O que faz um advogado trabalhista?

Lucas Fonseca e Silva
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Photo from Pixabay

Está pensando em cursar Direito? Já decidiu tudo sobre seu plano de carreira? Caso pretenda seguir sua carreira como advogado trabalhista, este conteúdo foi pensado especialmente para você! 

Este campo do Direito surgiu no contexto histórico da Revolução Industrial enquanto uma necessidade do desenvolvimento socioeconômico e uma demanda pelo fim da exploração dos trabalhadores. 

Por isso, entende-se que o Direito do Trabalho é essencial para toda pessoa que exerce uma função trabalhista, assim como para as empresas que se inserem no mercado. É importante garantir os direitos e deveres do trabalhador e, para isso, há uma Justiça própria.

Sendo assim, além de falarmos sobre a função de um advogado trabalhista, discorreremos sobre as oportunidades no mercado de trabalho para quem segue nessa área. Continue acompanhando!

O que é o Direito do Trabalho?

Antes de pensarmos na função de um advogado no âmbito trabalhista, precisamos entender o que de fato é o Direito do Trabalho. A definição desse conceito envolve tanto a garantia de direitos individuais quando os direitos coletivos.

Desse modo, o Direito do Trabalho ou Direito Laboral é um conjunto de regras, princípios e leis que atuam na relação entre empregadores e empregados cuja finalidade é assegurar o funcionamento ético de questões trabalhistas. Ou seja, esse conjunto de direitos tem como objetivo a garantia da dignidade do trabalhador, assim como a de seus deveres.

Além disso, a garantia dos Direitos do Trabalho é uma maneira encontrada para evitar a exploração de trabalhadores bem como regular a ação de empresas perante seus funcionários.

O que faz um advogado trabalhista?

Basicamente, o advogado trabalhista é o responsável pela garantia de direitos que envolvem tanto o empregador quanto o empregado. Dessa maneira, entende-se que é uma especialização do campo do Direito. 

Por isso, o profissional que pretende seguir essa carreira deve se capacitar para atuar na Justiça do Trabalho, em áreas como Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Direito Previdenciário.

Quais as funções atribuídas a um advogado trabalhista?

Há diversas atividades atribuídas aos profissionais de Direito especializados no âmbito trabalhista. Entre essas funções, destacam-se:

 

  • Abertura de Petições: as petições podem ser a favor do empregado ou a favor da empresa;
  • Garantia de Direitos Previdenciários: o advogado pode interferir em casos de não cumprimento de direitos do trabalhador ou do empregador;
  • Consultoria especializada: os advogados trabalhistas atuam prestando consultoria para empregados e empresas, a fim de assegurar e reforçar a Justiça do Trabalho;
  • Participação de audiências: em casos de processos trabalhistas, os advogados especializados também se mostram presentes nas audiências judiciais.

Logo, podemos ressaltar que é possível um advogado trabalhista atuar tanto de forma autônoma, com escritório próprio, quanto para empresas públicas ou privadas.

Como está o mercado para os advogados trabalhistas?

Como falamos, os advogados trabalhistas podem atuar por conta própria ou prestar serviços especializados para diversas instituições. Por esse motivo, o mercado para esses profissionais é bem amplo e concorrido, já que é uma função essencial para a manutenção social e econômica. Como consequência, essa profissão exige muita dedicação e estudo.

Além de estar atento às necessidades do mercado e às transformações legislativas, é essencial que o advogado trabalhista tenha um bom leque de estratégias para atuar de maneira eficiente na garantia dos Direitos do Trabalho.

Quanto ganha um advogado trabalhista?

De acordo com o site salario.com.brque faz um levantamento anual da remuneração de diferentes profissões, um advogado trabalhista ganha, em média, R$ 5.228,25. O piso salarial aproximado é de R$ 4.000,00 e o teto salarial pode chegar a R$ 13.843,80, de acordo com os dados de 2021.

De maneira geral, essa área garante boa estabilidade econômica aos profissionais de Direito, mesmo que esses trabalhem de maneira autônoma. Isso ocorre porque as questões trabalhistas são recorrentes no mercado e sempre há muita demanda por profissionais especializados  em Direito Laboral.

Qual o perfil ideal para um advogado trabalhista?

Além de ser muito organizado e gostar bastante de ler, um advogado trabalhista deve desenvolver outras características. Por isso, essas dicas podem te ajudar a ter mais sucesso na profissão:

  • Mantenha um bom relacionamento interpessoal;
  • Seja objetivo e compreensivo;
  • Exerça sua função de forma ética;
  • Se mantenha atualizado às tendências atuais;
  • Utilize a tecnologia a seu favor.

Por isso, se você pensa em seguir sua carreira no âmbito da Advocacia Trabalhista, prepare-se para estudar bastante! Uma boa dica é participar de workshops, palestras e eventos que se relacionem com a área de Direito do Trabalho para entender na prática como funciona essa especialização.

Como posso me tornar um advogado trabalhista?

Apesar de ser uma jornada de muito comprometimento e estudo, se tornar um advogado trabalhista é uma ótima alternativa para você que deseja seguir sua carreira no Direito. 

Primeiro, você precisa cursar uma faculdade de Direito reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). O segundo passo é ser aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Após ser aprovado nessa segunda etapa, você já está apto para exercer sua função como advogado.

No entanto, não se engane! Após se formar na faculdade e ser aprovado pela OAB, o estudo não para! A profissão exige que você esteja constantemente buscando novos conhecimentos e se mantenha atualizado em relação ao mercado. Por isso, a melhor maneira de se especializar em Direito do Trabalho é investir no seu currículo!

Sempre que puder, participe de palestras, workshops e cursos voltados para o campo da advocacia trabalhista e busque criar um bom networking com outros profissionais da área.

Quais os desafios da profissão no período pós-pandemia?

A área de Advocacia Trabalhista tende a demandar mais esforço no período pós-pandemia. Isso porque, além da crise econômica do país e o consequente aumento dos processos trabalhistas, o relacionamento entre empregados e empregadores mudou completamente. 

Somado ao aumento de vagas informais fora do regime CLT, os desafios para os advogados trabalhistas se expandem à adaptação a uma nova realidade tecnológica e, principalmente, ao relacionamento virtual. 

Conclui-se, portanto, que a função dos advogados especializados em Direito Laboral se tornará cada vez mais presente no mercado de trabalho, exigindo mais conhecimento e novas soluções para questões trabalhistas.

Gostou do conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários abaixo! E para ficar por dentro de novas publicações relacionadas ao curso de Direito, acesse aqui!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.