Como funciona uma equipe profissional de e-sports?

João Victor Chiaratti Maissen
Profissional graduado em Publicidade e Propaganda pela ESPM com experiências em Marketing Digital, Relações Públicas, Produção de Eventos e Comunicação em negócios das áreas de educação, entretenimento, e-commerce, varejo, entre outros. Estou disposto a ser um grande pensador criativo com uma mentalidade estratégica.
1

Crédito: Foto de hitesh choudhary no Pexels.

Você sabe como funciona um equipe profissional de e-sports? O mercado de e-sports ou esportes eletrônicos é um grande fenômeno mundial. A audiência de campeonatos já bateu vários recordes e, cada vez mais, grandes marcas e empresas buscam investir nesse mercado.

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria NewZoo, esse setor já movimenta mais de US $150 bilhões por ano. Incrível né? 

Nesse sentido, o Brasil também não poderia ficar de fora. O país possui um mercado super aquecido e que, progressivamente, ganha mais notoriedade e investimento. Confira mais detalhes aqui.

A indústria dos e-sports promove campeonatos ao redor do mundo. Ao passo que equipes são formadas por cyber atletas para disputarem grandes torneios e provas. Como resultado, essas equipes recebem o nome de e-teams. 

Mas a formação dessas equipes não é algo simples. É um processo complexo e burocrático que envolve pessoas, advogados, contratos, entre outros.

Quer saber mais  sobre como funciona uma equipe profissional de e-sports? 

Separe alguns minutos e venha com a gente se aprofundar no universo dos jogos eletrônicos!

Primeiro passo: Escolhendo o jogo

Antes de tudo, a escolha do jogo é extremamente importante, visto que há diversas possibilidades e opções. Algumas das opções mais populares são:

  • Call Of Duty (COD);
  • Dota;
  • League of Legends (LOL);
  • Counter – Strike (CS);
  • Fifa;
  • Starcraft.

Além da escolha do jogo, você precisa decidir o quanto você quer investir, qual modalidade seguir e quais campeonatos e torneios você deseja participar. Porém, não esqueça que há diversos tipos e formatos de jogos disponíveis na internet. Portanto, é fundamental ter em mente quais são seus objetivos e quais títulos você quer conquistar. 

Viu só? Parece uma etapa simples, mas não se engane!

Segundo passo: Criando a sua marca.

Uma boa equipe profissional precisa ter um bom nome, não é mesmo?

Essa fase envolve muito planejamento e criação. Você deve escolher um nome para a sua equipe profissional de e-sports e também uma identidade. Antes de qualquer coisa, você deve ter em mente o público que você quer atingir. Logo, a escolha do jogo irá ditar a criação da sua marca. Confira abaixo algumas dicas de como criar a marca do seu time:

  • Pesquisar sobre o público-alvo e os adversários;
  • Definir a personalidade da sua marca;
  • Escolher um nome;
  • Criar um slogan;
  • Definir a aparência do time (cores, fontes, formatos, etc);
  • Elaborar um logotipo.

Por fim, não esqueça de registrar sua marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Você não quer ver sua marca sendo utilizada por aí, não é mesmo? 

Terceiro passo: Escolhendo seu time

Chegou a tão esperada hora de selecionar quem vai fazer parte da sua equipe profissional de esportes eletrônicos. Após seguir os dois primeiros passos, está na hora de escolher quem serão os jogadores da sua equipe. Lembre-se que eles serão responsáveis pelo crescimento do seu time e marca. Por isso, você deve realizar um processo de seleção bem criterioso e seletivo. 

Mas como fazer isso? Vamos lá que a gente explica!

  • Analise os jogadores do jogo selecionado e escolha aqueles que se destacam mais;
  • Estude a disponibilidade de cada um, pois será necessário muito tempo de prática e dedicação;
  • Explore as habilidades de cada jogador, examinado seus pontos fortes e fracos;
  • Priorize aqueles que sejam bem determinados, comprometidos e focados.

Assim sendo, é essencial caprichar na hora de escolher os jogadores que irão integrar seu time. Em outras palavras, os integrantes precisam possuir espírito de equipe. Além de apresentarem um bom comportamento com todos do time. 

Quarto passo: Definindo agenda e local de treinamento

Após ter montado sua equipe profissional de e-sports, é o momento de começar a praticar. Logo, é necessário escolher um local para realizar os treinos.  Além disso, você também deve decidir os dias e horários, para que todos os jogadores possam jogar e praticar juntos.

Lembre-se que seu time necessita de um local fixo para os treinos e há duas possibilidades: Game Office ou Game House.

Game Office: Lugar que possibilita o encontro do seu time para treino e jogos. Os jogadores podem acessar o local sem haver a necessidade de dormirem ou passarem vários dias lá.

Game House: Diferente do Game Office, esse tipo de local é como se fosse uma casa para os jogadores. Assim sendo, o seu time irá morar no lugar, focando no seu desenvolvimento e nos treinos.

No começo, a maioria dos times começam dentro de suas próprias casas, sem a necessidade de um local fixo para os treinos. Porém, para alcançar a profissionalização, é necessário possuir um espaço físico.

Quinto passo: treino e mais treino

Tudo certo até agora, né?

Depois de definir o jogo, criar sua marca, escolher sua equipe profissional e local de treino, chegou a hora de colocar a mão na massa, ou seja, treinar, treinar e treinar. Dessa maneira, não esqueça de manter um ritmo de treino regular, focando no desenvolvimento das habilidades do seu time. Além disso, comece a inscrever sua equipe em torneios e campeonatos para testá-los.

Sexto passo: divulgação

Agora que você já possui tudo em mãos, não esqueça de divulgar seu time profissional. Mas como fazer isso? Vem que a gente te mostra!

  • Crie um site para seu time;
  • Invista em redes sociais;
  • Participe de eventos;
  • Realize ações virtuais (lives, workshops, vídeos com tutoriais, etc);
  • Crie vídeos e tire fotos do seu time;
  • Invista na comunicação visual;
  • Faça parcerias;
  • Interaja com seu público.

Sétimo passo: legislação

Por último e não menos importante, você deve estar ciente de que todos os jogadores da sua equipe profissional devem possuir um contrato de trabalho. Em outras palavras, o time deve receber os salários adequados. O regime de trabalho de cada equipe profissional varia de acordo com sua necessidade e rotina de treinos. Assim, não esqueça de contratar uma empresa especializada para criar os contratos de sua equipe.

Pronto, viu só como funciona uma equipe profissional de e-sports? Não é nada fácil! Confira os principais times brasileiros.

O mercado de e-sports no Brasil é muito aquecido e, ainda, vai crescer muito. Os e-sports ganharam uma relevância enorme no mundo e deixaram de ser apenas games. O que era lazer antes, agora virou uma profissão. 

O que está esperando para fazer parte desse universo virtual?

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.