Quanto ganha um enfermeiro obstetra?

Lygia Barsotti
Jornalista e produtora de conteúdo com13 anos de experiência. Passou pela TV Cultura e por empresas dos segmentos de saúde, educação e bebidas.

Crédito: Photo by Jonathan Borba from Pexels

Muitos se encantam pela Enfermagem, mas alguns nutrem uma paixão especial por bebês e a “mágica” que envolve seu nascimento. Entretanto, quem pensa em se especializar em Ginecologia e Obstetrícia pode ser perguntar: afinal, quanto ganha um enfermeiro obstetra?

Embora a pergunta seja direta, a resposta não é simples. Apesar de ter uma função essencial na assistência a mães e bebês, o salário de um enfermeiro obstetra sofre grandes variações. Vários fatores ajudam a explicar essa oscilação: região do País, segmento de atuação e nível de experiência.

Mas a principal razão, como veremos a seguir, é a ausência de um piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

O que faz um enfermeiro obstetra?

O enfermeiro obstetra trabalha em conjunto com o médico obstetra para acompanhar a mulher antes, durante e depois da gravidez. Em uma das mais tradicionais áreas de atuação da Enfermagem, o profissional está capacitado a identificar e investigar riscos potenciais à saúde da mãe e do bebê e, com o médico, indicar as medidas mais adequadas.

O profissional tem autorização do Ministério da Saúde para realizar partos, desde que sejam naturais. Ou seja, não exijam intervenção cirúrgica.

Entre as tarefas do enfermeiro obstetra estão:

  • Auxílio ao médico e assistência à mulher durante o pré-natal e o trabalho de parto
  • Realização partos, desde que naturais
  • Monitoramento do quadro de saúde do recém-nascido e da mãe após o nascimento (até os 03 primeiros meses do bebê)
  • Orientação da mãe, assim como da família, quanto aos cuidados com a saúde do recém-nascido
  • Orientação quanto ao aleitamento materno
  • Promoção da educação reprodutiva

Quanto ganha um enfermeiro obstetra?

Responder quanto ganha um enfermeiro obstetra não é tão simples. Isso porque não existe um piso salarial nacional da Enfermagem. Embora um projeto de lei esteja em tramitação no Congresso Nacional há um bom tempo, o assunto ainda não saiu do papel.

Enquanto isso, os acordos com os sindicatos e as entidades de classe, como os Conselhos Regionais de Enfermagem, continuam sendo firmados localmente.

Como resultado, existem discrepâncias na média salarial da enfermagem entre regiões do Brasil e até dentro de um mesmo estado. Veja o exemplo a seguir.

Enquanto a média salarial da enfermagem obstétrica no estado de São Paulo é de R$ 5.084,00, em Alagoas esse valor cai para R$ 2.011,00. Cerca de 60% a menos!

De modo geral, no entanto, o salário de um enfermeiro obstetra vai de R$ 3.879,00 a R$ 7.968,00 para uma carga horária semanal de 38 horas. A média nacional fica em R$ 4.200,00.

Salário de um enfermeiro obstetra por progressão de carreira

Conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados  (CAGED), o salário médio do enfermeiro obstetra júnior, ou seja, com até quatro anos de formação, varia entre R$ 3.600,00 e R$ 4.420,00, dependendo do porte da empresa.

No caso dos enfermeiros obstetras de nível pleno, com experiência de quatro a seis anos, o salário vai de R$ 4.660,00 a R$ 5.000,00.

Por outro lado, os profissionais seniores, com mais de seis anos de carreira, podem ganhar entre R$ 5.000,00 e R$ 6.000,00.

Por fim, os enfermeiros obstetras master, com mais de oito anos de carreira, têm remuneração entre R$ 6.000,00 e R$ 8.000,00.

Quanto ganha um enfermeiro obstetra por região?

Como vimos, a maior razão para que a região do País determine o salário de um enfermeiro obstetra é a ausência de um piso salarial da enfermagem.

Assim, os estados que oferecem os salários mais altos para um enfermeiro obstetra, de acordo com dados do CAGED, são:

  1. Rio Grande do Sul: R$ 5.700,00
  2. São Paulo: R$ 5.084,00
  3. Rio de Janeiro: R$ 4.077,00
  4. Ceará: R$ 3.681,00

Já a média salarial da enfermagem obstétrica entre as cidades, em ordem decrescente, é a seguinte:

  1. São Paulo (SP): R$ 5.914,00
  2. São Bernardo do Campo (SP): R$ 5.076,00
  3. Rio de Janeiro (RJ): R$ 4.114,00
  4. Goiânia (GO): R$ 3.625,00
  5. Mogi das Cruzes (SP): R$ 3.527,00

Salário de um enfermeiro obstetra por segmento de empresa

O enfermeiro especializado em Ginecologia e Obstetrícia pode trabalhar auxiliando o médico Obstetra em diversos setores. Entre eles:

  • Hospitais (incluindo UTI e pronto-socorro)
  • Clínicas
  • Laboratórios de diagnósticos
  • Maternidades
  • Casas de parto
  • Postos de saúde
  • Unidades básicas de saúde

Nesse sentido, o segmento do negócio pode ter impacto sobre quanto ganha um enfermeiro obstetra. Confira a média salarial da enfermagem obstétrica de acordo com o tipo de atividade da empresa.

  • Atividades de assistência a deficientes físicos, imunodeprimidos e convalescentes. Ou seja, serviços assistenciais em albergues, centros psicossociais e residências: R$ 7.388,00
  • Planos de saúde: R$ 4.946,00
  • Locação de mão de obra temporária: R$ 4.822,00
  • Atividades de atendimento hospitalar: R$ 4.359,00

Como conquistar maiores salários 

Invista em uma boa formação

Cursar a graduação em Enfermagem e a especialização em Enfermagem Obstétrica em boas instituições de ensino é um primeiro passo fundamental.

O preço da mensalidade, claro, é um parâmetro fundamental, mas não deve ser o único a guiar sua decisão. Dessa forma, antes de inscrever-se como aluno em uma faculdade, atente-se aos seguintes itens:

  • Corpo docente – quem são os professores, suas qualificações e atuação na área?
  • Matriz curricular – que matérias fazem parte da grade do curso? Quais são as atividades práticas?
  • Atividades extracurriculares – existem webinars, palestras, workshops etc.?
  • Infraestrutura – laboratórios, equipamentos, hospital/clínica escola etc.
  • Avaliação geral do curso – opinião de alunos e ex-alunos e classificação pelo MEC.

Mantenha-se atualizado

Nas ciências da saúde as coisas mudam constantemente. Para não ficar para trás, o enfermeiro obstetra deve estar atualizado às novas técnicas, práticas e equipamentos utilizados na área.

Apesar do ritmo acelerado da profissão, planeje-se para fazer cursos, treinamentos e especializações. Também considere participar de grupos de estudo para trocar experiências, analisar casos clínicos e construir sua rede de relacionamentos. As faculdades, hospitais e demais instituições de saúde costumam promover esse tipo de interação.

Ao aperfeiçoar seus conhecimentos técnicos você enriquece seu currículo, o que se reflete diretamente em quanto ganha um enfermeiro obstetra.

Se ainda está em dúvida sobre a carreira na Enfermagem, veja os principais requisitos exigidos de um enfermeiro pelo mercado de trabalho.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 4.4 / 5. Contagem: 7

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.