Quanto ganha um psicólogo escolar?

datalla
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de Mentatdgt no Pexels.

A profissão de psicólogo escolar é uma atividade importantíssima para assegurar o rendimento e o bem-estar tanto dos estudantes, quanto do quadro que compõe a escola.

Na escola pública, as secretarias de educação determinam a carga horária e a remuneração. Já na rede privada, isso depende do projeto pedagógico da escola; assim, o profissional, acaba sendo remunerado por hora trabalhada.

Mas, vamos destacar as principais atividades do psicólogo escolar e seu papel em diferentes cenários:

Vai fazer vestibular para Psicologia?

Descubra qual área de atuação mais combina com você

 

  • Quanto ganha o psicólogo escolar na rede privada;
  • Quanto ganha o psicólogo escolar na rede pública;
  • Atendimento psicopedagógico individual;
  • Educação emocional nas escolas.

Quanto ganha o psicólogo escolar na rede privada?

Primeiro, devemos pontuar que a profissão de psicólogo escolar é bastante recompensadora. E, contribui com a motivação e reconhecimento dos professores.

Ainda, todos os principais teóricos da Pedagogia e Psicopedagogia, como Piaget, Wallon e Klein, concordam que a psicologia escolar é importante porque:

  • As emoções influenciam os processos de aprendizagem, tanto para facilitar – quando há motivação – como para dificultar – quando há questões que preocupam, amedrontam ou entristecem o aluno;
  • Sabemos que alguns transtornos que antes não eram identificados na sala de aula, com o apoio dos psicólogos se tornaram mais compreendidos e melhor integrados, como o TDAH;
  • O apoio do psicólogo para promover o diálogo entre escola, pais e professores sobre questões comportamentais, dificuldades de aprendizagem e necessidades especiais dos alunos facilita o trabalho em conjunto dessas três partes.

Exemplo da importância, é quando um aluno apresenta questões comportamentais. Se há um psicólogo em ambiente escolar, o mesmo, é responsável por esclarecer se a questão tem causa física, neurológica ou emocional. Ainda, analisa se o aluno irá necessitar de outras abordagens pedagógicas.

Ademais, sabemos hoje que crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade têm em comum a dificuldade de focar a atenção e o comportamento impulsivo. Mas, no passado elas eram vistas apenas como rebeldes, indisciplinadas, distraídas ou mesmo sem inteligência.

Portanto, o acompanhamento multidisciplinar com psicólogo, pedagogo e médico possibilita à essas crianças serem alfabetizadas e seguirem normalmente com os estudos.

Mas, vamos aos valores:

  • Em uma escola particular, o psicólogo ganha a partir de R$ 1.743,00 de salário e pode chegar a R$ 3.927,00;
  • A média salarial para Psicólogo Escolar no Brasil é de R$ 2.906,00, segundo o portal vagas.com.br, para uma jornada de 33 h/semana.

Quanto ganha o psicólogo escolar na rede pública

Já na rede pública, o psicólogo escolar ganha conforme estipulado pelas Secretarias Estadual e Municipal de Educação. No Estado de São Paulo, por exemplo, o governador João Dória anunciou em 17 de maio, o início das atividades do programa “Psicólogos na Educação”.

Segundo o portal da Seduc SP, “São 5.100 escolas no estado de São Paulo com atendimento por mil profissionais da Psicologia. Todas as escolas da rede estadual serão beneficiadas”, nas palavras do Governador João Doria.

Ainda segundo o governo, “o novo programa prevê um pacote de 40 mil horas semanais, o equivalente a 160 mil horas mensais de acompanhamento psicológico”.

Assim, cada escola terá à disposição entre uma carga horária semanal com um psicólogo, dependendo da demanda de cada local.

