Como trabalha o profissional da área de coaching?

Giovana Bertti
Colaborador do Hora Da Facul
1

Em tradução livre o termo coach significa “treinamento”, entretanto não associamos a palavra somente a  exercícios físicos. Atualmente, a expressão está ligada a profissão da área de coaching e desenvolvimento humano.

O trabalho está ligado à metodologia coaching e tem como intuito instruir em aspectos pessoais, sociais e profissionais da vida. Além disso, os conhecimentos de neurociência, administração, gestão de pessoas e recursos humanos estão entre os recursos utilizados por coach.

Vale ressaltar que o método vem crescendo tanto ao longo dos anos, uma pesquisa do Internacional Coaching Federation (ICF) aponta crescimento de 300% da categoria no Brasil.

Vai fazer vestibular para Psicologia?

Descubra qual área de atuação mais combina com você

 

Ficou curioso? Nesse artigo você vai conhecer mais sobre a atuação da profissão e o que é necessário para se tornar um coach.

Como trabalhar com coaching de desenvolvimento humano?

Antes de mais nada, é importante explicar  que o profissional da área de coaching de desenvolvimento humano é responsável por oferecer habilidades para pessoas lidarem com áreas específicas da vida. Como, por exemplo, em negócios, saúde, finanças, desenvolvimento pessoal e profissional. Ainda vale explicar que o cliente nesses treinamentos é chamado de coachee.

Desse modo, são utilizadas técnicas pragmáticas e palestras motivacionais para auxiliar o cliente a conquistar o sucesso. Os treinamentos são oferecidos individualmente ou com a presença de grupo, sendo uma escolha dos coachees. Aliás, as sessões podem acontecer semanal ou mensalmente e duram cerca de uma hora.

Apesar de a  técnica ser mais requisitada para o mundo dos negócios. Entretanto, existem profissionais especializados em diversas áreas. Como, por exemplo, liderança, relacionamento, estudos, vendas, carreira e muitos outros.

Normalmente, os profissionais da são autônomos e os atendimentos são  feitos em escritórios ou on-line. Conforme a Sociedade Brasileira de Coaching, o coach no início da carreira cobram em torno de R$ 200,00 a R$ 300,00 por sessão.

Portanto, o treinamento oferecido pelo profissional de coaching propõe para o cliente um processo de autoconhecimento, mudança de pensamentos e hábitos. Para que desse modo o coachee alcance seus objetos e desenvolva seu potencial humano.

Como se tornar um coach?

Apesar de a área ter se popularizado, a profissão da área de coaching e desenvolvimento humano não é regulamentada no território nacional por isso não conta com cursos específicos de graduação. Entretanto, para aqueles que têm interesse em se tornar coach existem alguns caminhos principais: cursos livres ou pós-graduações na área.

Assim, existem diferenças entre as opções disponíveis para os estudantes. De forma geral, os cursos livres oferecem uma formação mais rápida.  Mas, o participante tem a oportunidade de adquirir as habilidades necessárias para instruir outras pessoas. Neste modelo, os cursos, geralmente, têm duração de  80h e 120h e não é necessário nenhum requisito mínimo para participar.

Em contrapartida, para ingressar em alguma pós-graduação na área é necessário ter concluído o ensino superior. Em resumo, os cursos abordam tópicos de gestão de projetos, empreendedorismo, sistemas de informação, mediação, recursos humanos e liderança. O tempo para conclusão do ensino depende da modalidade de pós-graduação escolhida pelo estudante.

 Aliás, quando for escolher a melhor modalidade de ensino  para você é  importante procurar uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A regra vale tanto para cursos básicos e avançados de coaching.

Características importantes da área de Coaching 

Por mais que a área de coaching seja aberta a todos os interessados, algumas características são importantes para se tornar um coach de desenvolvimento humano. Para isso, é importante gostar de trabalhar com pessoas e ajudar nos seus desenvolvimentos. Ainda é imprescindível, ser uma pessoa paciente, que saiba compreender e ouvir diferentes pontos de vista.

Outras habilidades importantes para são:

Perfil de liderança;

Boa comunicação oral;

Sensibilidade e empatia;

Escuta ativa;

Flexibilidade;

Bom relacionamento interpessoal.

Primeiro, para trabalhar no dia a dia, é importante que o coach de desenvolvimento saiba trabalhar bem em equipe, já que vai atender um grande número de pessoas.

Diferença entre coach e psicólogo

Por consequência, das áreas da psicologia e do coaching lidam com o comportamento humano, as pessoas se confundem com as ações das profissões. O que gera confusão com o que cada profissional pode fazer.

Enquanto os coachs de profissionalismo buscam estimular o desenvolvimento profissional e social. O profissional da área de coaching está autorizado a motivar a prática de hábitos para alcançar metas e objetivos pessoais e profissionais. Porém, o coach não pode clinicar, lidar com traumas ou problemas psicológicos.

Já o psicólogo, trabalha nas queixas associadas aos conflitos internos e traumas. O profissional busca  ajuda as pessoas a superar ou, ao menos, lidar com problemas de ordem psíquica ou  emocional. Desse modo, com a terapia o paciente procura as origens dos problemas, entender suas funções e formas para tornar a vida mais confortável possível.

Em resumo, a maior diferença é que o profissional da terapia age na personalidade do paciente e procura o tratamento, enquanto o coaching ajuda a pessoa em situações específicas.

Enfim, como as áreas têm objetivos diferentes, é possível que os profissionais possam se complementar. Durante uma sessão de coaching pode indicar que o cliente comece um tratamento psicológico e o contrário também pode ocorrer – quando durante a terapia o psicólogo notar a importância do paciente ingressar em um curso com coach de desenvolvimento humano.

Vale a pena trabalhar na área de Coaching?

Nesse artigo você conheceu mais sobre como o profissional da área de coaching e desenvolvimento humano trabalha e as áreas de atuação do serviço. Entretanto, para decidir entrar nesse mercado de trabalho é importante levar alguns pontos em consideração.

Como se trata de uma profissão autônoma, a instabilidade financeira pode ser uma realidade no começo da carreira. Portanto, é preciso que o interessado tenha perseverança até criar sua rede de cliente e criar uma estabilidade.

Entretanto, a autonomia no trabalho também acarreta pontos positivos para o coach. Dentre os pontos principais estão a possibilidade de fazer seu próprio horário e trabalhar no local de sua preferência. Além de escolher seu modo de trabalho.

Enfim, é preciso pesar todos os pontos positivos e negativos da área para decidir se encaixa nas suas expectativas na carreira. Mas, não dá para negar que a profissão de coach vem crescendo e aumentando a demanda de clientes. Desta forma, a área é uma boa oportunidade de negócio.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.