Como empreender na área farmacêutica

Ana Carolina Silva
Colaborador do Hora Da Facul
1

Segundo dados do Conselho Federal de Farmácias (CFF), o Brasil tem cerca de 235 mil profissionais farmacêuticos, que atuam em 135 áreas do setor. Por exemplo, se levarmos em conta apenas o setor de farmácias e drogarias, o percentual de profissionais é de 81%. Afinal, como as estatísticas do CFF mostram, a maioria dos profissionais graduados em Farmácia, inicia a carreira nesses empreendimentos. E você, tem interesse em empreender na área farmacêutica? Então continue a leitura desse post e saiba mais sobre o assunto!

O que preciso para empreender na área farmacêutica?

Por conta das várias possibilidades de empreendimentos farmacêuticos, não existem barreiras geográficas para investir na área. Afinal, seja em pequenas farmácias ou grandes indústrias, há espaço para os profissionais atuarem nas pequenas e grandes cidades, em diferentes ramos.

Em contrapartida, é preciso saber que para ser empreendedor é necessário um perfil inovador e desafiador. Ou seja, é uma ação que inclui assumir responsabilidades, ser pró-ativo, correr riscos e ter a vontade de ser independente. Dessa forma, não bastam os conhecimentos técnicos na área farmacêutica. Os futuros empreendedores vão ter que saber sobre administração de empresas, gestão financeira, técnicas de negociação e habilidades em comunicação.

Você sabe qual área da Farmácia mais combina com você?

Preparamos um teste especial para você conhecer seu perfil

Além disso, existem outros requisitos indispensáveis. Em primeiro lugar, ser graduado em Farmácia, por uma instituição devidamente reconhecida pelo MEC. Em seguida, ser registrado no Conselho Regional de Farmácia – CRF, e não ter impedimentos éticos ou administrativos para exercício da profissão. Posteriormente, é interessante fazer um curso de especialização, que vai agregar mais conhecimento aos profissionais e credibilidade ao empreendimento. 

Oportunidades para empreender na área farmacêutica

Segundo dados do site Medicina S/A, o ramo farmacêutico foi alvo de muitos investidores em 2020. Nesse sentido, o mercado farmacêutico teve 13,6% de aumento, em especial em virtude da pandemia de coronavírus.

No entanto, produtos farmacêuticos estão no dia a dia das pessoas frequentemente, o que colabora para ser uma área estável financeiramente. Sendo assim, listamos algumas possibilidades para você investir como empreendedor na área de farmacêutica.

Farmácias e Drogarias

A princípio, a maioria dos profissionais da área farmacêutica vão iniciar suas carreiras em farmácias e drogarias. Esses estabelecimentos podem, de forma geral, manipular e vender medicamentos, insumos farmacêuticos e similares, para consumidores físicos ou empresas. 

Desde já, é preciso estar atento que para abrir uma farmácia, mesmo de pequeno porte, serão necessários equipamentos e software de gestão. Contudo, para você que não tem ideia por onde começar, o Sebrae tem uma cartilha desenvolvida para montar uma farmácia

Além disso, o Sebrae também faz uma estimativa de custos para montar farmácias e drogarias de vários tamanhos. Por exemplo, o investimento médio no segmento de farmácias pode variar entre R$ 190 mil e R$ 350 mil. Logo, isso renderia um faturamento médio mensal de R$ 125 mil a R$ 300 mil, em um prazo de 12 meses. 

Clínicas de vacinação

A pandemia de coronavírus, mais do que nunca, mostrou a importância da vacinação e das pesquisas para desenvolvê-las. Sendo assim, esse é um ramo promissor para farmacêuticos, tendo em vista que, apesar de uma queda nas estatísticas de vacinação, o Brasil ainda é um dos países que mais aplica vacinas no mundo. 

Segundo o Conselho Regional de Farmácia, os profissionais que desejam realizar um serviço de vacinação devem atuar de acordo com a resolução CFF nº 654. Da mesma forma, os estabelecimentos de vacinação devem seguir regulamentação da Anvisa, que estabelece requisitos mínimos para o funcionamento do serviço de vacinação humana. Além disso, é necessário cumprir as legislações municipais, vigentes para esses estabelecimentos. Igualmente é preciso estar atualizado e especializar-se, pois o mercado de vacinas está em constantes mudanças. 

Cosmetologia 

Antes de tudo é preciso destacar que o Brasil ocupa a terceira posição no ranking mundial de consumo de produtos de beleza. Sendo assim, na cosmetologia, o farmacêutico pode trabalhar com formulações cosméticas, desde a criação, fase de testes, garantia da qualidade dos produtos de beleza e suas composições. Além disso, um fator importante é que a especialidade é regulamentada pelo Conselho Federal de Farmácia – CFF. 

Por exemplo, uma boa oportunidade é o mercado de cosméticos orgânicos e veganos. Por exemplo, em uma rápida busca pela internet, você vai achar diversas empresas que começaram como pequenos empreendimentos, nesse setor. De acordo com pesquisa realizada pela consultoria americana Grand View Research, o setor vai movimentar U$$ 25,1 milhões, em todo mundo, até 2025. Além disso, o estudo aponta que o Brasil está entre os mercados de maior potencial, na América Latina. 

Empreender na área farmacêutica, é para você?

Diante das possibilidades que mostramos no artigo, basta saber se você quer empreender e tem coragem para isso! Por isso antes de tudo você precisa se questionar sobre os seguintes pontos:

  • Você gosta de pesquisar e entender como grandes empreendedores começaram suas carreiras?
  • Tem disposição para estudar, pesquisar e trabalhar em prol da sua ideia?
  • Você busca leituras e cursos que possam agregar conhecimento à sua área o tempo todo?
  • Você é um misto de paixão e pé no chão, na medida certa, para não se decepcionar nem ser pessimista demais com as possibilidades?

Se você respondeu positivo para a maioria dessas perguntas, você já tem os primeiros passos para empreender em qualquer área, inclusive na área farmacêutica.

Como ter sucesso ao empreender?

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, apontam que 80% das micro e pequenas empresas acabam antes de completar um ano. Além disso, cerca de 60% das empresas fecham com menos de cinco anos, exatamente no período em que esses empreendimentos deveriam ganhar sustentabilidade e retorno financeiro. 

De maneira geral, diversos especialistas em empreendedorismo são unânimes nas dicas para iniciar os primeiros passos nessa área. Confira abaixo algumas desses primeiros passos:

  • Pesquise o mercado e as concorrências;
  • Veja se a sua ideia empreendedora é viável;
  • Monte um plano de negócios; 
  • Faça um planejamento financeiro; 
  • Invista em marketing para alavancar sua ideia; 
  • Se você vai montar um negócio que necessita de espaço físico, é importante pesquisar a localização; 
  • Pesquise sobre os procedimentos burocráticos para empreender. 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.