Salário de um engenheiro de produção: veja médias

Lygia Barsotti
Jornalista e produtora de conteúdo com13 anos de experiência. Passou pela TV Cultura e por empresas dos segmentos de saúde, educação e bebidas.

Crédito: Photo by ThisIsEngineering from Pexels

O salário de um engenheiro de produção é uma informação importante para quem está interessado no curso, mas ainda não se decidiu.

Afinal, o mercado para a Engenharia de Produção está aquecido. Como resultado, entre fevereiro de 2020 e março de 2021 houve um aumento de mais de 26% nas contratações formais dos profissionais dessa área.

O engenheiro de produção está habilitado a identificar, corrigir e prevenir perdas de produtividade. Ele une conhecimentos em Administração, Engenharia, meio ambiente e finanças para controlar custos, planejar a produção e distribuição de produtos, controlar suprimentos etc.

A seguir vamos ver quanto ganha um engenheiro de produção de acordo com experiência profissional, porte e segmento da empresa, área de especialização e localização no País.

Salário de um engenheiro de produção

Um engenheiro de produção ganha em média R$7.800,00 no Brasil para uma jornada de 43 horas semanais. Segundo dados do portal Salario.com.br e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o piso salarial para essa carreira é de R$7.000,00. Em contrapartida, o teto salarial é de cerca de R$16.000,00.

A média salarial aferida pelo CAGED se aproxima da projeção do Vagas.com, que é de pouco mais de R$7.500,00. Em contrapartida, no site Glassdoor, que reúne informações salariais divulgadas pelos próprios funcionários das empresas, a média é de R$8.166,00.

No setor público a remuneração média do engenheiro de produção é de cerca de R$10.300,00, 24% maior do que no setor privado.

Salário mínimo profissional

De acordo com a Lei Federal 4950-A/66, de 22 de abril de 1966, engenheiros, arquitetos, agrônomos, químicos e médicos veterinários têm direito ao Salário Mínimo Profissional (SMP), um piso salarial específico.

Ele é calculado da seguinte maneira: se a jornada de trabalho é de seis horas, o piso salarial deve ser de seis salários mínimos. Se a jornada é de oito horas, devem ser pagos ao menos oito salários mínimos e meio.

Assim, em 2021, considerando o salário mínimo de R$1.100,00, o piso salarial do engenheiro de produção pode ficar entre R$6.600,00 e R$9.350,00.

Entretanto, apesar de previsto em lei, nem sempre esse cálculo é respeitado. Fatores como localização e experiência do profissional costumam ter mais peso na definição do salário de um engenheiro de produção.

No setor público, por outro lado, o SMP costuma ser adotado com mais frequência.

Remuneração da Engenharia de Produção por regiões

O salário de um engenheiro de produção está sujeito a uma série de fatores. Entre eles, experiência profissional, localização e segmento de atuação da empresa.

Como veremos em seguida, as maiores remunerações médias estão nos estados do Sudeste. Isso se explica pela alta industrialização da região e pela concentração de atividades ligadas à exploração de petróleo e gás.

  • Pará: R$9.300,00
  • Rio de Janeiro: R$9.140,00
  • Espírito Santo: R$9.020,00
  • Maranhão: R$8.464,00
  • Minas Gerais: R$7.867,00
  • São Paulo: R$7.847,00

De modo geral, as capitais apresentam as médias salariais mais altas. Confira quanto ganha um engenheiro de produção nas principais cidades brasileiras:

  • São José dos Campos (SP): R$10.120,00
  • Belo Horizonte (MG): R$10.100,00
  • Rio de Janeiro (RJ): R$9.760,00
  • Vitória (ES): R$9.424,00
  • Macaé (RJ): R$9.320,00
  • São Paulo (SP): R$8.820,00

Quanto ganha um estagiário em Engenharia de Produção?

O estudante de Engenharia de Produção pode estagiar na produção fabril de indústrias de diversos segmentos. Entre elas, alimentos e bebidas, eletrodomésticos e montadoras de veículos.

Também há oportunidades em usinas de açúcar, estatais de petróleo e energia, empresas financeiras e de tecnologia.

A base salarial dos estagiários de Engenharia de Produção gira em torno de R$1.500,00 mensais. Abaixo, algumas tarefas que eles podem desempenhar:

  • Elaborar procedimentos de produção
  • Apoiar a elaboração de relatórios de não conformidade
  • Controlar e mensurar dados de produção
  • Auxiliar no planejamento de produção (PCP)
  • Analisar tempos e movimentos de linhas de produção
  • Identificar oportunidades de redução de custos e aumento de produtividade

Em seguida, vamos ver o salário de um engenheiro de produção em diferentes fases da carreira.

Salário de um engenheiro de produção por experiência profissional

A média salarial da Engenharia de Produção evolui conforme a experiência do profissional e o tamanho da empresa na qual ele trabalha.

Primeiro, vamos ver quanto ganha um engenheiro de produção recém-formado. Nessa carreira os trainees, ou seja, recém-formados com até dois anos de experiência, recebem valores que vão de R$3.000,00 a R$5.000,00.

O salário inicial de um engenheiro de produção de nível júnior, ou seja, com até quatro anos de formado, vai de R$4.000,00 a R$7.000,00, dependendo do porte da empresa.

Um engenheiro de produção de nível pleno, com até seis anos de carreira, pode receber mensalmente entre R$ 5.000,00 e aproximadamente R$9.000,00.

Já o salário de um engenheiro de produção sênior, que tem até oito anos no exercício da profissão, fica entre R$6.500,00 e R$11.000,00.

Por fim, a remuneração dos profissionais master, com mais de oito anos de carreira, parte de aproximadamente R$8.000,00 e pode atingir o teto salarial médio de R$16.000,00.

Média salarial por segmento de empresa

O engenheiro de produção tem uma vasta área de atuação. Logística, pesquisa operacional, energia, telecomunicações, exploração de petróleo e gás, agroindústria e construção civil, por exemplo, são algumas delas.

Assim, de acordo com o segmento da empresa, o salário de um engenheiro de produção pode ter uma média maior ou menor. Confira os ramos de negócio que oferecem os valores mais altos.

  • Atividades de apoio à extração de petróleo e gás natural : R$11.663,00
  • Serviços de escritório e apoio administrativo: R$9.400,00
  • Obras de montagem industrial: R$8.990,00
  • Serviços de engenharia: R$8.950,00
  • Fabricação de fogões, refrigeradores e máquinas de lavar e secar para uso doméstico: R$8.235,00
  • Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários: R$8.220,00

Média salarial por área de especialização

Existem diversas áreas na Engenharia de Produção e a escolha por uma delas também é uma variável importante na definição do salário de um engenheiro de produção.

A seguir, veja as especialidades com as maiores médias salariais.

  • Engenharia de Qualidade: R$8.200,00
  • Planejamento de Controle de Qualidade: R$8.200,00
  • Engenharia de Processos: R$8.000,00
  • Engenharia de Métodos e Processos: R$8.000,00
  • Engenharia de Segurança do Trabalho: R$7.600,00
  • Engenharia de Produto: R$7.100,00

Agora que você já sabe tudo sobre quanto ganha um engenheiro de produção, veja nossos outros conteúdos sobre a profissão.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.