Como empreender na Fisioterapia

Ana Carolina Silva
Colaborador do Hora Da Facul
1

Sobretudo em tempos de pandemia, o profissional de fisioterapia tem sido reconhecido pelo seu trabalho fundamental na linha de frente dos hospitais, em especial, nos centros de terapia intensiva.

Igualmente os fisioterapeutas também continuaram a atuar nos consultórios, na prevenção e tratamento de lesões, na área esportiva, e outras especialidades. Ou seja, o mercado de trabalho para fisioterapeutas é amplo. Mas afinal, há espaço para empreender na Fisioterapia? Continue a leitura e saiba como é possível seguir esse caminho.

Tenho perfil de empreendedor?

Diante da oportunidade ou da vontade de empreender em fisioterapia, ou em outras áreas, uma pergunta deve surgir na sua mente: eu tenho perfil empreendedor? Obviamente essa pergunta não é tão fácil de responder, mas listamos abaixo algumas características que são essenciais aos empreendedores. 

  • Ter facilidade com tecnologias;
  • Ser bom em lidar com as pessoas;
  • Ter visão gerencial;
  • Ser motivado e positivo;
  • Ser versátil e dinâmico;
  • Ser tolerante aos riscos;
  • Ter criatividade aguçada.

Os primeiros passos para empreender na fisioterapia

Antes de mais nada é preciso lembrar que empreender, em qualquer área é um misto assertividade, resiliência, paciência, coragem, criatividade, flexibilidade e reconhecimento de oportunidades. Primeiramente, lembre-se que não basta querer empreender, é preciso pensar o negócio ou ideia como um todo. Isso inclui: pensar a marca, ações de marketing, serviços oferecidos e a gestão do empreendimento. 

Você sabe qual área da Fisioterapia mais combina com você?

Preparamos um quiz para você descobrir o seu perfil

Além disso, competência técnica, formação adequada, constante aperfeiçoamento são primordiais. Ou seja, o fisioterapeuta empreendedor tem que ser uma mistura de profissional técnico e administrador. Levando isso em conta, veja algumas dicas para se tornar um empreendedor de sucesso na área de Fisioterapia:

  • Tenha uma visão focada no negócio;
  • Seja inovador;
  • Invista em marketing para o seu empreendimento;
  • Esteja presente na internet;
  • Fique atento às mudanças no mercado;
  • Se a sua ideia precisa de um espaço físico, pense na localização;
  • Controle financeiro é primordial;
  • Invista em capacitação e especialização;
  • Foque na qualidade do atendimento ao cliente;
  • Conheça o seu cliente por meio de pesquisas.

Nesse sentido, selecionamos algumas oportunidades que você pode investir para empreender na fisioterapia! Veja qual se adequa mais ao seu perfil.

Abrir uma clínica própria

A princípio é necessário considerar que abrir uma clínica será um grande desafio. Isso porque, serão necessários investimentos em aluguel de espaço, compra ou locação de equipamentos e outras despesas fixas como água, energia elétrica e internet. Além disso, é preciso levar em conta, os investimentos em marketing, para que sua clínica torne-se conhecida. 

Segundo o Sebrae, o investimento inicial em uma clínica de fisioterapia de pequeno a médio porte pode variar de R$ 60 mil a R$ 200 mil. Contudo esse valor vai depender, por exemplo, qual é o público-alvo, as especialidades e o tamanho do empreendimento. Por exemplo, para abrir um estúdio de pilates, atividade desempenhada por um fisioterapeuta, o gasto estimado é de R$ 73.754,00. 

Consultoria na área de fisioterapia

Constantemente o setor de consultorias é uma opção em destaque para quem deseja empreender. Isso porque, é uma área que não exige grandes investimentos. Por isso, esse tipo de serviço atrai estudantes e recém-formados, que podem iniciar a carreira nesse ramo. 

Dessa forma, é uma boa oportunidade oferecer serviços de consultoria para empresas, como hotéis, hospitais, pousadas e clínicas. Nesse sentido, é possível ser consultor em diversas áreas da fisioterapia, como por exemplo: oncologia, ergonomia, empresarial, área laboral, entre outras. Para se ter uma ideia, o valor médio de uma consultoria para abrir uma clínica de fisioterapia, fica em R$ 3 mil. 

Realizar palestras 

Essa pode ser uma opção para fisioterapeuta que já tem uma boa experiência no mercado de trabalho. Afinal, profissionais sempre estão em busca de capacitação e formação, e quem já tem anos de carreira tem muito o que ensinar. Contudo, os fisioterapeutas que vão atuar no mercado de palestras e capacitações, não precisam ficar restritos apenas a área. Por exemplo, uma ideia para empreender em fisioterapia é ministrar palestras para colaboradores de uma empresas, grupo de idosos, atletas, entre outras opções. 

O importante nessa área é ter planejamento. Por isso é necessário que você domine o assunto o qual tem interesse em ministrar. Além disso, é preciso fazer divulgação do seu trabalho, em especial nas redes sociais e na internet. Ao mesmo tempo, é preciso investir em cursos de oratória. Sendo assim, para definir o valor cobrado é interessante avaliar o público-alvo, fazer uma pesquisa de mercado e verificar os custos. 

Investir em franquias na área de fisioterapia

Segundo a Associação Brasileira de Franchising – ABF, os setores de saúde, beleza e bem-estar têm crescido, mesmo com a crise econômica. Prova disso, é o aumento no número de franquias, que chegou a 9,2%, no ano de 2019. Igualmente, esse modelo de negócio tem destaque também para quem quer empreender em Fisioterapia. 

Por exemplo, para quem deseja empreender em franquias renomadas, uma boa opção é o Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral – ITC Vertebral. A franquia foi premiada nos últimos cinco anos como uma das melhores do Brasil pelo Serasa Experian e pela Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Além disso, outra oportunidade interessante é a área de fisioterapia dermatofuncional. Entre as principais franquias dessa área, podemos destacar a ADCOS, uma das maiores empresas de dermocosméticos do país. 

Startups na área de fisioterapia 

O modelo de startups é uma realidade em expansão no mundo inteiro. Segundo a Associação Brasileira de Startups – Abstartups, o Brasil tem 12.700 startups. O crescimento foi de 27% em relação a 2018, quando eram 10 mil empresas. Sendo assim, analisando os riscos e oportunidades, essa é uma boa opção para empreender em Fisioterapia. 

Afinal, o que é uma startup? É como definimos as empresas jovens ou recém-criadas, com grandes possibilidades de crescimento. Em síntese, as startups são empresas de base tecnológica com crescimento rápido e gradual, que têm aumento de ganhos sem grande volume de custos. Além disso, é muito comum ver o termo “startup unicórnio”, que são as empresas que alcançam valor de mercado no patamar de U$$ 1 bilhão. 

Nesse sentido, uma ideia inovadora é da startup Jintronix, que já está no mercado desde 2009. A empresa canadense desenvolveu uma solução para fisioterapia, baseada na captação de movimentos do paciente. Essas informações são acessadas pela internet, e utilizam o Kinect (sensor de videogame da Microsoft) para captar os exercícios, e medir o progresso dos pacientes. 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.