Saiba mais sobre as áreas de atuação para o engenheiro elétrico

Ana Paula Schuster
Colaborador do Hora Da Facul

O engenheiro elétrico formado tem uma série de oportunidades no mercado industrial, tecnológico e civil. São inúmeras funções que podem ser feitas. Assim, os diferentes conhecimentos da área é uma das coisas que mais chama atenção.

Conheça um guia completo e os principais ramos em que esse especialista pode atuar. Além disso, saiba como escolher entre diversas opções de trabalho.

A engenharia elétrica

Uma das profissões mais importantes hoje em dia, afinal, a energia é essencial para muitas atividades. Aliás, ela permite que a pessoa aplique diferentes conhecimentos.

Ao mesmo tempo, garante muitas oportunidades no mercado de trabalho. Afinal, o engenheiro elétrico formado é peça-chave para a criação da maioria dos sistemas industriais.

Ainda na faculdade é possível formar conexões que garantam um bom emprego no futuro – seja através de uma bolsa de estágio ou de parceiras em projetos. 

É essencial que durante sua graduação aproveite todas as oportunidades. Então, faça estágios e participe de projetos, seu currículo fica ainda mais interessante com essas atividades.

O importante é que esse ramo só tende a crescer. Afinal, a tecnologia não pretende parar, mesmo que crises aconteçam.

Engenheiro elétrico formado: quem é?

Para obter o título, a pessoa precisa ter se graduado no curso de engenharia elétrica. Aliás, tem 5 anos de duração e é nesse período de formação que o profissional nota o quão versátil é esse ramo.

No curso, é possível ter contato com sistema de embarcados, indústria 4.0, entre outros assuntos. Então, não é atoa que é uma área que exige muito dos estudantes.

Ao terminar o curso, o indivíduo deve fazer seu registro no CREA, Conselho Regional de Arquitetura e Engenharia. É ele quem dá todo o auxílio para a atuação do profissional.

Uma das coisas mais legais dessa área é que o mercado de trabalho é bastante amplo. A seguir, veja algumas das opções que o engenheiro elétrico formado tem.

Conheça um pouco mais sobre cada uma e entenda quais as funções do engenheiro nestes casos. Isso te ajudará a definir qual delas seguir.

1 – Engenharia biomédica: engenheiro elétrico formado

Uma área que une as ciências exatas e da saúde. O intuito da engenharia biomédica é dar uma nova visão para a medicina e a biologia e solucionar problemas.

O objetivo é que ajude com:

  • Prevenção;
  • Diagnóstico;
  • Tratamento de doenças.

Também, o especialista pode elaborar equipamentos e próteses modernas para o corpo humano. Assim, trazendo mais bem-estar para os pacientes.

2 – Sistema microcontrolados

O engenheiro elétrico formado pode desenvolver hardwares e se aventurar no setor da programação. Sendo assim, dá para criar equipamentos que vão atuar como processadores.

Esse tipo de engenheiro também pode fazer parte de um time de desenvolvedores de processos automatizados. Então, sua principal fonte de atuação é com a tecnologia.

3 – Instrumentos de medição: engenheiro elétrico formado

A criação de instrumentos é outra área que sempre está precisando de engenheiros. O interessante é que eles são usados em diversas áreas do mercado.

Imagine uma empresa de energia elétrica. Ela sem dúvidas, precisa de equipamentos que vão medir a tensão da rede. Assim, é função do engenheiro elétrico formado encontrar uma solução para esse problema.

4 – Sistemas eletrônicos

O que muita gente não sabe é que microeletrônica e eletrônica pertencem a mesma área. Então, essas vertentes visam criar aparelhos que funcionam através de semicondutores.

O smartphone é um grande exemplo disso. Portanto, o profissional desse ramo tem uma infinidade de dispositivos para trabalhar. Por isso que ela é uma das mais diversas dessa lista.

5 – Eletrotécnica: engenheiro elétrico formado

Uma área voltada para otimização e elaboração de sistemas elétricos. Isso acontece mais em usinas e empresas de distribuição de energia. 

O trabalho é feito com:

  • Geradores;
  • Transformadores;
  • Motores;
  • Sistemas de instalação elétrica.

Assim, de todas as vertentes aqui citadas, a eletrotécnica é um campo bem mais direcionado. 

Ele é ideal para o engenheiro elétrico formado que gosta de estudar fenômenos da física. Afinal, pode colocar em prática todo o seu conhecimento na área.

6 – Sistemas de controle

Um fato curioso é que qualquer processo industrial necessita de um engenheiro de energia. Os sistemas de controle têm a função de garantir que os equipamentos do processo estão em ordem.

Não importa se uma companhia trabalha com colunas de destilação ou dispositivos elétricos. Como o ramo só cresce, espera-se que cada vez mais existam vagas para engenheiros.

7 – Telecomunicações

Um dos setores mais populares e que atrai muitos engenheiros. Não é atoa que existem muitas vagas nesta área. 

Isso é resultante do aumento da rede de internet e telefonia pelo território nacional. Então, nessa área o engenheiro elétrico formado vai elaborar redes de transmissão e criar equipamentos.

Tudo para que a comunicação em rede aconteça sem quaisquer problemas. Esse mercado está sempre passando por mudanças e precisando de bons engenheiros.

8 – Construção civil

Muitas pessoas que não são da área ficam surpresas ao saber que um engenheiro de energia pode trabalhar em uma construção civil. Entretanto, ele é responsável por todo o sistema elétrico do lugar.

Isso sem falar que ele também é apto para elaborar plantas. No caso, isso se aplica a indústrias que trabalham com geração de energia.

Vale lembrar que este é um bom setor. Afinal, as construções acontecem por todo o país, mesmo durante crises. Então, garante um bom futuro.

As opções do engenheiro elétrico formado

Você já percebeu que oportunidades e campos de atuação não faltam para o engenheiro elétrico formado, não é mesmo? O mercado precisa de energia, então quem se forma nesse ramo não fica sem emprego.

É importante que você saiba o que deseja fazer, assim, consegue focar seus estudos nessa área. Portanto, o primeiro passo é definir aquela que chama mais sua atenção e que tenha mais a ver com seu perfil.

Procure vagas na área e mostre todo seu conhecimento. Assim, você conquista uma oportunidade de emprego e começa a sua carreira de sucesso.

Prepare-se

Faça um bom currículo que apresente sua formação e experiência. Afinal, você vai precisar dele para concorrer às vagas. Depois, envie para as empresas que chamam sua atenção e boa sorte.

 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.