Como empreender em Direito

João Victor Chiaratti Maissen
Profissional graduado em Publicidade e Propaganda pela ESPM com experiências em Marketing Digital, Relações Públicas, Produção de Eventos e Comunicação em negócios das áreas de educação, entretenimento, e-commerce, varejo, entre outros. Estou disposto a ser um grande pensador criativo com uma mentalidade estratégica.
1

Crédito: Pexels

O curso de Direito é um dos favoritos dos brasileiros. Segundo o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, há mais de 1,2 milhão de advogados atuantes no Brasil. Além disso, são mais de 1.200 instituições de ensino que oferecem o curso no país. Nesse sentido, no Brasil há em média um advogado para cada 174, o que é bastante se compararmos com os Estados Unidos, cuja proporção é de um para 265 pessoas.  Confira mais detalhes aqui.

Para aqueles que querem se tornar grandes advogados, escolher uma boa faculdade é apenas o primeiro passo, mas e depois? Como é o mercado de trabalho em Direito? É possível se destacar em meio a tantos profissionais? Afinal, essas são perguntas essenciais para aqueles que buscam entrar nesse mundo.

Enfim, para aqueles que buscam descobrir um pouco mais sobre esse mercado, hoje nós vamos descobrir como empreender em Direito

Se inspirou em Suits e vai fazer vestibular para Direito?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil na série

Então, separe alguns minutinhos e venha com a gente!

Mas afinal, o que é um advogado empreendedor?

Quando falamos em empreender em Direito, logo pensamos em um advogado abrindo o próprio escritório, não é mesmo? Bom, esse tipo de pensamento não está incorreto, porém ele é um pouco vago. Em outras palavras, ser um advogado empreendedor vai muito além do que abrir o próprio negócio. 

Em resumo, empreender em Direito é poder criar novas formas de oferecer um serviço bem tradicional, nas quais o advogado deve pensar em atuar de maneiras diferentes a fim de valorizar todos os processos. Logo, o profissional de Direito deve dedicar-se ao máximo para atender a todas essas expectativas. 

Vai cursar Direito e é fã da série How To Get Away With Murder?

Preparamos um quiz para você descobrir qual é o seu perfil entre os “Keating 5”

Então, os advogados empreendedores precisam ter em mente que não basta abrir um escritório e oferecer serviços que outros escritórios oferecem, eles precisam ir mais adiante. Portanto, um advogado empreendedor é aquele que pensa estrategicamente nas oportunidades que o mercado oferece, sempre em busca da melhor maneira de entregar os serviços aos seus clientes. 

Escolher uma área

O motivo da graduação de Direito ser uma das favoritas dos brasileiros é que ela permite muitas oportunidades. Ao mesmo tempo que ela oferece especializações em várias áreas, todas com um bom valor de remuneração. 

Apesar dessa grande variedade de opções garantir muitos caminhos, ela ainda gera muitas questões e dúvidas para diversos brasileiros. Uma das principais perguntas é: qual das áreas de Direito eu devo seguir?

Vai fazer vestibular para Direito? 

 

Confira aqui se você tem o perfil dos estudantes e profissionais da área

Portanto, para os advogados que querem empreender em Direito, escolher uma área para se especializar é fundamental. Dessa forma, criamos uma lista com 11 áreas que são bem populares. Porém, essa escolha deve ser definida com muita calma e paciência, você não deve se precipitar e optar por um ramo que não tenha muita afinidade com o que você almeja para a sua vida profissional.

Confira abaixo:

  • Direito Penal;
  • Direito Civil;
  • Direito Ambiental;
  • Direito Empresarial;
  • Direito do Consumidor;
  • Direito Trabalhista;
  • Direito Tributário;
  • Direito Internacional;
  • Direito da Tecnologia da Informação;
  • Direito Agrário;
  • Direito imobiliário.

Fique de olho no mercado de trabalho

Como já foi dito acima, para empreender em Direito é necessário ficar de olho em todas as tendências e oportunidades do mercado de trabalho. Além disso, o advogado empreendedor deve sempre procurar uma forma de inovar e oferecer serviços com grande qualidade.

Portanto, uma das tarefas de um bom advogado empreendedor é prestar atenção nas movimentações do mercado de trabalho e sempre antecipar tendências. Mas, como fazer isso?  A melhor maneira é sempre estudar o mercado externo, como por exemplo: a economia do país, os comportamentos dos consumidores, o papel da tecnologia, o contexto político, entre outros. 

Afinal, tenha em mente que o advogado empreendedor que possuir essa visão bem apurada do mercado irá conquistar uma vantagem competitiva perante aos seus concorrentes. 

Invista em Marketing Digital

Outro fator muito importante para empreender em Direito é saber da importância do marketing digital para o seu negócio. Em suma, ele será essencial para ajudar na divulgação e no crescimento do seu empreendimento. Portanto, saiba que você deverá investir muito nele para alcançar ótimos resultados. 

Para aqueles que não sabem, o marketing digital é responsável por cuidar de todas as estratégias de divulgação de uma marca no meio digital. Logo, tudo que estiver relacionado ao conteúdo que você quer divulgar, o público que você quer conversar e o engajamento necessário para alavancar seu negócio, são responsabilidades do marketing digital. Sendo assim, ele será um grande aliado.

Seja um profissional multidisciplinar

O advogado que pretende empreender em Direito deve sair da sua zona de conforto e tentar pensar “fora da caixa”. Dessa forma, esses profissionais precisam estar atentos ao que o mercado de trabalho exige. Todos sabem que a tecnologia mudou a maneira que a sociedade funciona, ela trouxe grandes inovações como: a inteligência artificial, a robotização, o armazenamento em nuvens, business intelligence, entre outros. 

Contudo, mesmo com a chegada da tecnologia e seus benefícios, há certas habilidades que são exigidas pelos profissionais do futuro. Logo, todo advogado empreendedor deve ficar de olho nelas e desenvolvê-las. Confira algumas abaixo:

  • Pensamento crítico;
  • Criatividade;
  • Gestão de pessoas;
  • Inteligência emocional;
  • Saber tomar decisões complexas.

Tenha paixão no que faz

Por último e não menos importante, faça tudo com muito amor e paixão. Em outras palavras, esse é um requisito primordial para qualquer advogado empreendedor, ele deve possuir fascínio pela atividade escolhida. Afinal, o processo de empreender em Direito é muito desafiador, ele irá apresentar vários altos e baixos. Portanto, o profissional deve amar o que faz e estar preparado para as dificuldades do empreendedorismo.  Além disso, tenha em mente que o advogado que empreende irá transformar um projeto de vida em algo desafiador e gratificante.  

Pronto, agora que você conheceu um pouco sobre como empreender em Direito! O que acha de descobrir um pouco mais sobre essa área? Confira abaixo algumas matérias que separamos especialmente para você.

Faculdade de Direito: Tudo o que você precisa saber

Melhores Faculdades de Direito e como escolher

Tudo que você precisa saber para ter sucesso no vestibular para Direito

Conheça 10 profissões de Direito que estão em alta

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.