Conheça áreas da Enfermagem para se especializar

Lygia Barsotti
Jornalista e produtora de conteúdo com13 anos de experiência. Passou pela TV Cultura e por empresas dos segmentos de saúde, educação e bebidas.
1

Crédito: Photo by Gustavo Fring from Pexels

Existem diferentes áreas da Enfermagem na qual o atendimento de saúde aos pacientes pode acontecer. De modo geral, podemos dividi-las em dois grandes campos: assistencial e gestão.

A área assistencial envolve o cuidado mais direto ao doente e o acolhimento de suas famílias. Ela abrange um grande leque de especializações, como Enfermagem obstétrica, intensivista e em Saúde da Família, por exemplo.

Enquanto isso, no campo da gestão, o trabalho é mais focado na supervisão das equipes de Enfermagem, na provisão de suprimentos e na sustentabilidade financeira de hospitais, clínicas e seguradoras de saúde.

Fazer faculdade de Enfermagem é o seu sonho?

Preparamos um quiz para você descobrir se o seu perfil combina com o curso

Nesse sentido, reunimos as principais áreas de atuação do enfermeiro que você deve conhecer.

Enfermagem em Oncologia

Uma das áreas de atuação da Enfermagem mais conhecidas é a Oncologia. O enfermeiro oncológico se especializa em todos os processos envolvendo o câncer, como prevenção, diagnóstico, tratamento e cuidados paliativos. Dessa forma, ele é capacitado a prestar atendimento integral a pacientes que enfrentam a doença.

Junto a uma equipe multiprofissional, o enfermeiro oncológico executa as seguintes funções:

Está em dúvida sobre qual curso escolher no vestibular?

 

Preparamos um quiz para você saber se tem perfil para Enfermagem

  • Orientar pacientes e familiares sobre todas as fases do tratamento, seja quimio ou radioterápico
  • Realizar consultas de Enfermagem para exame físico geral do paciente
  • Manejar e controlar sintomas
  • Avaliar a necessidade de acompanhamento do paciente por outros profissionais (nutricionistas, psicólogos etc.)
  • Assistência ao paciente durante internação

Enfermagem Intensivista

A Terapia Intensiva é uma das áreas da Enfermagem que primeiro nos vêm à mente quando falamos da profissão. Afinal, não é para menos. O enfermeiro intensivista é o profissional especializado em cuidar de pacientes em situação mais grave, estejam eles em UTI pediátrica e neonatal ou em UTI adulto.

Assim, o enfermeiro neonatologista ou pediátrico tem como principal função acompanhar recém-nascidos, crianças e adolescentes durante o período de hospitalização e acolher suas famílias.

Entre suas outras atribuições estão:

  • Entender as diferentes patologias e necessidades de recém-nascidos, crianças e adolescentes
  • Calcular a dosagem e administrar medicamentos
  • Fazer cateterismos, passagem de sonda e outros procedimentos mais complexos
  • Acolher e esclarecer as dúvidas dos pais
  • Atuar em emergências pediátricas
  • Zelar pelo controle de infecções hospitalares

Do mesmo modo, além do auxílio aos pacientes críticos e suas famílias, na UTI adulto o enfermeiro intensivista é responsável por:

  • Monitorar sinais vitais
  • Administrar medicamentos, fazer curativos e outros procedimentos para minimizar o desconforto de pacientes críticos
  • Realizar intubação, cateterismo e manobras de emergência, como massagem cardíaca
  • Ter conhecimento técnico para operar equipamentos e sistemas específicos
  • Interpretar exames laboratoriais e de imagem
  • Assistir o paciente no pós-operatório de cirurgias

Enfermagem em Nefrologia e Urologia

A nefrologia é a especialidade que cuida das doenças ligadas aos rins. O enfermeiro nefrologista faz o acompanhamento completo de pacientes com doença renal crônica, desde o tratamento, passando pela diálise, até o transplante. Esse cuidado inclui:

  • Monitorar doenças que podem agravar o quadro do paciente, como diabetes e hipertensão
  • Orientar e esclarecer dúvidas sobre o tratamento (diálise)
  • Dar assistência ao paciente após o transplante de rim
  • Analisar a evolução do paciente durante o tratamento renal
  • Interpretar exames laboratoriais e de imagem

Enfermagem em Saúde da Família

Estratégia em Saúde da Família é um das áreas da Enfermagem mais importantes em um país subdesenvolvido como o Brasil. Isso porque o foco do enfermeiro de ESF está em promover atenção primária à saúde de crianças, adultos e idosos de uma comunidade, geralmente as mais pobres e distantes.

