdo digital. No entanto, o mercado digital tem crescido de maneira exponencial e a busca por profissionais capacitados para esta função também acompanha o desenvolvimento.

Mas, como um profissional de Arquitetura pode atuar na produção de conteúdo? Através da criação de peças visuais e do alinhamento com uma equipe especializada em marketing, um arquiteto pode atuar na manutenção do design digital e na apresentação de projetos dentro das mídias sociais de uma determinada empresa. 

Somado a isso, manter um responsável pela prospecção de novos clientes e pela produção de conteúdo, pode ser uma ótima opção para alavancar o sucesso do seu escritório de Arquitetura!

Comunicação visual

Além da possibilidade de atuar como social media designer, arquitetos e urbanistas têm a oportunidade de operar na criação de marcas, desenhos industriais e projetos que necessitam de um planejamento de comunicação visual. E, assim como em outros nichos pouco escolhidos, o segmento também enfrenta dificuldades na busca por novos profissionais.

As habilidades técnicas da profissão podem ser aplicadas em diversos setores, como o do cinema, da televisão e da criação de campanhas publicitárias. Trata-se de uma função não muito conhecida, mas muito rentável para o profissional que busca se especializar na área. 

Especialistas em animações gráficas

Como já exposto, os nichos que buscam por profissionais especialistas em determinado serviço ainda possuem uma carência de trabalhadores qualificados. No entanto, a tendência é que, principalmente as áreas de tecnologia, cresçam muito no mercado da Arquitetura e do Urbanismo.

Por isso, a capacitação em animações gráficas também é uma ótima alternativa para arquiteto que pretende se especializar e seguir uma carreira que alinhe tecnologia, criação de conteúdo e conhecimentos técnicos da profissão.

Quanto ganha um arquiteto?

Segundo o site contabilizei.com.br, um arquiteto formado ganha, em média, R$ 4.420  por mês. Porém, entende-se que também essa faixa salarial pode variar de acordo com a área de atuação do arquiteto e sua experiência profissional.

Qual a importância de escolher uma especialização na profissão?

Como podemos perceber, grande parte dos arquitetos e urbanistas está concentrada nos setores convencionais da profissão. Isso significa que as demais funções disponíveis no mercado ficam em segundo plano ao pensarmos em uma carreira a seguir!

No entanto, para que haja uma distribuição mais igualitária e os profissionais da área possam aproveitar novas oportunidades de atuação, é essencial a especialização dos serviços prestados.

Seguindo as tendências atuais, as especializações mais indicadas envolvem o setor de tecnologia, pois é o segmento que mais se desenvolve na profissão. Então, se você quer ingressar no mercado de trabalho e quer aumentar seu potencial competitivo, não deixe de buscar novas capacitações através de uma pós-graduação, cursos específicos e workshops.

Acompanhou até aqui? Fale o que achou do conteúdo e, se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.