Ainda não foi divulgado edital nem o valor da remuneração dos psicólogos. Porém, em outros Estados foi informado quanto ganha o psicólogo escolar conforme carga horária:

  • Minas Gerais – a Prefeitura de Alto do Rio Doce o psicólogo escolar ganha R$ 1.500,00 por 20 horas semanais;
  • Em Goiânia, o psicólogo escolar ganha R$ 3.600,00 para jornada de 40 horas semanais, segundo o portal PCI Concursos;
  • Em Tamandaré, interior de Pernambuco, um psicólogo escolar ganha R$ 1.800,00 para jornada de 30 horas semanais;
  • Em Jandira, região da Grande São Paulo, o psicólogo escolar ganha R$ 2.100,00 por jornada de 40 horas semanais.

É importante saber que foi sancionada em setembro de 2019 uma lei que obriga os Estados e Municípios a contratarem psicólogos escolares e assistentes sociais. Visto que, esses profissionais devem melhorar os processos de ensino e de aprendizagem, segundo o portal do Senado.

Neste contexto, todos os Estados e Municípios tiveram até setembro de 2020 para se adequarem.

Atendimento psicopedagógico individual

O entendimento das emoções dentro e fora da sala de aula é essencial para apoiar o aluno no processo de aprendizagem. Assim, se o aluno enfrenta problemas familiares, pessoais ou de integração com o ambiente escolar, sua aprendizagem, memorização e desenvolvimento são afetados.

Em alguns casos, a família pode contratar um psicopedagogo para diagnosticar e acompanhar um aluno individualmente, como numa terapia clínica.

Portanto, saiba os valores da terapia clínica em: https://horadafacul.vestibulares.com.br/home-featured-04/quanto-ganha-um-psicologo/

Orientação Vocacional e Psicopedagógica/Média por sessão em R$

Segundo o Conselho Regional de Psicologia, o psicólogo ganha por atendimento, a média dos valores a seguir:

  • Avaliação de desempenho escolar e aprendizagem: R$244,00;
  • Realização de pesquisas: R$212,92;
  • Planejamento psicopedagógico: R$258,00;
  • Orientação psicopedagógica: R$215,88.

Sendo assim, o psicólogo pode combinar atendimento particular com escola pública ou privada.

Educação emocional nas escolas

Uma pesquisa recente do portal Guia do Estudante abordou a importância da Inteligência Emocional nas escolas. Assim, analisou-se a pesquisa do psicólogo Martin Seligman que combinou Psicologia, Neurociência e Educação.

Nela, constatou que crianças que aprendem a ser pessimistas tem 8 vezes mais chances de apresentarem depressão na adolescência. Segundo Seligman, o pessimismo estava associado à ideia de que, não importasse o esforço realizado, seria impossível superar uma situação desconfortável.a

Também, foi realizado testes com ratos em laboratório que receberam choques leves sem possibilidade de escapar. Assim, percebeu-se que, com o tempo, esses ratos desistiram da ideia de fugir do choque, e se tornaram passivos.

O mesmo acontece com a mente das crianças quando não há estímulo para se desenvolverem, aprenderem ou expressarem uma emoção. Portanto, conclui-se que “Crianças com padrão de Pensamento Otimista apresentavam melhor saúde física, humor e até mesmo desempenho escolar superior”.

Assim, os padrões de pensamento podem ser um fator que aumentam a vulnerabilidade. Ou ainda, mais intimidade com o desamparo.

Mas, a boa notícia é que otimismo pode ser aprendido na escola. E, atividades como resolver problemas, estímulos e palavras positivas reforçam a confiança das crianças. Todavia, palavras como “nunca” ou “impossível” devem ser evitadas pelos educadores, pois criam inibições nas crianças.

Por fim, devemos lembrar que o psicólogo escolar pode ser o primeiro a identificar se uma criança ou adolescente está passando por abusos, maus-tratos ou mesmo violência sexual. Ele tem o importante papel de agir na prevenção da violência doméstica e no amparo de possíveis vítimas.

E, aí? Gostou do conteúdo? Deixe-nos seu feedback nos comentários.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.