Sua atuação multidisciplinar abrange:

  • Conscientização sobre métodos contraceptivos
  • Acompanhamento de gestantes no pré-natal e realização de parto (desde que natural)
  • Monitoramento de doenças não contagiosas, como hipertensão, diabetes e obesidade
  • Gerenciamento e realização de ações de prevenção de doenças
  • Capacitação e orientação de Agentes Comunitários de Saúde

Enfermagem Obstétrica e Ginecológica

O enfermeiro obstetra trabalha em conjunto com o médico obstetra para acompanhar a mulher antes, durante e depois da gravidez. Em uma das mais tradicionais áreas de atuação da Enfermagem, o profissional está capacitado a identificar e investigar riscos potenciais à saúde da mãe e do bebê e, com o médico, indicar as medidas mais adequadas.

Entre as tarefas do enfermeiro obstetra estão:

  • Auxílio ao médico e assistência à mulher durante o pré-natal e o trabalho de parto
  • Realização partos, desde que naturais
  • Monitoramento do quadro de saúde do recém-nascido e da mãe após o nascimento
  • Orientação da mãe, assim como da família, quanto aos cuidados com a saúde da criança
  • Orientação quanto ao aleitamento materno

Auditoria em Enfermagem

O trabalho de auditoria é uma das áreas de especialização da Enfermagem em grande ascensão. O enfermeiro auditor é responsável por supervisionar a qualidade dos serviços e controlar as finanças de hospitais, clínicas e seguradoras de saúde.

Em um hospital, as principais atribuições do enfermeiro auditor são:

  • Analisar as contas hospitalares, de acordo com valores gastos X valores cobrados
  • Avaliar a qualidade da assistência de Enfermagem
  • Identificar falhas operacionais, bem como de gestão ou de pessoal
  • Prevenir e identificar desvios de recursos ou suprimentos

Por outro lado, em uma seguradora de saúde, o enfermeiro auditor atua nas seguintes frentes:

  • Negociação da compra de OPMEs (Órteses, Próteses e Materiais Especiais)
  • Análise de contas médicas, hospitalares e ambulatoriais e avaliação dos ressarcimentos devidos
  • Fechamento da conta hospitalar em conjunto com o enfermeiro auditor do hospital
  • Prestar suporte técnico ao setor jurídico

Enfermagem do Trabalho

A principal atribuição desse profissional  é atuar em parceria com o médico do trabalho para prevenir doenças e acidentes laborais, assim como promover o bem-estar dos colaboradores.

Entre suas tarefas estão:

  • Incentivar o uso de EPIs (equipamentos de proteção individual)
  • Promover campanhas de vacinação
  • Conscientizar sobre diabetes, obesidade, tabagismo e outras doenças
  • Supervisionar e incentivar a realização de exames ocupacionais (admissional, periódico, demissional, mudança de função e retorno ao trabalho após licença maternidade ou licença médica, por exemplo)
  • Identificar, com o médico do trabalho, a prevalência de doenças em determinadas funções ou setores
  • Cuidar da segurança e das condições de trabalho

Enfermagem em Centro Cirúrgico

Outra das áreas de atuação do enfermeiro é o centro cirúrgico. O profissional habilitado a atuar nesse setor pode desempenhar funções tanto na área de gestão, quanto na área assistencial.

Durante o curso, o enfermeiro recebe uma preparação multidisciplinar. Aprende a manusear, esterilizar e preparar equipamentos e a auxiliar a equipe médica durante os procedimentos, por exemplo.

No entanto, entre suas responsabilidades, também está manter o prontuário do paciente atualizado e controlar infecções hospitalares.

Veja outras:

  • Gestão dos medicamentos, anestésicos e outros insumos, conforme a cirurgia
  • Organização de escala de trabalho da equipe
  • Observação das normas éticas e de segurança
  • Auxílio ao paciente no pré-operatório (exames, dieta, medicação, jejum etc.)
  • Administração de pré-anestésico e encaminhamento do paciente ao centro cirúrgico
  • Organização da sala onde a operação será realizada, bem como checagem dos instrumentos cirúrgicos
  • Auxilio ao médico, durante a cirurgia, com o instrumental necessário
  • Acompanhamento do paciente no pós-operatório até a alta médica

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.