O que faz um enfermeiro obstetra?

Roberto Dezorzi
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Crédito: Canva

Afinal de contas, o que faz um enfermeiro obstetra? Se quiser conhecer mais sobre esse especialista, continue a leitura nesse post. Você sabia que um dos momentos onde a saúde da mulher corre mais corre mais risco de vida é o momento do parto?

A gravidez, o trabalho de parto e o nascimento de um bebê colocam a mulher em um estado delicado e todos os cuidados oferecidos a ambos são vitais para manutenção da sua vida. 

Além disso, esse momento exige grande esforço por parte das mães. Já que organismo sofre grandes alterações, como por exemplo, aumento ou queda de pressão sanguínea, perda de sangue e outros traumas durante o processo.

Em todas as etapas acima citadas pode ter certeza que estarão presentes diversos enfermeiros obstetras. Profissionais competentes e treinados para cuidar de mães e bebês.

Em função disso, vamos abordar de uma forma geral algumas informações sobre estes especialistas. Sobretudo, o que faz um enfermeiro obstetra.

O conceito da palavra obstetra

Em síntese, a obstetrícia é uma palavra que vem de um radical latino  “obstetrix”, e que tem como significado imediato:ficar ao lado e suportar ao lado.

Literalmente, o sentido é perfeito para a rotina dos profissionais de saúde ligados à obstetrícia. Já que sempre estão perto para fornecer o suporte necessário para mães e bebês.

Basicamente, é um segmento da saúde onde esse enfermeiro altamente especializado estará lado a lado de seus pacientes em várias etapas: consultas, estudos e análises em centro obstétricos, acompanhamentos de gestantes e bebês recém nascidos, parto, pós-parto e acompanhamentos posteriores.

O que é a obstetrícia?

Em suma, a obstetrícia é uma segmento que abrange desde a reprodução até aos cuidados do recém-nascido. Todos estes processos, que podem levar anos ou meses, são supervisionados e tem participação direta dos profissionais da área (médicos, enfermeiros, nutricionistas, intensivistas, etc.).

Mas como funciona o caminho para se tornar uma enfermeira obstetra? O que faz um enfermeiro desta especialidade em seu cotidiano?

Saiba estas respostas através dos detalhes abaixo, e comprove o quanto é gratificante e cheia de oportunidades esta área da enfermagem.

Como se tornar um enfermeiro obstetra

Geralmente, a maioria das especialidades em obstetrícia tem uma duração aproximada de dois anos para ser concluída. 

No Brasil, existem diversas modalidades de cursos para complementar a formação do enfermeiro generalista, e que tem uma predileção por esta área de assistência. 

Tipos de curso de especialização e conteúdos específicos

Atualmente, é muito comum você se tornar um enfermeiro obstetra a partir de uma especialização ou pós-graduação. Porém, já existem diversos cursos superiores direcionados para esta área.

Já no caso específico de uma pós ou especialização, essas somente serão possíveis após a conclusão do curso de enfermagem em uma faculdade. Portanto, primeiro obtenha o diploma de ensino superior para então pensar em seguir alcançar uma especialidade.

Geralmente, quando vai se especializar, o futuro enfermeiro obstetra acaba absorvendo novos conhecimentos e cursando disciplinas específicas à área. Veja algumas abaixo:

  • Práticas de reprodução assistida
  • Práticas ativas em todos os tipos de parto (cesáreas, normais e humanizados)
  • Cuidados com a Mulher no Pré-Natal e Pós-parto
  • Rotinas e Anotações de Enfermagem
  • Cuidados ao Recém-nascido e a Lactente
  • Assistência de Serviços de Atenção à Saúde
  • Direitos Humanos
  • Técnicas e processos humanização
  • Biossegurança
  • Ética e Legislação
  • Assistência à Saúde da Mulher

O que faz um enfermeiro obstetra?

Antes de mais nada, você já constatou que o enfermeiro obstetra para chegar ao nível de especialista vai ter que estudar e se dedicar muito. 

Primeiramente, a educação será continuada, novos protocolos e conhecimentos serão introduzidos em seu trabalho de forma constante. E assim, mais e mais tarefas serão somadas a sua rotina e outras alteradas. 

Porém, o seu foco principal estará no cuidado da gestante e seu bebê. Mas, este cuidados vão além e abrangem diversas outras atividades:

  • Acompanhamento clínico e psicológico
  • Suporte aos familiares
  • Assistência ativa no pré-natal, parto e puerpério (pós-parto)
  • Acompanhamento de consultas de gestantes
  • Acompanhamento e realização de exames em gestantes e recém-nascidos
  • Assistência à saúde de mães e bebês durante o pós parto
  • Higienização e cuidados no leito
  • Administração de medicamentos
  • Orientação aos primeiros cuidados do recém-nascido

Conhecimentos e prática de humanização 

Sim, trabalhar com gestantes e  bebês é uma tarefa para enfermeiros altamente especializados, e, mais precisamente, humanizados.

O conceito de humanização é uma diretriz bastante recomendada pelo Ministério da Saúde e secretarias estaduais. 

Em síntese, a prática humanizada trata da melhoria do ambiente das clínicas, práticas que aprimoram o conforto e bem-estar dos pacientes, climatização e outras diversas práticas. Tenha em mente que todas as práticas são supervisionadas e implementadas pela equipe de enfermagem.

No caso do centro obstétrico, através do trabalho do enfermeiro obstetra, temos o chamado parto humanizado. 

Resumidamente, este tipo de nascimento respeita a mãe e o bebê, é uma maneira de deixar a natureza ser a protagonista. Aqui, não existem induções ou outras práticas de intervenção por parte de médicos e enfermeiros. Apenas seu acompanhamento e supervisão

A enfermagem obstétrica no Brasil

Você sabia que em nosso país, a cada minuto nascem três crianças? Isso mesmo! E essa informação é confirmada pelo IBGE.

Quando falamos em partos em hospitais, você pode ter certeza que lá vão estar um médico e um enfermeiro obstetra. O nascimento de qualquer criança deve ser sempre acompanhado por esses especialistas, o que ilustra a quantidade de oportunidades no setor. 

Portanto, se você deseja ser um enfermeiro obstetra no Brasil, pode ter certeza que vai ter sempre uma posição em aberto esperando para ser ocupada. 

Além disso, oportunidades de trabalho para enfermeiros especializados são oferecidas regularmente por todo o Brasil. Na verdade, o que acaba faltando são os profissionais, tanto em quantidade quanto qualidade.

Especialista na área

Falamos sobre o momento mais delicado para a saúde da mulher e o significado da palavra para entender melhor a importância desta incrível especialidade da enfermagem.

Logo, você entendeu mais sobre a área e a rotina deste profissional que está sempre ao lado de mães e bebês durante uma longa jornada, do pré natal, para o parto e então o pós parto. 

Humanização do atendimento

Saiba que esse é um dos setores em que mais existem estudos e processos de humanização do atendimento. Senão, o primeiro entre todos os outros dentro de um hospital ou clínica particular.

Consequentemente, além dos enfermeiros obstetras, outros diversos profissionais passam por longas horas de treinamento, reciclagens e especializações para aprimorar as técnicas de assistência à saúde de forma humanizada.

Antes de mais nada, acreditamos que você tenha encontrado diversas informações sobre a carreira de enfermeiro obstetra e viu como este trabalho é gratificante.

Busque sempre o aprimoramento profissional, novos conhecimentos e informações diversificadas sobre o curso de enfermagem e suas dezenas áreas de atuação.

Acesse nosso site e confira nossos artigos.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 4.9 / 5. Contagem: 15

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.