Quanto ganha um engenheiro elétrico no interior do Brasil?

Beatriz Scotti
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto: ThisIsEngineering de Pexels

Antes de mais nada, se você está pensando em seguir carreira na Engenharia Elétrica, e por isso gostaria de informações sobre quanto ganha um engenheiro elétrico no interior do Brasil, saiba que estamos aqui para ajudar. 

Desde já, podemos informar que o setor de Engenharia Elétrica é uma área que está em crescimento. Trata-se de um campo que contrata muitos funcionários e, por conta disso, pode chamar a atenção de quem está decidindo sua futura profissão.

Por exemplo, no comparativo entre os meses de abril de 2020 e março de 2021, houve um aumento de 55.3% nas contratações formais. Ou seja, nas contratações de profissionais com carteira assinada em regime integral de trabalho para engenheiros elétricos.

Em dúvida sobre escolher Engenharia Elétrica EAD ou presencial?

Preparamos um quiz especial para você

Então, vamos saber mais sobre essa área e seus salários? Acompanhe todo o conteúdo que separamos especialmente para você.

O que é preciso para ser um engenheiro elétrico?

Inicialmente é preciso deixar bem claro que para ser um engenheiro elétrico é necessária formação em um curso de Engenharia Elétrica. À primeira vista isso pode parecer meio óbvio, mas acredite, não é. Principalmente no quesito de faculdades reconhecidas.

Seja como for, não precisa se desesperar. Calma que vamos te explicar melhor sobre isso. Existem diversas instituições que dizem oferecer o curso de Engenharia Elétrica, porém, para poder realmente atuar como um profissional dessa categoria, é necessário se formar em uma faculdade que seja reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Ou seja, se o curso não for reconhecido pelo órgão, você pode concluir a graduação apenas para descobrir que o seu diploma não vale nada. Para evitar esse problema, verifique sempre se a instituição de ensino que você escolheu é credenciada. Também verifique se a mesma tem uma boa avaliação pelo MEC. Para te ajudar nisso, seguem alguns exemplos de instituições reconhecidas nas quais você pode estudar sem se preocupar:

Além disso, depois de se formar, existem diversas empresas que exigem o cadastro no órgão regulador da categoria. No caso de quem tem graduação em Engenharia Elétrica, esse órgão é o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). 

Hierarquia da Engenharia Elétrica

Assim como em todas as outras profissões, a Engenharia Elétrica possui uma hierarquia que corresponde à experiência acumulada. Sendo assim, o salário oferecido também varia conforme cada nível hierárquico.

Podemos dividir os profissionais formados na faculdade de Engenharia Elétrica em três principais níveis:

  • Engenheiro Eletricista Júnior: profissional recém formado, até mais ou menos 4 anos de experiência;
  • Engenheiro Eletricista Pleno: de 4 a 6 anos de trabalho na área;
  • Engenheiro Eletricista Sênior: acima de 6 anos na empresa até sua demissão.

Obviamente que isso é apenas uma média. Um guia, para te ajudar a entender mais.  Ainda existem os casos dos profissionais que podem atingir novos níveis em menos tempo. Para isso, é comum fazer especializações e atuar dentro de outras áreas.

Seguindo essa base, fizemos um apanhado médio de quanto ganha o profissional em cada um desses níveis. Ou seja, o Engenheiro Eletricista Júnior ganha em média R$7.759,93. Já no do Pleno, o valor fica em torno de R$8.778,26. Por sua vez, o engenheiro elétrico de nível Sênior conta com uma média salarial de R$10.544,71. 

Vale lembrar que esses dados são comparações de salários de profissionais de todo o país e podem variar de acordo com a região ou com a demanda de trabalho de sua cidade.

Áreas de atuação do engenheiro elétrico

Como já dito, além do nível hierárquico do profissional, outro ponto que contribui para a variação salarial é a função exercida. Profissionais formados no curso de Engenharia Elétrica podem fazer especializações em outros ramos e assim aumentar os seus salários.

Portanto, resolvemos buscar quais são as principais áreas de atuação para termos uma ideia mais exata de quanto ganha um engenheiro elétrico no interior do Brasil.

Segundo dados do CAGED de 2019, as áreas de atuação de um profissional formado na faculdade de Engenharia Elétrica e suas médias salariais são:

  • Engenheiro de Telecomunicações – R$9.110
  • Engenheiro de Redes de Comunicação – R$8.738
  • Engenheiro Eletrônico – R$7.941
  • Engenheiro Eletricista de Manutenção – R$7.662
  • Engenheiro Eletrônico de Manutenção – R$7.591
  • Engenheiro Eletricista – R$7.266
  • Engenheiro de Manutenção de Telecomunicações – R$6.916
  • Engenheiro de Redes de Comunicação – R$6.884
  • Engenheiro Eletrônico de Projetos – R$6.783
  • Engenheiro de Manutenção de Telecomunicações – R$6.614
  • Engenheiro Eletricista de Projetos – R$6.583
  • Engenheiro Projetista de Telecomunicações – R$6.059

Quanto ganha um engenheiro elétrico no interior do Brasil?

Bom, chegamos ao ponto mais esperado: saber exatamente o quanto ganha um engenheiro elétrico que atua no interior do Brasil. Inicialmente, temos alguns dados do site salário.com. Conforme esses dados, o salário médio de engenheiro elétrico no Brasil é de R$ 7.936,92.

Além disso, segundo o site, o perfil do profissional com formação em um curso de Engenharia Elétrica mais comum é do trabalhador com 32 anos, do sexo masculino e que trabalha por volta de 44horas semanais.

A cidade com o maior número de contratações é São Paulo (SP). Por conta disso, a metrópole é considerada a cidade com mais vagas de emprego para profissionais formados na faculdade de Engenharia Elétrica.

Porém, considerando o mercado brasileiro, fizemos uma lista de algumas cidades para você avaliar o quanto ganha um engenheiro elétrico que atua no interior:

  • Campinas, SP – R$9.785,31
  • Macaé, RJ – R$10.025,17
  • Contagem, MG – R$6.259,63
  • Jundiaí, SP – R$10.142,97
  • Uberlândia, MG – R$4.461,53
  • Anápolis, GO – R$4.611,53
  • Valparaíso de Goiás, GO – R$3.666,50
  • Dourados, MS – R$3.700,00
  • Passo Fundo, RS – R$6.790,00
  • Joinville, SC – R$6.823,93
  • São José, SC – R$7.932,37

Para encerrar, é sempre bom lembrar que é possível aumentar o salário e se destacar na profissão escolhida. Para isso, siga evoluindo.  Busque especializações, identifique vagas que oferecem salários melhores. Assim, avalie as exigências da vaga e como você pode conseguir o conhecimento necessário para se candidatar.

Sendo assim, se você está realmente interessado no curso de Engenharia Elétrica, fique de olho nessas outras matérias que temos por aqui e que podem ser do seu interesse.

Quanto ganha um engenheiro elétrico nas grandes cidades?

5 filmes sobre Engenharia Civil para entrar no clima

Conheça novas áreas em Engenharia Civil

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.