Quais são as principais áreas da Engenharia de Produção?

Isabella de Andrade
Colaborador do Hora Da Facul

A busca pelos cursos de Engenharia continua alta no Brasil. Mercado de trabalho aquecido, bons salários, versatilidade e possibilidade de trabalhar de forma mais inventiva são alguns dos principais atrativos para quem quer iniciar carreira na área. Entre as engenharias, a de produção é a escolha certa para quem quer trabalhar, principalmente, com soluções que elevem a produtividade. Quer saber quais são as principais áreas de atuação da Engenharia de Produção?

Quando falamos em elevar a produtividade, isso vale tanto para processos que envolvem recursos humanos, quanto os financeiros e materiais. Dá para entender porque a empregabilidade na área é boa, certo? Toda empresa, seja ela pública ou privada, quer trabalhar com profissionais que melhorem a produtividade. Logo, a rentabilidade de seus negócios.

De forma mais geral, podemos dizer que entre as principais atribuições de um Engenheiro de Produção estão: Desenvolvimento organizacional, controle de processos e administração de recursos. Além disso, os engenheiros de produção podem trabalhar com a redução de desperdícios nas linhas de produção, ou mesmo montando carteiras de investimentos em bancos.

Está pensando em prestar vestibular para Engenharia de Produção?

Faça o teste e descubra se o curso combina com você

10 principais áreas da Engenharia de Produção

Agora que você já conhece um pouco mais das atribuições de um Engenheiro de Produção, que tal conhecer melhor o mercado de trabalho? Separamos dez das principais áreas de atuação da Engenharia civil para você ficar de olho. Vamos conhecer um pouco mais de cada uma delas.

  1. Logística
  2. Engenharia de Sustentabilidade
  3. Engenharia de Qualidade
  4. Engenharia Organizacional
  5. Engenharia de Produto
  6. Engenharia Econômica
  7. Engenharia de Operações
  8. Planejamento e Controle
  9. Engenharia do Trabalho
  10. Carreira Acadêmica

Logística na Engenharia de Produção

Nessa área as principais atribuições estão relacionadas ao transporte, movimentação, estoque e armazenamento de produtos e insumos. O objetivo principal é contribuir para a redução de custos sem perda de qualidade, além de garantir a disponibilidade dos produtos. Existem diversas possibilidades dentro da área de logística. Entre elas, gestão de estoques, logística de defesa, logística empresarial, projeto e análise de sistemas logísticos, transporte e distribuição e gestão de cadeias de suprimentos.

Engenharia de Sustentabilidade

Essa é uma área que vem ganhando cada vez mais destaque com a demanda por uma produção mais sustentável e no uso responsável dos recursos industriais. Nesse caso, o trabalho do Engenheiro de Produção também se relaciona com otimização de processos, redução de custos e aumento na produtividade, mas, aqui, o foco central é guiar a produção responsável com os recursos naturais. Outro cuidado importante é com os resíduos da produção.

Engenharia da Qualidade

Aqui o profissional é responsável por gerenciar, desenvolver, operar e cuidar da manutenção de sistemas com alto padrão de qualidade. O engenheiro vai trabalhar com ferramentas para aumentar a qualidade dos produtos e serviços. Além disso, o profissional lida com padrões e certificados criados para assegurar a qualidade.

Engenharia Organizacional

Esse termo pode ser considerado um método e, no caso do engenheiro de produção, a tarefa é otimizar os processos relacionados à modernização das estratégias de negócios de uma empresa. É uma área que contribui também para a transformação digital, com estratégias tecnológicas para aumentar a produtividade da empresa.

 Engenharia de Produto

Aqui o engenheiro de produção trabalha com todas as áreas relacionadas ao desenvolvimento de novos produtos. Desde as ferramentas até o desenvolvimento, passando pelos processos de organização e planejamento. O engenheiro vai pensar desde a concepção até o lançamento e retirada do produto no mercado. Existem algumas subáreas dentro desse campo. Entre elas, gestão do desenvolvimento do produto, planejamento e projeto do produto, processo e desenvolvimento do produto.

Engenharia Econômica

Como o próprio nome já diz, nessa área o profissional vai formular e avaliar resultados econômicos. A ideia é avaliar alternativas possíveis para tomar a melhor decisão. A área se subdivide em algumas especializações como, por exemplo, gestão econômica, gestão de riscos, gestão de custos e gestão de investimentos.

Engenharia de Operações e Processos de Produção

Nessa área o profissional vai desenvolver estratégias para melhorar os processos produtivos da empresa. É a especialização mais próxima da demanda que deu origem à engenharia de produção. Algumas habilidades são muito importantes para o cargo como, por exemplo, planejamento, domínio de programação e controle de produção, além de gestão da manutenção.

Planejamento e Controle

Nessa área o engenheiro de produção trabalha com questões mais operacionais, sem lidar diretamente com a programação de equipamentos automatizados. Um exemplo do trabalho realizado é estabelecer quantas pessoas são necessárias para um projeto e qual a produtividade que cada uma delas deve ter para que ele seja entregue no prazo.

O engenheiro vai trabalhar com diferentes recursos, realizando um estudo aprofundado e bem detalhado. Esse profissional lida com processos importantes e deve saber quantos funcionários a empresa tem, quais materiais e máquinas estão disponíveis e quando novas contratações são necessárias.

Engenharia do Trabalho

Nesse campo da Engenharia da Produção, a principal tarefa do engenheiro de produção é implementar uma rotina para garantir o máximo de produtividade, mas sem perder a qualidade. A saúde e a integridade física dos trabalhadores são pontos fundamentais, sempre mantidos com métodos de segurança. Também é possível se especializar em tecnologia da segurança ocupacional para desenvolver medidas preventivas.

Carreira Acadêmica na Engenharia de Produção

Assim como em outras áreas da engenharia e em outros campos de atuação, a carreira acadêmica é uma boa opção para quem quer se dedicar ao estudo, pesquisa e inovação na área. Aqui o profissional vai se dedicar a produzir conhecimentos científicos, tecnológicos e metodológicos que podem melhorar diferentes áreas da profissão. O trabalho é feito, enfim, entre livros, laboratórios e oficinas.

Por fim, depois de entender melhor o trabalho desempenhado em algumas das principais áreas da Engenharia da Produção, o caminho para decidir que área seguir fica muito mais fácil. Escolher a sua especialização é uma decisão importante. Enfim é ela que ela vai guiar seus estudos, horas de trabalho e dedicação por muitos anos.

Por isso, é essencial identificar que área se aproxima mais dos seus objetivos e interesses pessoais. Enquanto isso, aproveite a diversidade e a grande variedade de opções para pesquisar e se aprofundar na área.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.