4 áreas para quem quer trabalhar com Sociologia

luisadcortes
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto: Vlada Karpovich

Como é trabalhar com Sociologia? Uma questão bem confusa para quem pretende cursar graduação na área. As relações sociais, culturais e políticas presentes na sociedade podem fascinar diversos estudantes. Especialmente aqueles mais inclinados para a área de Humanas. 

A questão que fica é: como trabalhar com Sociologia e atuar nessa área tão interessante? Além disso, como trazer a complexa teoria das dinâmicas sociais para a prática do dia a dia? Quem contrata pessoas com esse tipo de conhecimento?

A pessoa interessada em trabalhar com Sociologia, em primeiro lugar, deve buscar pelo curso de Ciências Sociais, que é o mais adequado para atuar nessa área. O curso abrange três linhas de estudo: a Sociologia propriamente dita; as Ciências Políticas e a Antropologia. 

Algumas faculdades ainda oferecem uma graduação mais específica em Sociologia, com conhecimentos mais focados no funcionamento da sociedade. Mas, em geral, é comum encontrar cursos de Ciências Sociais que fornecem uma visão mais geral e abrangente dessas três áreas e de como elas se comunicam entre si.

As Ciências Políticas, como o próprio nome revela, estão mais voltadas para as relações políticas presentes em uma sociedade; e a Antropologia, por sua vez, volta-se ao estudo do ser humano em sua totalidade. Contudo, a Sociologia vai por outro lado. Desse modo, seu campo de estudo busca entender a sociedade e suas relações humanas. 

O que faz um sociólogo?

A profissão de sociólogo foi regulamentada no Brasil em dezembro de 1980, sob a Lei 6.888/80. Segundo o texto, o profissional está apto a:

“I – Elaborar, supervisionar, orientar, coordenar, planejar, programar, implantar, controlar, dirigir, executar, analisar ou avaliar estudos, trabalhos, pesquisas, planos, programas e projetos atinentes à realidade social.

II – Ensinar Sociologia Geral ou Especial, nos estabelecimentos de ensino, desde que cumpridas as exigências legais.

III – Assessorar e prestar consultoria a empresas, órgãos da administração pública direta ou indireta, entidades e associações, relativamente à realidade social.

IV – Participar da elaboração, supervisão, orientação, coordenação, planejamento, programação, implantação, direção, controle, execução, análise ou avaliação de qualquer estudo, trabalho, pesquisa, plano, programa ou projeto global, regional ou setorial, atinente à realidade social.”

Quanto ganha um sociólogo?

O salário médio de um sociólogo é de R$ 5.596,19, segundo o site Salarios.com, que recolheu dados junto ao Novo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia), eSocial e Empregador Web, durante o período de agosto de 2020 a julho de 2021.

O perfil desse profissional é de trabalhadores com uma média de 59 anos, majoritariamente do sexo feminino, que trabalham cerca de 44 horas semanais. O local onde foram encontradas mais de vagas de emprego foi a cidade de São Paulo (SP).

Como trabalhar com Sociologia? Conheça 4 opções!

Docência

A primeira e imediata resposta é que um profissional formado em Sociologia (ou em Ciências Sociais) pode dedicar-se à docência. Isso inclui o ensino em escolas, no Ensino Médio, mas também em cursos de Ensino Superior. Diversas graduações, como as de Comunicação, incluem em sua grade horária disciplinas relacionadas à Sociologia. 

Para isso, os alunos de sociologia têm na graduação disciplinas de licenciatura, que possibilitam que eles atuem no Ensino Básico. São conhecimentos da área da Pedagogia, como Didática Geral, Planejamento da Educação e Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem.

Carreira Acadêmica

O sociólogo de formação pode ainda seguir a carreira acadêmica. Isso inclui trabalhar com Sociologia fazendo pesquisa dentro do ambiente universitário. Assim, quem opta por esse caminho segue com a sua formação a níveis de pós-graduação, como Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado. A ideia é especializar-se em algum assunto que seja de sua área de interesse. O profissional pode ou não dar aulas na faculdade. É que algumas instituições de ensino exigem uma quantidade mínima de docência a seus pesquisadores, mas isso não é regra.

Quem trabalha nessa área está em constante processo de aprendizagem, com uma rotina de leituras teóricas, escrita de artigos acadêmicos, debates entre pares e participação em congressos.

Pesquisas

Uma opção que é menos conhecida é a realização de pesquisas para diversos tipos de entidades. O profissional pode trabalhar com Sociologia, por exemplo, em empresas do setor privado, elaborando diagnósticos de impactos sociais de obras como rodovias, e em construções de grandes espaços como fábricas e mineradoras.

Outra possibilidade é a de realizar diagnósticos de impactos sociais para o setor público. Isso porque órgãos governamentais como prefeituras e secretarias buscam sociólogos para auxiliar diretamente no desenvolvimento de políticas públicas. São projetos municipais, estaduais ou federais, que atuam diretamente sobre a vida dos cidadãos de determinada comunidade.

O terceiro setor também contrata sociólogos. Entidades de impacto social, como ONGs, institutos e fundações são potenciais empregadores. Eles têm interesse em conhecer os resultados sociais de sua atuação em diferentes projetos, e o profissional mais qualificado para realizar esse tipo de pesquisa é aquele com conhecimentos em sociologia. Esse tipo de especialista pode ainda atuar nessas entidades realizando outros trabalhos. Já pensou em atuar com serviços de consultoria e, assim, contribuir para o desenvolvimento de projetos de impacto social?

Um outro uso para a pesquisa sociológica está alocada na área do marketing. Diversas empresas estão interessadas em conhecer mudanças de hábitos de seus consumidores, assim como novas tendências de consumo e de comportamento. E isso é conhecido a partir de relatórios realizados por esses profissionais. É uma ferramenta preciosa de trabalho para o setor de marketing de uma empresa.

Por fim, o sociólogo pode trabalhar para partidos políticos. Ainda que esse trabalho seja mais realizado por cientistas políticos, muitos atuam na realização de campanhas. Isso porque os partidos buscam conhecer a realidade eleitoral e a social de seu eleitorado para pensar nas estratégias de campanha. Ainda na área política, o sociólogo pode trabalhar em institutos de pesquisa, na realização de pesquisas eleitorais.

Audiovisual

Uma área de atuação para sociólogos que tem crescido nos últimos anos é a do audiovisual. Muito disso é devido a leis audiovisuais que determinam que emissoras de TV aberta transmitam uma quantidade mínima de conteúdo nacional em sua programação. 

Por isso, algumas emissoras têm criado conteúdo próprio. Isso faz com que elas contratem profissionais da Sociologia para contribuir na elaboração ou revisão dos roteiros produzidos, como documentários e obras de ficção.

 

Nem sempre os caminhos do profissional de Sociologia são óbvios. Contudo, quem se dedica a observar o mundo e realizar pesquisas a partir de métodos científicos, sempre terá muito a acrescentar sobre o funcionamento da sociedade em que vivemos.

Leia mais: O que faz um sociólogo no mercado de trabalho?

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 1

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.